16 DE AGOSTO - SEXTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
VATICAN NEWS
Pesquisa rápida
Liturgia Diária


19ª SEMANA DO TEMPO COMUM
COR LITÚRGICA: VERDE




1a Leitura - Js 24,1-13

Tirei vossos pais dos confins da Mesopotâmia, depois vos fiz sair do Egito e vos dei uma terra.

Leitura do Livro de Josué 24, 1-13
Naqueles dias:
1 Josué reuniu em Siquém todas as tribos de Israel e convocou os anciãos, os chefes, os juízes e os magistrados, que se apresentaram diante de Deus.
2 Então Josué falou a todo o povo: 'Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Vossos pais, Taré, pai de Abraão e de Nacor habitaram outrora do outro lado do rio Eufrates e serviram a deuses estranhos.
3 Mas eu tirei Abraão, vosso pai, dos confins da Mesopotâmia, e o conduzi através de toda a terra de Canaã, e multipliquei a sua descendência.
4 Dei-lhe Isaac, e a este dei Jacó e Esaú. E a Esaú, um deles, dei em propriedade o monte Seir; Jacó, porém, e seus filhos desceram para o Egito.
5 Em seguida, enviei Moisés e Aarão e castiguei o Egito com prodígios que realizei em seu meio, e depois disso vos tirei de lá.
6 Fiz, portanto, que vossos pais saíssem do Egito, e assim chegastes ao mar. Os egípcios perseguiram vossos pais, com carros e cavaleiros, até ao mar Vermelho.
7 Vossos pais clamaram então ao Senhor, e ele colocou trevas entre vós e os egípcios. Depois trouxe sobre estes o mar, que os recobriu. Vossos olhos viram todas as coisas que eu fiz no Egito e habitastes no deserto muito tempo.
8 Eu vos introduzi na terra dos amorreus que habitavam do outro lado do rio Jordão. E, quando guerrearam contra vós, eu os entreguei em vossas mãos, e assim ocupastes a sua terra e os exterminastes.
9 Levantou-se então Balac, filho de Sefor, rei de Moab, e combateu contra Israel, e mandou chamar Balaão, filho de Beor, para que vos amaldiçoasse.
10 Eu, porém, não o quis ouvir. Ao contrário, abençoei-vos por sua boca, e vos livrei de suas mãos.
11 A seguir, atravessastes o Jordão e chegastes a Jericó. Mas combateram contra vós os habitantes desta cidade - os amorreus, os fereseus, os cananeus, os hititas, os gergeseus, os heveus e os jebuseus. Eu, porém, entreguei-os em vossas mãos.
12 Enviei à vossa frente vespões que os expulsaram da vossa presença - os dois reis dos amorreus - e isso não com a tua espada nem com o teu arco.
13 Eu vos dei uma terra que não lavrastes, cidades que não edificastes, e nelas habitais, vinhas e olivais que não plantastes, e comeis de seus frutos.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 135,1-3. 16-18. 21-22.24
 
R. Eterna é a sua misericórdia!
R. Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.


1 Demos graças ao Senhor, porque ele é bom: / Porque eterno é seu amor!2Demos graças ao Senhor, Deus dos deuses: / Porque eterno é seu amor!3Demos graças ao Senhor dos senhores: / Porque eterno é seu amor!
R.
 
16 Ele guiou pelo deserto o seu povo: / Porque eterno é seu amor!17E feriu por causa dele grandes reis: / Porque eterno é seu amor!18Reis poderosos fez morrer por causa dele: / Porque eterno é seu amor!
R.
 
21 Repartiu a terra deles como herança: / Porque eterno é seu amor!22Como herança a Israel, seu servidor: / Porque eterno é seu amor!24De nossos inimigos libertou-nos: / Porque eterno é seu amor!
R.

Evangelho - Mt 19,3-12
 
Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o início.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 19, 3-12
Naquele tempo:
3 Alguns fariseus aproximaram-se de Jesus, e perguntaram, para o tentar: 'É permitido ao homem despedir sua esposa por qualquer motivo?'
4 Jesus respondeu: 'Nunca lestes que o Criador, desde o início os fez homem e mulher?
5 E disse: 'Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne'?
6 De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe. '
7 Os fariseus perguntaram: 'Então, como é que Moisés mandou dar certidão de divórcio e despedir a mulher?'
8 Jesus respondeu: 'Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o início.
9 Por isso, eu vos digo: quem despedir a sua mulher - a não ser em caso de união ilegítima - e se casar com outra, comete adultério. '
10 Os discípulos disseram a Jesus: 'Se a situação do homem com a mulher é assim, não vale a pena casar-se. '
11 Jesus respondeu: 'Nem todos são capazes de entender isso, a não ser aqueles a quem é concedido.
12 Com efeito, existem homens incapazes para o casamento, porque nasceram assim; outros, porque os homens assim os fizeram; outros, ainda, se fizeram incapazes disso por causa do Reino dos Céus. Quem puder entender, entenda. '
Palavra da Salvação.






SANTO ESTÊVÃO DA HUNGRIA - SANTORAL
 
1a Leitura - Dt 6,3-9
 
Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração.

Leitura do Livro do Deuteronômio 6, 3-9
Moisés falou ao povo dizendo:
3 Ouve, Israel, e cuida de pôr em prática os mandamentos, para seres feliz e te multiplicares sempre mais, na terra onde corre leite e mel, como te prometeu o Senhor, o Deus de teus pais.
4 Ouve, Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor.
5 Amarás o Senhor teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças.
6 E trarás gravadas em teu coração todas estas palavras que hoje te ordeno.
7 Tu as repetirás com insistência aos teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em tua casa, ou andando pelos caminhos, quando te deitares, ou te levantares.
8 Tu as prenderás como sinal em tua mão e as colocarás como um sinal entre os teus olhos;
9 tu as escreverás nas entradas da tua casa e nas portas da tua cidade.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 111(112),1-2.3-4.5-7a.7b-8.9 (R.1a)
 
R. É feliz quem respeita o Senhor!
R. Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.


1 Feliz o homem que respeita o Senhor / e que ama com carinho a sua lei!2Sua descendência será forte sobre a terra, / abençoada a geração dos homens retos!
R.
 
3 Haverá glória e riqueza em sua casa, / e permanece para sempre o bem que fez. 4Ele é correto, generoso e compassivo, / como luz brilha nas trevas para os justos.
R.
 
5 Feliz o homem caridoso e prestativo, / que resolve seus negócios com justiça. 6Porque jamais vacilará o homem reto, / sua lembrança permanece eternamente! 7aEle não teme receber notícias más.
R.
 
7b Confiando em Deus, seu coração está seguro. 8Seu coração está tranqüilo e nada teme, / e confusos há de ver seus inimigos.
R.
 
9 Ele reparte com os pobres os seus bens, / permanece para sempre o bem que fez, / e crescerão a sua glória e seu pode
R.

Evangelho - Mt 25,14-30
 
Como foste fiel na administração de tãopouco, vem participar de minha alegria.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25, 14-30
Naquele tempo, Jesus contou esta parábola a seus discípulos:
14 Um homem ia viajar para o estrangeiro. Chamou seus empregados e lhes entregou seus bens.
15 A um deu cinco talentos, a outro deu dois e ao terceiro, um; a cada qual de acordo com a sua capacidade. Em seguida viajou.
16 O empregado que havia recebido cinco talentos saiu logo, trabalhou com eles, e lucrou outros cinco.
17 Do mesmo modo, o que havia recebido dois lucrou outros dois.
18 Mas aquele que havia recebido um só, saiu, cavou um buraco na terra, e escondeu o dinheiro do seu patrão.
19 Depois de muito tempo, o patrão voltou e foi acertar contas com os empregados.
20 O empregado que havia recebido cinco talentos entregou-lhe mais cinco, dizendo: `Senhor, tu me entregaste cinco talentos. Aqui estão mais cinco que lucrei'.
21 O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel! como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!'
22 Chegou também o que havia recebido dois talentos, e disse: `Senhor, tu me entregaste dois talentos. Aqui estão mais dois que lucrei'.
23 O patrão lhe disse: `Muito bem, servo bom e fiel! Como foste fiel na administração de tão pouco, eu te confiarei muito mais. Vem participar da minha alegria!'
24 Por fim, chegou aquele que havia recebido um talento, e disse: `Senhor, sei que és um homem severo, pois colhes onde não plantaste e ceifas onde não semeaste.
25 Por isso fiquei com medo e escondi o teu talento no chão. Aqui tens o que te pertence'.
26 O patrão lhe respondeu: `Servo mau e preguiçoso! Tu sabias que eu colho onde não plantei e que ceifo onde não semeei?
27 Então devias ter depositado meu dinheiro no banco, para que, ao voltar, eu recebesse com juros o que me pertence. '
28 Em seguida, o patrão ordenou: `Tirai dele o talento e dai-o àquele que tem dez!
29 Porque a todo aquele que tem será dado mais, e terá em abundância, mas daquele que não tem, até o que tem lhe será tirado.
30 Quanto a este servo inútil, jogai-o lá fora, na escuridão. Ali haverá choro e ranger de dentes!'
Palavra da Salvação.



Fonte: Youtube RS21
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Eterna é a sua misericórdia”
Mt 19, 3-12

O abuso na aplicação de uma Lei mosaica levou Jesus a refutá-la. Era permitido ao marido dar um documento de divórcio e mandar embora a esposa, caso encontrasse nela algo que o desagradasse. A formulação tão aberta da Lei deu margem para o abuso dos maridos, com consequente fragilização das mulheres.

A pergunta dos fariseus tinha como objetivo arrancar de Jesus outros motivos para continuarem despedindo suas esposas e cometendo os abusos. A resposta de Jesus é clara: Não é permitido ao marido despedir sua esposa. Se o fizer cometerá adultério. A concessão de Moises, foi um remendo no projeto original de Deus, e a separação era permitida por causa da insensibilidade humana ao amor.

Jesus contesta esta maneira de agir e retoma o desígnio do Criador: Deus criou o homem e a mulher para um matrimonio indissolúvel. O casamento baseia-se no amor forte que rompe os laços com os pais e deixa o casal totalmente livre para construir viver o amor e construir uma família.

O casal cristão precisa ser; profetas do amor, da fidelidade e da comunhão de vida que dá validade ao Sacramento do Matrimonio. Mais que procurar motivos para se divorciar; o casal cristão deve encontrar motivos para unir-se ainda mais.  

O evangelho insiste na necessidade de construir sobre a rocha. Tempestades virão, mas a casa não cairá, porque tem o Senhor como alicerce, abençoando e fortalecendo com a sua graça. A oração e o diálogo são apoio decisivos para a estabilidade e a felicidade conjugal. A família não tem rotas alternativas, deve seguir o caminho do Criador. O que Deus uniu é bom e saudável, que ninguém separe.

O não casar, dentre outras possibilidades temos o celibato, que se justifica quando assumido em função do Reino de Deus. Assumido como dom de Deus, a fim de entregar-se completamente à causa do amor, da justiça, da vida e dos irmãos.  

Rezemos: Senhor, que saibamos amar mais e sermos menos insensíveis e egoístas. Que não haja dureza de coração, mas entrega livre ao amor e fidelidade.

Deus abençoe você e sua família.
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua preciosa vida nesta sexta-feira.  Que seu dia seja
abençoado e perfeito. Que o Espírito Santo ilumine cada passo a ser dado no seu dia. Hoje vou rezar a Missa da Saúde em Valinhos, na sede da Rede Século 21. A causa é muito nobre e muitas pessoas comparecem nessa Missa com suas histórias de dor, sofrimento e esperança. Faça uma prece nessa causa hoje, por favor. Uma grade e abençoada sexta-feira.

Amado, rezo para que você tenha boa saúde e tudo corra bem, assim como vai bem a sua alma.
3 João 1,2

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo