2019 - FEVEREIRO - 11 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

2019 - FEVEREIRO - 11

MISSAL ROMANO > LITURGIA DO DIA
NOTICIÁRIO DO VATICANO
FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

*Oração de Nossa Senhora de Lourdes para obter a cura das enfermidades.*

Virgem puríssima, Nossa Senhora de Lourdes,
que vos dignastes aparecer a Bernadete,
no lugar solitário de uma gruta,
para nos lembrar que é no sossego e recolhimento
que Deus nos fala e nós falamos com Ele,
ajudai-nos a encontrar o sossego
e a paz da alma que nos ajude a conservar-nos
sempre unidos em Deus.
Nossa Senhora da gruta,
dai-me a graça que vos peço
e tanto preciso:
(pedir a graça)
Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós.
Amém







2ª-FEIRA DA 5ª SEMANA – TEMPO COMUM

Deus disse e assim se fez.

Leitura do Livro do Gênesis 1,1-19

1No princípio Deus criou o céu e a terra.
2A terra estava deserta e vazia,
as trevas cobriam a face do abismo
e o Espírito de Deus pairava sobre as águas.
3Deus disse:’Faça-se a luz!’
E a luz se fez.
4Deus viu que a luz era boa
e separou a luz das trevas.
5E à luz Deus chamou’dia’
e às trevas,’noite’.
Houve uma tarde e uma manhã:
primeiro dia.
6Deus disse:
‘Faça-se um firmamento entre as águas,
separando umas das outras’.
7E Deus fez o firmamento,
e separou as águas que estavam embaixo,
das que estavam em cima do firmamento.
E assim se fez.
8Ao firmamento Deus chamou’céu’.
Houve uma tarde e uma manhã:
segundo dia.
9Deus Disse:
‘Juntem-se as águas que estão debaixo do céu
num só lugar
e apareça o solo enxuto!’
E assim se fez.
10Ao solo enxuto Deus chamou’terra’
e ao ajuntamento das águas,’mar’.
E Deus viu que era bom.
11Deus disse:
‘A terra faça brotar vegetação
e plantas que dêem semente,
e árvores frutíferas que dêem fruto segundo a sua espécie,
que tenham nele sua semente sobre a terra’.
E assim se fez.
12E a terra produziu vegetação
e plantas que trazem semente segundo a sua espécie,
e árvores que dão fruto
tendo nele a semente da sua espécie.
E Deus viu que era bom.
13Houve uma tarde e uma manhã:
terceiro dia.
14Deus disse:
‘Façam-se luzeiros no firmamento do céu,
para separar o dia da noite.
Que sirvam de sinais para marcar as épocas
os dias e os anos,
15e que resplandeçam no firmamento do céu
e iluminem a terra’.
E assim se fez.
16Deus fez os dois grandes luzeiros:
o luzeiro maior para presidir ao dia,
e o luzeiro menor para presidir à noite,
e as estrelas.
17Deus colocou-os no firmamento do céu
para alumiar a terra,
18para presidir ao dia e à noite
e separar a luz das trevas.
E Deus viu que era bom.
19E houve uma tarde e uma manhã:
quarto dia.
Palavra do Senhor.


R. Alegre-se o Senhor em suas obras!

1Bendize, ó minha alma, ao Senhor! *
Ó meu Deus e meu Senhor, como sois grande!
2aDe majestade e esplendor vos revestis *
e de luz vos envolveis como num manto.
R.

5A terra vós firmastes em suas bases, *
ficará firme pelos séculos sem fim;
6os mares a cobriam como um manto, *
e as águas envolviam as montanhas.
R.

10Fazeis brotar em meio aos vales as nascentes *
que passam serpeando entre as montanhas;
12às suas margens vêm morar os passarinhos, *
entre os ramos eles erguem o seu canto.
R.

24Quão numerosas, ó Senhor, são vossas obras, +
e que sabedoria em todas elas! *
Encheu-se a terra com as vossas criaturas!*
35cBendize, ó minha alma, ao Senhor!
R.

E todos quantos o tocavam ficavam curados.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 6,53-56

Naquele tempo:
53Tendo Jesus e seus discípulos
acabado de atravessar o mar da Galiléia,
chegaram a Genesaré e amarraram a barca.
54Logo que desceram da barca,
as pessoas imediatamente reconheceram Jesus.
55Percorrendo toda aquela região,
levavam os doentes deitados em suas camas
para o lugar onde ouviam falar que Jesus estava.
56E, nos povoados, cidades e campos onde chegavam,
colocavam os doentes nas praças
e pediam-lhe para tocar, ao menos, a barra de sua veste.
E todos quantos o tocavam ficavam curados.
Palavra da Salvação.


NOSSA SENHORA DE LOURDES


REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO - CAMPINAS


“Alegre-se o Senhor em suas obras”
Mc 6, 53-56

A cena do evangelho descreve Jesus transbordante de vida. Uma multidão se aproxima dele para ser curada. Familiares e amigos dos enfermos se unem e informados de onde Jesus estava, levavam-lhe os doentes, na certeza de serem acolhidos e beneficiados por Ele. Bastava um simples toque na franja do seu manto para receberem a graça da cura.

Os doentes não eram benquistos no meio dos judeus; aliás, muitos deles eram forçados a viver afastados do convívio da comunidade, como era o caso dos leprosos.

Jesus não divide os doentes em categorias; ao contrário acolhe a todos. Ele era a única esperança desses sofredores e marginalizados. Com efeito, todos os que nele tocavam “eram salvos”. Recebiam não só a cura física, mas a saúde completa, pois, podiam reintegrar-se à sociedade e levar uma vida digna.

Hoje celebramos a Memória de Nossa Senhora de Lourdes que apareceu a Santa Bernadete em 11 de fevereiro de 1858, na gruta de Massabiele, em Lourdes na França. Desde então, o lugar se tornou meta de peregrinações e para lá acorrem muitos doentes. A mensagem de Lourdes consiste no apelo a conversão, à oração e à caridade.

Lembramos hoje do Dia Mundial dos Enfermos, iniciativa do papa São João Paulo II, desde de 1992. Rezemos pelos nossos irmãos enfermos e cuidemos deles com carinho e dedicação. Sejam amparados pelos governantes, aplicando recursos na área da saúde.

Rezemos: Senhor, faça de nós cuidadores da vida, para levar alegria e esperança aos sofredores e ajuda-los a descobrir os motivos para viver. Rezemos e cuidemos de nossos enfermos.

Deus abençoe você e sua família.

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe você e toda sua vida. Que este dia seja muito especial e abençoado. Hoje recordamos a festa litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes (França, 1858). Trata-se de uma emocionante história de aparição a  Santa Bernardete que se apresenta como a Imaculada Conceição! Tive a oportunidade de conhecer aquele lugar na França por muitas vezes e sempre me causa emoção ao recordar a quantidade de enfermos do mundo inteiro que visitam a gruta da aparição em busca de sua cura física e de uma graça especial. É Maria que recolhe os sofrimentos dos seus filhos e conduz a Jesus!
Que no dia de Nossa Senhora de Lourdes, saúde dos enfermos, o Senhor possa cumular a sua vida de todas as graças físicas e espirituais. Agradeça a Deus a sua vida e ofereça suas orações para algum doente.

Salmos
22
1 O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.
3 Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
4 Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
5 Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
6 Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!
Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
Voltar para o conteúdo