09 de setembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

09 de setembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > SETEMBRO

23º Domingo do Tempo Comum
9 de Setembro de 2018
Cor: Verde


1ª Leitura - Is 35,4-7ª

Os ouvidos dos surdos se abrirão e
a boca do mudo gritará de alegria.

Leitura do Livro do Profeta Isaías 35,4-7a

4 Dizei às pessoas deprimidas: 'Criai ânimo, não tenhais medo! Vede, é vosso Deus, é a vingança que vem, é a recompensa de Deus; é ele que vem para vos salvar'.
5 Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos.
6 O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim como brotarão águas no deserto e jorrarão torrentes no ermo.
7 A terra árida se transformará em lago, e a região sedenta, em fontes d'água.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 145,7.8-9a.9bc-10 (R.1.2a)

R.Bendize, ó minha alma ao Senhor.
Bendirei ao Senhor toda a vida!

Ou R.Aleluia, Aleluia, Aleluia.

O Senhor é fiel para sempre,*
7faz justiça aos que são oprimidos;
ele dá alimento aos famintos,*
é o Senhor quem liberta os cativos.R.

8O Senhor abre os olhos aos cegos*
o Senhor faz erguer-se o caído;
o Senhor ama aquele que é justo*
9aÉ o Senhor quem protege o estrangeiro.R.

9bcEle ampara a viúva e o órfão*
mas confunde os caminhos dos maus.
10O Senhor reinará para sempre!
Ó Sião, o teu Deus reinará*
para sempre e por todos os séculos!R.



2ª Leitura - Tg 2,1-5

Não escolheu Deus os pobres deste
mundo para serem herdeiros do Reino?

Leitura da Carta de São Tiago 2,1-5

1 Meus irmãos, a fé que tendes em nosso Senhor Jesus Cristo glorificado não deve admitir acepção de pessoas.
2 Pois bem, imaginai que na vossa reunião entra uma pessoa com anel de ouro no dedo e bem vestida, e também um pobre, com sua roupa surrada,
3 e vós dedicais atenção ao que está bem vestido, dizendo-lhe: 'Vem sentar-te aqui, à vontade', enquanto dizeis ao pobre: 'Fica aí, de pé', ou então: 'Senta-te aqui no chão, aos meus pés' -
4 não fizestes, então, discriminação entre vós? E não vos tornastes juízes com critérios injustos?
5 Meus queridos irmãos, escutai: não escolheu Deus os pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que o amam?
Palavra do Senhor.


Evangelho - Mc 7,31-37

Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos 7,31-37

Naquele tempo:
31 Jesus saiu de novo da região de Tiro, passou por Sidônia e continuou até o mar da Galiléia, atravessando a região da Decápole.
32 Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão.
33 Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele.
34 Olhando para o céu, suspirou e disse: 'Efatá!', que quer dizer: 'Abre-te!'
35 Imediatamente seus ouvidos se abriram, sua língua se soltou e ele começou a falar sem dificuldade.
36 Jesus recomendou com insistência que não contassem a ninguém. Mas, quanto mais ele recomendava, mais eles divulgavam.
37 Muito impressionados, diziam: 'Ele tem feito bem todas as coisas: Aos surdos faz ouvir e aos mudos falar'.
Palavra da Salvação.



REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Bendize, ó minha alma ao Senhor. Bendirei ao Senhor toda a vida!”

Mc 7, 31-37

Na primeira Leitura o profeta Isaias anuncia: “Dizei... Coragem! Não tenham medo... Deus vem para nos salvar. Os olhos dos cegos vão se abrir e abrem-se os ouvidos dos surdos. Os aleijados andarão. Cantaremos um canto de alegria... o deserto vai receber água de um rio. O chão duro em terra fértil”. Deus vem para salvar o seu povo! Não vamos temer as dificuldades, nem as tribulações, o Senhor estabelece vida nova para todos!

No Evangelho temos a cura de um surdo e mudo. Numa leitura simbólica se mostra rica de sentido. Não podendo falar e nem ouvir, o homem estava impedido de se comunicar. Os canais de comunicação, pelo quais o dialogo se estabelece, estavam fechados e por isso fadado a viver fechado no seu mundo, sem a possibilidade de diálogo com Deus e com os irmãos.

A presença de Jesus na vida deste homem reverteu a situação. Com uma ordem cheia de autoridade – “Éfata!” – o Senhor restitui-lhe a possibilidade de se comunicar e capacitando para o diálogo. Arranca do isolamento e permite um relacionamento e o conduz ao dialogo respeitoso e fraterno.  Quem se recusa a ouvir, acaba não abrindo mão dos seus pontos de vista e das ideias fixas, se mantém na intolerância.

Num contexto da catequese batismal, Marcos coloca a necessidade de abrir os ouvidos para escutar a palavra de Jesus dentro de um processo de conversão. Coloca o dedo no ouvido para abrir e libertar, e o gesto da saliva na língua, comunica-lhe a vida nova: liberta do pecado.

Assim como Jesus não discrimina ninguém, nem mesmo os pagãos, os cristãos são chamados a dar o mesmo testemunho para o mundo conforme nos exorta são Tiago em sua carta: “Não devemos fazer acepção de pessoas”, sobretudo os pobres. Se Deus os ama, por que nós não os amaremos? Quem escolhe quem amar não é discipulo de Jesus, não aprendeu de seu ensinamento.

Deus abençoe você e sua família.

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua vida nessa fascinante jornada de domingo que já chegou. É o DIA DO SENHOR por excelência. O Evangelho deste domingo garante-nos, uma vez mais, que o Deus em quem acreditamos é um Deus comprometido conosco, continuamente disposto em renovar o homem, em transformá-lo, em recriá-lo, em fazê-lo chegar à vida plena do Homem Novo. Este Deus que abre os ouvidos dos surdos e solta a língua dos mudos é um Deus cheio de amor, que não abandona os homens à sua sorte nem os deixa adormecer em esquemas de comodismo e de instalação; mas, a cada instante, vem ao seu encontro, desafia-os a ir mais além, convida-os a atingir a plenitude das suas possibilidades e das suas potencialidades. Não esqueçamos esta realidade: na nossa viagem pela vida, não caminhamos sozinhos, arrastando sem objectivo a nossa pequenez, a nossa miséria, a nossa debilidade; mas ao longo de todo o nosso percurso pela história, o nosso Deus vai ao nosso lado, apontando-nos, com amor, os caminhos que nos conduzem à felicidade e à vida verdadeira. Que seu domingo seja muito especial e abençoado.

CONSAGRANDO O DIA DO SENHOR
Senhor, Hoje é Domingo, dia do Senhor por excelência.
Obrigado pelo precioso dom da vida e por poder desfrutar esse dia com a família e em comunidade.
Obrigado pela semana vivida e por esta oportunidade de descansar o corpo, a mente e o espírito.
Derrama, Senhor, as Tuas ricas bençãos neste dia, sobre as nossas vidas, e também de todos os nossos familiares e amigos.
Derrama, Senhor, muita paz e muito amor nos nossos corações e livra-nos de todo o mal e de todas as flechas do inimigo.
Abençoai a todos que podem descansar hoje de suas lutas diárias.
Que possamos ter uma ótima dia de descanso, para amanhã, segunda, quando acordarmos para mais uma semana abençoada, sentir o seu amor e sua presença no meio de nós.
Perdoa as nossas falhas cometidas durante a semana, a nossa falta de caridade e misericórdia e nos dê forças paracontinuar seguindo em frente com a cabeça sempre erguida.
Abençoe, Senhor, essa nova semana que se inicia, nos dê a chance de recomeçar com muita força, fé, otimismo e alegria de viver...
Agradecemos por tudo, meu Deus.
A Ti toda honra, toda glória e todo poder.
Obrigado pela oportunidade de celebrarmos a santa Ressurreição.
Fica conosco, Senhor, hoje e sempre.
Amém!


Salmo 145 (146) - Ó minha alma, louva o Senhor.

O Senhor faz justiça aos oprimidos,
dá pão aos que têm fome
e a liberdade aos cativos.

O Senhor ilumina os olhos dos cegos,
o Senhor levanta os abatidos,
o Senhor ama os justos.

O Senhor protege os peregrinos,
ampara o órfão e a viúva
e entrava o caminho aos pecadores.

O Senhor reina eternamente;
o teu Deus, ó Sião,
é rei por todas as gerações.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Com carinho e bençãos

Frei Rinaldo, osm

PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo