02 de setembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

02 de setembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > SETEMBRO

22º Domingo do Tempo Comum
2 de Setembro de 2018
Cor: Verde


1ª Leitura - Dt 4,1-2.6-8

Nada acrescenteis, à palavra que vos digo,
mas guardai os mandamentos do Senhor.

Leitura do Livro do Deuteronômio 4,1-2.6-8

1 Moisés falou ao povo, dizendo: 'Agora, Israel, ouve as leis e os decretos que eu vos ensino a cumprir, para que, fazendo-o, vivais e entreis na posse da terra prometida pelo Senhor Deus de vossos pais.
2 Nada acrescenteis, nada tireis, à palavra que vos digo, mas guardai os mandamentos do Senhor vosso Deus que vos prescrevo.
6 Vós os guardareis, pois, e os poreis em prática, porque neles está vossa sabedoria e inteligência perante os povos, para que, ouvindo todas estas leis, digam: 'Na verdade, é sábia e inteligente esta grande nação!
7 Pois, qual é a grande nação cujos deuses lhe são tão próximos como o Senhor nosso Deus, sempre que o invocamos?
8 E que nação haverá tão grande que tenha leis e decretos tão justos, como esta lei que hoje vos ponho diante dos olhos?
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 14,2-3ab.3cd-4ab.5 (R. 1a)

R.Senhor, quem morará em vossa casa
e no vosso monte santo, habitará?

2É aquele que caminha sem pecado*
e pratica a justiça fielmente;
3aque pensa a verdade no seu íntimo *
3be não solta em calúnias sua língua.R.

3cQue em nada prejudica o seu irmão,*
3dnem cobre de insultos seu vizinho;
4aque não dá valor algum ao homem ímpio,*
4bmas honra os que respeitam o Senhor.R.

5não empresta o seu dinheiro com usura,
nem se deixa subornar contra o inocente.*
Jamais vacilará quem vive assim!R.


2ª Leitura - Tg 1,17-18.21b-22.27

Sede praticantes da Palavra.

Leitura da Carta de São Tiago 1,17-18.21b-22.27

Irmãos bem-amados:
17 Todo dom precioso e toda dádiva perfeita vêm do alto; descem do Pai das luzes, no qual não há mudança, nem sombra de variação.
18 De livre vontade ele nos gerou, pela Palavra da verdade, a fim de sermos como que as primícias de suas criaturas.
21b Recebei com humildade a Palavra que em vós foi implantada, e que é capaz de salvar as vossas almas.
22 Todavia, sede praticantes da Palavra e não meros ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.
27 Com efeito, a religião pura e sem mancha diante de Deus Pai, é esta: assistir os órfãos e as viúvas em suas tribulações e não se deixar contaminar pelo mundo.
Palavra do Senhor.


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo São Marcos 7,1-23
Evangelho - Mc 7,1-8.14-15.21-23

Vós abandonais o mandamento de Deus
para seguir a tradição dos homens.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 7,1-8.14-15.21-23

Naquele tempo:
1 Os fariseus e alguns mestres da Lei vieram de Jerusalém e se reuniram em torno de Jesus.
2 Eles viam que alguns dos seus discípulos comiam o pão com as mãos impuras, isto é, sem as terem lavado.
3 Com efeito, os fariseus e todos os judeus só comem depois de lavar bem as mãos, seguindo a tradição recebida dos antigos.
4 Ao voltar da praça, eles não comem sem tomar banho. E seguem muitos outros costumes que receberam por tradição: a maneira certa de lavar copos, jarras e vasilhas de cobre.
5 Os fariseus e os mestres da Lei perguntaram então a Jesus: 'Por que os teus discípulos não seguem a tradição dos antigos, mas comem o pão sem lavar as mãos?'
6 Jesus respondeu: 'Bem profetizou Isaías a vosso respeito, hipócritas, como está escrito: 'Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim.
7 De nada adianta o culto que me prestam, pois as doutrinas que ensinam são preceitos humanos'.
8 Vós abandonais o mandamento de Deus para seguir a tradição dos homens'.
14 Em seguida, Jesus chamou a multidão para perto de si e disse: 'Escutai todos e compreendei:
15 o que torna impuro o homem não é o que entra nele vindo de fora, mas o que sai do seu interior.
21 Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios,
22 adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo.
23 Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem'.
Palavra da Salvação.




REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Senhor, quem pode morar no teu monte santo?”

Mc 7, 1-8.14-15.21-23


Uma antiga denúncia profética foi retomada por Jesus. O profeta Isaías teve a perspicácia de perceber o descompasso entre o culto faustoso praticado no templo de Jerusalém e as violências e injustiças que aconteciam na cidade.

O louvor proclamado com os lábios não correspondia às maldades praticadas com as mãos. O apego exagerado a certas tradições religiosas não chegava a gerar a conversão do coração.

Algo semelhante passava-se com uma ala do farisaísmo no tempo de Jesus. A veneração afetada dos fariseus às normas legais não os impedia de dar vazão às suas más intenções. Aí se revelava o que eram por dentro. A piedade exterior era fachada de um interior cheio de perversidade.

A observância escrupulosa das normas de pureza mostrava-se inútil, pois não chegava a atingir seu verdadeiro objetivo: tornar a pessoa internamente pura para Deus.

O discípulo do Reino, no pensamento de Jesus, faz o caminho inverso ao dos fariseus. Sua preocupação maior consiste em não se deixar contaminar pelas malícias que brotam do coração.

Pouco lhe importam as coisas exteriores. Comer sem ter lavado as mãos é menos importante do que sentar-se à mesa e partilhar o pão com os necessitados. Ser muito atento na limpeza das louças e talheres só tem sentido se tiver o respaldo de uma vida centrada na prática do amor e da justiça.

Rezemos: Senhor Jesus, não permitas que eu me iluda, buscando uma pureza exterior, quando a que te agrada é a que provém do meu coração.

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe você com toda sua história de vida, sua casa, sua família, seus amigos...Chegamos a mais um domingo, mais um final de semana. Domingo é por excelência um dia especial, pois é sinônimo de descanso, de repouso, de lazer, de estar e curtir a família e os amigos. Isso é a regra geral. Porém, nós temos ALGO mais, não é mesmo? Somos CRISTÃOS e, como tal, o Domingo se torna para nós, o DIA DO SENHOR, pois nele, recordamos a RESSURREIÇÃO de JESUS. Portanto, durante 6 dias Deus esteve conosco nos abençoando, protegendo, iluminando, derramando bençãos e graças, acompanhando cada passo que foi dado na luta pela sobrevivência e pelo ganho do "pão de cada dia". Foi com o  Amor de Deus que conseguimos vencer mais uma semana com todos os seus contratempos, não é mesmo? Então, HOJE, é o NOSSO DIA, a NOSSA VEZ, de retribuir a esse Amor. Hoje é dia de agradecer, de louvar, de render nossa AÇÃO DE GRAÇAS para com Deus. E a forma mais CONCRETA de retribuir ao amor de Deus, por tudo o que Ele nos fez e nos deu durante a semana,  é Ir à Igreja, se possível, com toda a sua família. Por quê? Porque EUCARISTIA significa exatamente isso: AÇÃO DE GRAÇAS, GRATIDÃO. A forma mais linda de agradecer a Deus pelos dons que Ele nos dá é participar da Santa Eucaristia. É na Eucaristia que nos sentimos membros de uma grande família de fé, de povo de Deus. É na Eucaristia que entramos em COMUNHÃO com Jesus. É na Eucaristia que nos abastecemos espiritualmente e ficamos fortes para mais uma semana de luta que nos espera. E quem não gostaria de estar forte para o combate da vida, não é mesmo? Portanto, nada de desculpas ou justificativas, do tipo, "tô cansado", "vai chegar gente aqui em casa", "o tempo está pra chuva", etc, etc, etc...isso tudo é justificativa. Lembre-se: Você é FILHO e FILHA de Deus...então vá agradecer e receber a força de Deus para sua vida e família. Há um ditado que diz: Domingo sem Missa..é semana sem GRAÇA (ou sem a Graça!!!). Neste domingo, as leituras vão falar da Lei. E para Jesus, não basta apenas  a observância externa da Lei e das "tradições humanas". Deus não olha apenas as práticas exteriores e formais. Ele olha o interior das pessoas, ele aprecia a pureza do coração. Bom e Santo Domingo para você e sua família.

VAMOS LOUVAR E AGRADECER ?

Salmo 148

Glorificação do Deus Criador

Louvai o Senhor Deus nos altos céus, *
louvai-o no excelso firmamento!
Louvai-o, anjos seus, todos louvai-o, *
louvai-o, legiões celestiais!

Louvai-o, sol e lua, e bendizei-o, *
louvai-o, vós estrelas reluzentes!
Louvai-o, céus dos céus, e bendizei-o, *
e vós, águas que estais por sobre os céus.

–Louvem todos e bendigam o seu nome, *
porque mandou e logo tudo foi criado.
–Instituiu todas as coisas para sempre, *
e deu a tudo uma lei que é imutável.

Louvai o Senhor Deus por toda a terra, *
grandes peixes e abismos mais profundos;
fogo e granizo, e vós, neves e neblinas, *
furacões que executais as suas ordens.

Montes todos e colinas, bendizei-o, *
cedros todos e vós, árvores frutíferas;
feras do mato e vós, mansos animais, *
todos os répteis e os pássaros que voam.

–Reis da terra, povos todos, bendizei-o, *
e vós, príncipes e todos os juízes;
–e vós, jovens, e vós, moças e rapazes,*
anciãos e criancinhas, bendizei-o!

Louvem o nome do Senhor, louvem-no todos, *
porque somente o seu nome é excelso!
A majestade e esplendor de sua glória *
ultrapassam em grandeza o céu e a terra.

Ele exaltou seu povo eleito em poderio *
ele é o motivo de louvor para os seus santos.
É um hino para os filhos de Israel, *
este povo que ele ama e lhe pertence.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo