Dicionário da Doutrina Católica - Liturgia Católica Apostólica Romana

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Dicionário da Doutrina Católica

COLETÂNEA > DICIONÁRIOS
PUBLICIDADE
Dicionário  da  doutrina católica      
Pelo  
Pe. JOSÉ LOURENÇO      
TIP. EMPRESA GUEDES, LTDA 242-RUA FORMOSA-248  — PORTO - 1945-   
Administração de VERDADE E VIDA  Rua Clemente Meneres, 88
Dicionário  da  doutrina católica      
Pelo  
Pe. JOSÉ LOURENÇO      
TIP. EMPRESA GUEDES, LTDA 242-RUA FORMOSA-248  — PORTO - 1945-   
Administração de VERDADE E VIDA  Rua Clemente Meneres, 88    



Nihil obstat.  Porto, 1 de Abril de 1945. FR. FRANCISCO RENDEIRO O. P.    
Pode imprimir-se. Porto, 3 de Abril de 1945.   
AGOSTINHO, BISPO DO PORTO,



CARTA AO AUTOR   

Meu reverendo e caro Padre  

Muito obrigado por me ter dado ensejo de ler o seu novo livro Dicionário da Doutrina Católica. É um dicionário popular, sem dúvida, mas muito útil e oportuno. Se a frase do Pe. Mateo, o povo português é o melhor do mundo mas é muito ignorante, é um pouco exagerada quanto à primeira parte, é bem certa e verdadeira quanto à segunda. A ignorância em assuntos religiosos, mesmo entre a classe culta, é tão grande que por vezes nos espanta e entristece-nos sempre. Urge combater com todas as nossas forças essa praga, causa de muitos outros males morais. Ao sacerdote mais do que a ninguém compete ser a luz do mundo e «ir por toda a parte ensinar todos os povos». Quantas vezes o nosso bom povo pede pão e não há quem lho reparta? (Lam. IV, 4). Após os numerosos livros e opúsculos de V. R.ma: O Santo Evangelho de Jesus Cristo, Cartas confidenciais sobre o Casamento, Considerações Cristãs, Lições de Doutrina Católica, Vida dos Santos do Calendário Romano, Catequese Prática, Hora Santa, Quadros da História Bíblica, Como Pedrinho conheceu Jesus, O meu livro de Doutrina e de Missa», etc. este vem em boa hora e irá por toda a parte espalhar a boa doutrina. A sua luz modesta, mas segura e clara, muito poderá contribuir para esclarecer os espíritos ávidos de verdade. A todos dará conhecimentos sobre a doutrina católica, em alguns talvez desperte a vontade de a aprofundar mais. Felicito V. R.ma por teimar em não pôr debaixo do alqueire a candeia acesa e em praticar obras boas, luminosas, das que recomendava o divino Mestre: «luza a vossa luz diante dos homens de tal sorte que, vendo as vossas obras boas, deem glória a vosso Pai que está nos céus» (Mt. V, 16). Glorificar a Deus, contribuindo para o bem do povo, é bem realizar o belo lema de que fala o Doutor Angélico: contemplata aliis tradere, dar aos outros o fruto da sua contemplação. Contemplação que é o resultado do estudo e da oração, da graça de Deus e do esforço pessoal. Estudo e esforço que frequentemente são um sacrifício, uma penitência, sobretudo quando outros trabalhos apostólicos absorvem a nossa atividade e nos vão roubando com o tempo as forças e o vigor do espírito. Ainda assim é para desejar que V. R.ma se imponha muitas destas penitências para bem do povo cristão. Feliz penitência que tão «dignos frutos» produz e que animada pelo amor de Deus e do próximo tanto pode merecer! Aceite, reverendo e caro Padre, com as felicitações e os agradecimentos reiterados, a expressão de estima e dedicação do  

V. R.ma ínfimo servo em J. C.  
Porto, Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, 1-IV-1945.   
Fr. TOMÁS MARIA VIDEIRA O. P.




DUAS PALAVRAS    
Três fins me propus na organização deste Dicionário:
1.° — Oferecer a Deus o meu trabalho como uma penitência;
2. ° — Contribuir para o bem do povo cristão;
3.° — Glorificar a Deus com o bem que pode produzir.
Penso que os cristãos encontrarão na leitura deste livro: instrução e educação, — os dois requisitos indispensáveis para, com a graça de Deus, poderem viver como verdadeiros cristãos. Assim lhes desejo e assim seja.   
O AUTOR.




Act.  ....................................  Atos dos Apóstolos
C.  ......................................  Cânon (Direito Canônico).
Cap.  ...................................  Capítulo.
C. Lit. Rom.  .......................  Curso de Liturgia Romana.
Coloss.  ..............................  Colossenses.
Const. Bisp.  .......................  Constituições do Bispado.
Cor.  ....................................  Coríntios.
C. P.  ..................................  Concílio Plenário Português.
Deut.  .................................  Deuteronômio.
Efes.  ..................................  Efésios.
Eccli.  ..................................  Eclesiástico.
Ep.  .....................................  Epistola.
Ev.  ......................................  Evangelho.
Ex. ou Exod.  .......................  Êxodo.
Filip.  .................................  Filipenses.
Gal.  ...................................  Gálatas.
Gen.  ..................................  Gênesis.
Heb.  ................................... Hebreus.
Is.  .......................................  Isaías.
Jo.  .....................................  João.
Lev.  ...................................  Levítico.
Luc.  .........  .......................... Lucas.
Macab.  ..............................  Macabeus.
Mar.  .........   .......................  Marcos.
Mat.  ...................................  Mateus.
Par.  .................................... Paralipômenos.
Ped.  ...................................  Pedro.
Pont. Rom.  .........................  Pontifical Romano.
Rit. Rom.  ............................ Ritual Romano.
Rom.  ..................................  Romanos.
S.  .......................................  Santo.
Sap.  ...................................  Sapiência.
S. C. R. e S. C. R. ........ Sagrada Congregação dos Ritos.
Sess.  ...................................  Sessão.
Tessal.  ...............................  Tessalonicenses.
S. Teológ.  ...........................  Suma Teológica.
Tiag.  ..................................  Tiago.
Timót.  ................................  Timóteo.
PUBLICIDADE
Privacy Policy
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal