27 de julho de 2017 - 5ª-feira da 16ª Semana do Tempo Comum - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

Menu principal:

27 de julho de 2017 - 5ª-feira da 16ª Semana do Tempo Comum

LITURGIA DIÁRIA > 2017 - JULHO
PUBLICIDADE
5ª-feira da 16ª Semana do Tempo Comum

27 de Julho de 2017

Cor: Verde

1ª Leitura - Ex 19,1-2.9-11.16-20b

O Senhor descerá diante de todo o povo
sobre a montanha do Sinai.

Leitura do Livro do Êxodo 19,1-2.9-11.16-20b
1 No dia em que se cumpriam três meses da saída do Egito, Israel chegou ao deserto do Sinai.
2 Partindo de Rafidim, chegaram ao deserto do Sinai, onde acamparam. Israel armou ali suas tendas, defronte da montanha.
9 E o Senhor falou a Moisés: 'Virei a ti numa nuvem escura, para que o povo ouça quando falar contigo, e creia sempre em ti'.
10 Tendo Moisés transmitido ao Senhor as palavras do povo, O Senhor lhe disse: 'Vai ao povo e santifica-os hoje e amanhã. Eles devem lavar as suas vestes,
11 e estar prontos para o terceiro dia, pois nesse dia o Senhor descerá diante de todo o povo sobre a montanha do Sinai.
16 Quando chegou o terceiro dia, ao raiar da manhã, houve trovões e relâmpagos. Uma nuvem espessa cobriu a montanha, e um fortíssimo som de trombetas se fez ouvir. No acampamento o povo se pôs a tremer.
17 Moisés fez o povo sair do acampamento ao encontro de Deus, e eles pararam ao pé da montanha.
18 Todo o monte Sinai fumegava, pois o Senhor descera sobre ele em meio ao fogo. A fumaça subia como de uma fornalha, e todo o monte tremia violentamente.
19 O som da trombeta ia aumentando cada vez mais. Moisés falava e o Senhor lhe respondia através do trovão.
20b O Senhor desceu sobre o monte Sinai e chamou Moisés ao cume do monte. E Moisés subiu.
Palavra do Senhor.


Salmo - Dn 3, 52. 53. 54. 55. 56 (R. 52b)

R. A vós louvor, honra e glória eternamente!

52 Sede bendito, Senhor Deus de nossos pais.*
Sede bendito, nome santo e glorioso. R.

53 No templo santo onde refulge a vossa glória. R.

54 E em vosso trono de poder vitorioso. R.

55 Sede bendito, que sondais as profundezas*
e superior aos querubins vos assentais. R.

56 Sede bendito no celeste firmamento. R.


Evangelho - Mt 13,10-17

A vós foi dado o conhecimento
dos mistérios do Reino dos Céus.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 13,10-17

Naquele tempo:
10 Os discípulos aproximaram-se e disseram a Jesus: 'Por que tu falas ao povo em parábolas?'
11 Jesus respondeu: 'Porque a vós foi dado o conhecimento dos mistérios do Reino dos Céus, mas a eles não é dado.
12 Pois à pessoa que tem, será dado ainda mais, e terá em abundância; mas à pessoa que não tem, será tirado até o pouco que tem.
13 É por isso que eu lhes falo em parábolas: porque olhando, eles não vêem, e ouvindo, eles não escutam, nem compreendem.
14 Deste modo se cumpre neles a profecia de Isaías: 'Havereis de ouvir, sem nada entender. Havereis de olhar, sem nada ver.
15 Porque o coração deste povo se tornou insensível. Eles ouviram com má vontade e fecharam seus olhos, para não ver com os olhos, nem ouvir com os ouvidos, nem compreender com o coração, de modo que se convertam e eu os cure'.
16 Felizes sois vós, porque vossos olhos vêem e vossos ouvidos ouvem.
17 Em verdade vos digo, muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não viram, desejaram ouvir o que ouvis, e não ouviram.
Palavra da Salvação.


Reflexão - Mt 13, 10-17

Quem procura ter os olhos, os ouvidos e o coração abertos para a mensagem de Jesus entende o que ele quer dizer com as parábolas, mas quem vive preocupado com interesses mesquinhos, busca de satisfação pessoal, fundamentando a sua vida no egoísmo, não entende as parábolas de Jesus. Somente aquelas pessoas que procuram fazer a vontade de Deus, buscando uma abertura para ele e para os irmãos e irmãs no sentido de viver cada vez mais e melhor o amor pode entender as parábolas de Jesus, pois essas pessoas procuram abrir espaço para que a graça de Deus atue, condição fundamental para que haja de fato entendimento da palavra de Jesus.


Fonte: CNBB
PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal