2019 - ABRIL - 26 - SEXTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
PUBLICIDADE
NOTICIÁRIO DO VATICANO
VATICAN NEWS - ESPAÑOL
Liturgia Diária
6ª-feira na Oitava da Páscoa
26 de Abril de 2019
Cor: Branco



Primeira Leitura (At 4,1-12)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, depois que o paralítico fora curado,
1 Pedro e João ainda estavam falando ao povo, quando chegaram os sacerdotes, o chefe da guarda do Templo e os saduceus.
2 Estavam irritados porque os apóstolos ensinavam o povo e anunciavam a ressurreição dos mortos na pessoa de Jesus.
3 Eles prenderam Pedro e João e os colocaram na prisão até o dia seguinte, porque já estava anoitecendo.
4 Todavia, muitos daqueles que tinham ouvido a pregação acreditaram. E o número dos homens chegou a uns cinco mil.
5 No dia seguinte, reuniram-se em Jerusalém os chefes, os anciãos e os mestres da Lei.
6 Estavam presentes o Sumo Sacerdote Anás, e também Caifás, João, Alexandre, e todos os que pertenciam às famílias dos sumos sacerdotes.
7 Fizeram Pedro e João comparecer diante deles e os interrogavam: “Com que poder ou em nome de quem vós fizestes isso?”
8 Então, Pedro, cheio do Espírito Santo, disse-lhes: “Chefes do povo e anciãos:
9 hoje estamos sendo interrogados por termos feito o bem a um enfermo e pelo modo como foi curado.
10 Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel: é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré, — aquele que vós crucificastes e que Deus ressuscitou dos mortos — que este homem está curado, diante de vós.
11 Jesus é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular.
12 Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual possamos ser salvos”.
- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.




Responsório (Sl 117,1-27a)

— A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.
— A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.

— Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! “Eterna é a sua misericórdia!” A casa de Israel agora o diga: “Eterna é a sua misericórdia!” Os que temem o Senhor agora o digam: “Eterna é a sua misericórdia!”

— “A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular. Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: Que maravilhas ele fez a nossos olhos! Este é o dia que o Senhor fez para nós, alegremo-nos e nele exultemos!

— Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, ó Senhor, dai-nos também prosperidade!” Bendito seja, em nome do Senhor, aquele que em seus átrios vai entrando! Desta casa do Senhor vos bendizemos. Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine!



Evangelho (Jo 21,1-14)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo,
1 Jesus apareceu de novo aos discípulos, à beira do mar de Tiberíades. A aparição foi assim:
2 Estavam juntos Simão Pedro, Tomé, chamado Dídimo, Natanael de Caná da Galileia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus.
3 Simão Pedro disse a eles: “Eu vou pescar”. Eles disseram: “Também vamos contigo”. Saíram e entraram na barca, mas não pescaram nada naquela noite.
4 Já tinha amanhecido, e Jesus estava de pé na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus.
5 Então Jesus disse: “Moços, tendes alguma coisa para comer?” Responderam: “Não”.
6 Jesus disse-lhes: “Lançai a rede à direita da barca, e achareis”. Lançaram pois a rede e não conseguiam puxá-la para fora, por causa da quantidade de peixes.
7 Então, o discípulo a quem Jesus amava disse a Pedro: “É o Senhor!” Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu sua roupa, pois estava nu, e atirou-se ao mar.
8 Os outros discípulos vieram com a barca, arrastando a rede com os peixes. Na verdade, não estavam longe da terra, mas somente a cerca de cem metros.
9 Logo que pisaram a terra, viram brasas acesas, com peixe em cima, e pão.
10 Jesus disse-lhes: “Trazei alguns dos peixes que apanhastes”.
11 Então Simão Pedro subiu ao barco e arrastou a rede para a terra. Estava cheia de cento e cinquenta e três grandes peixes; e, apesar de tantos peixes, a rede não se rompeu.
12 Jesus disse-lhes: “Vinde comer”. Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor.
13 Jesus aproximou-se, tomou o pão e distribuiu-o por eles. E fez a mesma coisa com o peixe.
14 Esta foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.
— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.






REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO - CAMPINAS


“A pedra que os pedreiros rejeitaram, tornou-se agora a pedra angular.”
Jo 21, 1-14

A fé na ressurreição foi se consolidando à medida que os discípulos se davam conta da presença do Ressuscitado em suas vidas. Haviam retomado a alegria de viver. Pouco a pouco, deixavam o medo para trás e voltavam a viver em comunidade e, inclusive, a trabalhar juntos. Deixam de lado a egoísmo e se tronam solidários.

Neste Evangelho, fazem a experiencia da presença de Jesus Ressuscitado, acreditam Nele e se deixam guiar por Ele. Aprendem a identificar o Senhor: “sabiam que era o Senhor”.

Sete dos apóstolos resolvem ir pescar. Sete é um número simbólico e equivale a totalidade dos seguidores de Jesus. A pesca representa a missão. Tiberíades indica todos os povos.

Nesta noite não pescam nada. Sem a presença e a palavra do Ressuscitado, a missão fracassa.

De madrugada volta a luz. A luz é Jesus, que com a sua palavra, passa aos pescadores a confiança, e a promessa de sucesso. E assim acontece.

A pesca de cento e cinquenta e três grandes peixes indica que a missão atinge o mundo inteiro e produz abundantes frutos. Os 153 peixes representam os povos conhecidos.

Acabada a pesca maravilhosa, Jesus convida a comunidade a se alimentar. É a comunhão universal da humanidade com Jesus. Comunhão que vai sustentar seus missionários pelos caminhos do mundo. É a Eucaristia!

Rezemos: Senhor, que eu seja capaz de reconhecer sua presença e me alegrar com estes sinais. E que vivendo a Eucaristia descubra o valor da solidariedade e da partilha.

Deus abençoe você e sua família.

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua vida! Um novo dia começa. Novas oportunidades surgirão! Fique atento e comece a experimentar o modo como Deus se aproxima de você e manifesta o desejo de estar do seu lado a cada instante. Sinta o ar, o vento, o sol, a brisa leve e suave...é ELE que dá seus toques dizendo..."Ei, eu estou aqui e vou conduzir teus passos durante toda essa jornada, você aceita minha presença?" Qual será sua resposta? Um linda sexta-feira para você!

Seja forte e corajoso! Não se apavore nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.
(Josué 1,9)

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo,osm
PUBLICIDADE







ORAÇÃO
Deus eterno e todo-poderoso, quiseste que Santo Anacleto governasse todo o vosso povo, servindo-o pela palavra e pelo exemplo. Guardai, por suas preces, os pastores de vossa Igreja e as ovelhas a eles confiadas, guiando-os no caminho da salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

PUBLICIDADE
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo