6 de agosto de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

6 de agosto de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > AGOSTO
6 de Agosto de 2018


TRANSFIGURAÇÃO DO SENHOR (Branco, Glória, Prefácio Próprio – Ofício da Festa)


Antífona de entrada

O Espírito Santo apareceu na nuvem luminosa e a voz do Pai se fez ouvir: Este é o meu Filho amado, nele depositei todo o meu amor. Escutai-o (Mt 17,5).

Oração do Dia

Ó Deus, que na gloriosa transfiguração de vosso Filho confirmastes os mistérios da fé pelo testemunho de Moisés e Elias e manifestastes, de modo admirável, a nossa glória de filhos adotivos, concedei aos vossos servos e servas ouvir a voz do nosso filho amado e compartilhar da sua herança. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


1a Leitura - Daniel 7,9-10.13-14

Leitura da profecia de Daniel.

7 9 Continuei a olhar, até o momento em que foram colocados os tronos e um ancião chegou e se sentou. Brancas como a neve eram suas vestes, e tal como a pura lã era sua cabeleira; seu trono era feito de chamas, com rodas de fogo ardente.

10 Saído de diante dele, corria um rio de fogo. Milhares e milhares o serviam, dezenas de milhares o assistiam! O tribunal deu audiência e os livros foram abertos.

13 Olhando sempre a visão noturna, vi um ser, semelhante ao filho do homem, vir sobre as nuvens do céu: dirigiu-se para o lado do ancião, diante de quem foi conduzido.

14 A ele foram dados império, glória e realeza, e todos os povos, todas as nações e os povos de todas as línguas serviram-no. Seu domínio será eterno; nunca cessará e o seu reino jamais será destruído.

Palavra do Senhor.


Salmo - 96/97

Deus é rei, é o Altíssimo,
muito acima do universo.

Deus é rei! Exulte a terra de alegria,
e as ilhas numerosas rejubilem!
Treva e nuvem o rodeiam no seu trono,
que se apóia na justiça e no direito.

As montanhas se derretem como cera
ante a face do Senhor de toda a terra;
e assim proclama o céu sua justiça,
todos os povos podem ver a sua glória.

Porque vós sois o Altíssimo, Senhor,
muito acima do universo que criastes,
e de muito superais todos os deuses.


Evangelho - Marcos 9,2-10

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eis meu Filho muito amado, nele está meu bem-querer, escutai-o, todos vós! (Mt 17,5).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
9 2 Jesus tomou consigo a Pedro, Tiago e João, e conduziu-os a sós a um alto monte. E
3 transfigurou-se diante deles. Suas vestes tornaram-se resplandecentes e de uma brancura tal, que nenhum lavadeiro sobre a terra as pode fazer assim tão brancas.
4 Apareceram-lhes Elias e Moisés, e falavam com Jesus.
5 Pedro tomou a palavra: “Mestre, é bom para nós estarmos aqui; faremos três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias”.
6 Com efeito, não sabia o que falava, porque estavam sobremaneira atemorizados.
7 Formou-se então uma nuvem que os encobriu com a sua sombra; e da nuvem veio uma voz: “Este é o meu Filho muito amado; ouvi-o”.
8 E olhando eles logo em derredor, já não viram ninguém, senão só a Jesus com eles.
9 Ao descerem do monte, proibiu-lhes Jesus que contassem a quem quer que fosse o que tinham visto, até que o Filho do homem houvesse ressurgido dos mortos.
10 E guardaram esta recomendação consigo, perguntando entre si o que significaria: “Ser ressuscitado dentre os mortos”.
Palavra da Salvação.


Oração Sobre as Oferendas

Santificai, ó Deus, as nossas oferendas pela gloriosa transfiguração do vosso Filho e purificai-nos das manchas do pecado no esplendor de sua luz. Por Cristo, nosso Senhor.


Antífona de Comunhão

Quando Cristo aparecer, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é (1Jo 3,2).


Depois da Comunhão

Ó Deus, que o alimento celeste por nós recebido nos transforme na imagem de Cristo, cujo esplendor quisestes revelar na sua gloriosa transfiguração. Por Cristo, nosso Senhor.

REFLEXÃO


“Deus é Rei, é o Altíssimo, muito acima do universo!”

Mc 9, 2-10

FESTA DA TRANSFIGURAÇÃO DO SENHOR

Os discípulos estavam entristecidos com o anuncio da paixão feito por Jesus. Toma os três mais representativos entre eles e os conduz ao alto da montanha para mostrar que sua vida não será um fracasso, mas terá um fim vitorioso, a Ressurreição.
No alto da montanha, lugar da manifestação divina, Jesus se transfigura diante deles. Apresenta dois dos representantes do Antigo Testamento; Moises (a Lei) e Elias (os profetas), que conversavam com Jesus.
O Antigo Testamento dialogando com Jesus, e Jesus é agora o interprete do Pai para a humanidade, a Palavra encarnada. “Este e o meu Filho amado. Escutem-no”. Jesus é maior do que Moises e Elias, é o filho Unigênito do Pai.
Depois dessa experiência, eles tiveram que descer a montanha e continuar enfrentando a realidade cotidiana; a injustiça, o ódio, o sofrimento, a fome, as enfermidades, as dores..., mas desceram com a fé renovada e com o coração cheio de certezas.
Não podemos fugir da dura realidade, devemos trabalhar para que ela seja transfigurada pelo projeto de Deus que vai se concretizando através do nosso testemunho. Somos convidados a enfrentar os desafios com fé e coragem. Não fugir de nada.

Rezemos: Dá-me a graça de penetrar a tua intimidade. E iluminado, eu seja testemunha da tua luz e do teu amor.   

Deus abençoe você e sua família.

Pe João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP
PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo