17 de setembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

17 de setembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > SETEMBRO

2ª-feira da 24ª Semana do Tempo Comum
17 de Setembro de 2018
Cor: Verde



1ª Leitura - 1Cor 11,17-26.33

Se têm surgido divisões entre vós,
já não é para comer a Ceia do Senhor que vos reunis.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 11,17-26.33

Irmãos:
17 No que tenho a dizer-vos, eu não vos louvo, pois vossas reuniões não têm sido para o vosso bem, mas para o mal.
18 Com efeito, e em primeiro lugar, ouço dizer que, quando vos reunis em assembléia, têm surgido divisões entre vós. E, em parte, acredito.
19 Na verdade, convém que haja até cisões entre vós, para que também se tornem bem conhecidos aqueles dentre vós que resistem à prova.
20 De fato, não é para comer a Ceia do Senhor que vos reunis em comum.
21 Pois cada um se apressa a comer a sua própria ceia; e enquanto um passa fome o outro se embriaga.
22 Não tendes casas onde comer e beber? Ou desprezais a Igreja de Deus e quereis envergonhar aqueles que nada têm? Que vos direi? Hei-de elogiar-vos? Neste ponto, não posso elogiar-vos.
23 O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos transmiti: Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão
24 e, depois de dar graças, partiu-o e disse: 'Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei-o em memória de mim'.
25 Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: 'Este cálice é a nova aliança, em meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei isto em minha memória'.
26 Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha.
33 Portanto, meus irmãos, quando vos reunirdes para a Ceia, esperai uns pelos outros.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 39 (40),7-8a. 8b-9. 10. 17 (R. 1Cor 11,26b)

R. Irmãos, anunciai a morte do Senhor, até que ele venha!

7Sacrifício e oblação não quisestes,*
mas abristes, Senhor, meus ouvidos;
não pedistes ofertas nem vítimas,+
holocaustos por nossos pecados,*
8aE então eu vos disse: 'Eis que venho!'R.

8bSobre mim está escrito no livro:
9'Com prazer faço a vossa vontade,*
guardo em meu coração vossa lei!'R.

10Boas-novas de vossa justiça
anunciei numa grande assembléia;*
vós sabeis: não fechei os meus lábios!R.

17Mas se alegre e em vós rejubile*
todo ser que vos busca, Senhor!
Digam sempre: 'É grande o Senhor!'*
os que buscam em vós seu auxílio.R.



Evangelho - Lc 7,1-10

Nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 7,1-10

Naquele tempo:
1 Quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum.
2 Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte.
3 O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado.
4 Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: 'O oficial merece que lhe faças este favor,
5 porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga.'
6 Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: 'Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa.
7 Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado.
8 Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um : 'Vai!', ele vai; e a outro: 'Vem!', ele vem; e ao meu empregado 'Faze isto!', e ele o faz'.'
9 Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: 'Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.'
10 Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.
Palavra da Salvação.



REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


EM BREVE

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua nova jornada de segunda que está começand que este dia seja muito especial e repleto de força e coragem para começar e enfrentar mais uma semana. Uma coisa é certa: Deus está com você.

CONSAGRANDO O DIA
Senhor meu Deus, entro em tua presença neste momento para lhe agradecer por mais um dia que se inicia, por mais uma semana que começa. Senhor coloco a minha vida e as minhas atitudes em tuas mãos e te peço que o Senhor venha a abençoar essa minha segunda-feira. Que seja uma segunda abençoada, em paz e tranquila, tira de mim todo tipo de desânimo e falta de coragem de enfrentar esse dia e essa semana, que seja um dia de alegrias e que muitas realizações venham se concretizar no dia de hoje. Entrego a minha segunda-feira em tuas mãos Senhor, toma conta de mim e guarda-me e livra-me de todo e qualquer mal, que eu ande em tua presença e não me afaste de ti em nenhum momento. Guia-me, me direciona e me conduz por este dia e por toda esta semana. Proteja as pessoas de minha família e todas aquelas que irei encontrar no dia de hoje. Que todos recebam a Sua benção e que nada de ruim lhes aconteça. Amém. Tenha uma ótima segunda-feira e uma semana repleta de bons frutos!!!!

REZANDO COM O SALMO
Salmo 45

Conosco está o Senhor do universo! *
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!
O Senhor para nós é refúgio e vigor, *
sempre pronto, mostrou-se um socorro na angústia;
assim não tememos, se a terra estremece, *
se os montes desabam, caindo nos mares,
se as águas trovejam e as ondas se agitam, *
se, em feroz tempestade, as montanhas se abalam:


Conosco está o Senhor do universo! *
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Os braços de um rio vêm trazer alegria *
à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo.
Quem a pode abalar? Deus está no seu meio! *
Já bem antes da aurora, ele vem ajudá-la.
Os povos se agitam, os reinos desabam; *
troveja sua voz e a terra estremece.

Conosco está o Senhor do universo! *
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Vinde ver, contemplai os prodígios de Deus *
e a obra estupenda que fez no universo:
reprime as guerras na face da terra, †
ele quebra os arcos, as lanças destrói, *
e queima no fogo os escudos e as armas:
Parai e sabei, conhecei que eu sou Deus, *
que domino as nações, que domino a terra!'

Conosco está o Senhor do universo! *
O nosso refúgio é o Deus de Jacó!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Deus abençoe

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo,osm


PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
Voltar para o conteúdo