Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Capítulo 12 - Liturgia Católica Apostólica Romana

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Capítulo 12

BÍBLIA > NOVO TESTAMENTO > São Mateus
PUBLICIDADE
CAPÍTULO 12
1 Naquele tempo, num dia de sábado, Jesus passou pelas plantações de trigo. Seus discípulos estavam com fome e começaram a arrancar espigas para comer.
2 Vendo isso, os fariseus disseram-lhe: “Olha, os teus discípulos fazem o que não é permitido fazer em dia de sábado!”
3 Jesus  respondeu: “Nunca lestes o que fez Davi, quando ele teve fome e seus companheiros também?
4 Ele entrou na casa de Deus e todos comeram os pães da oferenda, que nem a ele, nem aos seus companheiros era permitido comer, mas unicamente aos sacerdotes?
5 Ou nunca lestes na Lei, que em dia de sábado, no templo, os sacerdotes violam o sábado e não são culpados?
6 Ora, eu vos digo: aqui está quem é maior do que o templo.
7 Se tivésseis chegado a compreender o que significa, ‘Misericórdia eu quero, não sacrifícios’, não condenaríeis inocentes.
8 De fato, o Filho do Homemé Senhor do sábado”.  
9 Prosseguindo dali, Jesus foi à sinagoga deles.
10 Lá estava um homem com a mão seca.Eles, então, a fim de acusá-lo, perguntaram a Jesus: “É permitido curar em dia de sábado?”
11 Ele lhes disse: “Se alguém de vós possui uma ovelha só e ela cai num poço em dia de sábado, não vai apanhá-la, tirando-a de lá?
12 Ora, um ser humano vale muito mais do que uma ovelha. Portanto, em dia de sábado é permitido fazer o bem.
13 Disse então ao homem: “Estende a mão!” Ele a estendeu, e  a mão ficou curada, sadia como a outra.
14 Os fariseus saíram e tomaram a decisão de matar Jesus.
15 Ao saber disso, Jesus retirou-se dali. Grandes multidões o seguiram, e ele curou a todos.
16 Advertiu-os, no entanto, que não dissessem quem ele era.
17 Assim se cumpriu o que foi dito pelo profeta Isaías:
18 “Eis o meu servo, que escolhi; o meu amado, no qual está meu agrado; farei repousar sobre ele o meu Espírito, e ele anunciará às nações o julgamento.
19 Ele não discutirá, nem gritará, e ninguém ouvirá a sua voz nas praças.
20 Não quebrará o caniço rachado, nem apagará a mecha que ainda fumega, até que faça triunfar o julgamento.
21 Em seu nome as nações depositarão sua esperança”.
22 Trouxeram um possesso que era cego e mudo. Jesus o curou, e ele começou a falar e a enxergar.
23 Toda a multidão se espantou e começou a dizer: “Não será este o Filho de Davi?”
24 Os fariseus, ao ouvirem isso, disseram: “Ele expulsa os demônios pelo poder de Beelzebu, o chefe dos demônios!”
25 Conhecendo seus pensamentos, Jesus lhes disse: “Todo reino internamente dividido ficará destruído; e toda cidade ou família internamente dividida não se manterá.
26 Por isso, se Satanás expulsa Satanás, está dividido internamente. Como, então,  poderá manter-se?
27 E se é pelo poder de Beelzebu que eu expulso demônios,  pelo poder de quem, então, vossos discípulos os expulsam? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes.
28 Se expulso, no entanto, pelo Espírito de Deus, é porque já chegou até vós o Reino de Deus.
29 Como pode alguém entrar na casa de um homem forte e saquear os seus bens, sem antes amarrá-lo? Só depois poderá saquear a sua casa.
30 Quem não está comigo, é contra mim; e quem não recolhe comigo, espalha.
31 Por isso, eu vos digo: todo pecado e toda blasfêmia serão perdoados; mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada.
32 Mesmo se alguém falar uma palavra contra o Filho do Homem, lhe será perdoada. Mas, se falar contra o Espírito Santo, não será perdoado, nem neste mundo, nem no mundo que há de vir.  
33 “Ou a árvore é boa, e o fruto, bom; ou a árvore é má, e o fruto, mau. É, portanto, pelo fruto que se conhece a árvore.
34 Víboras que sois! Como podeis falar coisas boas, sendo maus? A boca fala daquilo de que o coração está cheio.
35 Quem é bom faz sair coisas boas de seu tesouro, que é bom. Mas quem é mau faz sair coisas más de seu tesouro, que é mau.
36 Eu vos digo: de toda palavra vã que se proferir há de se prestar conta, no dia do juízo.
37 Por causa das tuas palavras serás considerado justo; e por causa das tuas palavras serás condenado”.
38 Então, alguns escribas e fariseus disseram a Jesus: “Mestre, queremos ver um sinal da tua parte”.
39 Ele respondeu-lhes: “Uma geração perversa e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas.
40 De fato, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra.
41 No dia do Juízo, os habitantes de Nínive se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão, pois eles mostraram arrependimento com a pregação de Jonas, e aqui está quem é mais do que Jonas.
42 No dia do Juízo, a rainha do Sul se levantará juntamente com esta geração e a condenará; pois ela veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão, e aqui está quem é mais do que Salomão.
43 “Quando o Espírito impuro sai de alguém, fica vagando por lugares áridos, à procura de repouso, e não encontra.
44 Então diz: ‘Vou voltar para a minha casa de onde saí’. Quando chega, ele a encontra desocupada, varrida e arrumada.
45 Então, ele vai e toma consigo outros sete espíritos piores do que ele, que entram e se instalam aí. No fim, o estado dessa pessoa fica pior do que antes. Assim acontecerá também a esta geração má”.  
46 Enquanto Jesus estava falando às multidões, sua mãe e seus irmãos ficaram do lado de fora, procurando falar com ele.
47 Alguém lhe disse: “Olha! Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo”.
48 Ele respondeu àquele que lhe falou: “Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?”
49 E, estendendo a mão para os discípulos, acrescentou: “Eis minha mãe e meus irmãos.
50 Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.


PUBLICIDADE
Privacy Policy
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal