Comunhão na mão - Liturgia Católica Apostólica Romana

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Comunhão na mão

COLETÂNEA > PODE OU NÃO?
PUBLICIDADE
No dia 03 de abril de 1985, a Congregação do Culta Divino enviou notificação sobre a Comunhão na mão (Prot. n0 720 85):

Comunhão na mão
1) Deve se manifestar, tanta como com a comunhão na boca, o respeito pela presença real de Cristo na Eucaristia.
2) De acordo com os ensinamentos dos Santos Padres, insista-se no Amém que o fiel pronuncia como resposta à fórmula do ministro: O Corpo de Cristo”, O amém deve ser uma afirmação de fé.
3) O fiel que receber a comunhão leva-a à boca, ficando com a rosto voltado para o altar, antes de regressar ao seu lugar.
4) É da Igreja que o fiel recebe a Eucaristia, por isso deverá recebê-la sempre do ministro da Eucaristia.
5) Recomenda-se a todos, em particular às crianças, a limpeza das mãos, como sinal de respeita para com a Eucaristia.
6) Recomenda-se vigiar para que pequenos fragmentos do pão eucarística não se percam.
7) Jamais se obrigará algum fiel a adotar a prática da comunhão na mão. Deixar-­se-á a liberdade de receber a comunhão na mão ou na boca.
PUBLICIDADE
Privacy Policy
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal