Formação Espiritual - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

Formação Espiritual

RECURSOS > VÍDEOS
PUBLICIDADE


FORMAÇÃO ESPIRITUAL

FORMAÇÃO ESPIRITUAL
O amor de Deus por seus filhos não tem limites. Nesse vídeo, vamos abordar três aspectos dessa dimensão em caráter pessoa.
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
Você sabe dizer por quê nós, católicos, batizamos as crianças se elas não têm consciência do pecado e não podem se arrepender? Neste vídeo vamos esclarecer pontos importantes da fé católica, e dar dicas de leitura para aprofundamento.
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
As obras de misericórdia são a essência do cristianismo. O Catecismo as descreve com detalhes no item 2447. Dividem-se em corporais e espirituais.
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
A Liturgia é uma ação sagrada, com ritos, na Igreja e pela Igreja, pela qual se realiza e se prolonga a obra sacerdotal de Cristo, para a santificação dos homens e a glorificação de Deus
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
Como distinguir uma influência humana, emocional ou espiritual
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
"28.Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. 29.Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. 30.O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. 31.Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. 32.Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, 33.e o seu reino não terá fim. 34.Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? 35.Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus." (São Lucas, 1, 28-35)
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
Os dogmas são verdades absolutas e imutáveis da fé. Para que o ensinamento divino contido nas Sagradas Escrituras seja um dogma são necessárias duas condições:
1. O sentido deve estar suficientemente manifestado.
2. Esta doutrina deve ser proposta pela Igreja como revelada.
Veja mais no nosso site:
www.liturgiacatolica.com
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
A Igreja Católica Apostólica Romana possui quatro símbolos de sustentação: Unidade, Santidade, Universalidade e Apostolicidade (continuidade).
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
Os mandamentos da Igreja não são conselhos nem recomendações, são obrigações a serem cumpridas por todos os católicos
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
Carismas são dons extraordinários do Espírito Santo, auxiliares da caridade, concedidos a algumas pessoas ou a um grupo de pessoas, para trabalhar em favor do bem comum.
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
DOCUMENTOS PONTIFÍCIOS

Documentos que tratam de assuntos relevantes, de caráter doutrinário, disciplinar e governamental, que devem ser observados pelos membros da Igreja:


CATECISMO
CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA
COMPÊNDIO DO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA


CONSTITUIÇÕES
"DEI VERBUM" - CONSTITUIÇÃO DOGMÁTICA SOBRE A REVELAÇÃO DIVINA
"GAUDIUM ET SPES" - CONSTITUIÇÃO PASTORAL SOBRE A IGREJA NO MUNDO ATUAL
"SACROSANCTUM CONCILIUM" SOBRE A SAGRADA LITURGIA
"LUMEN GENTIUM" - CONSTITUIÇÃO DOGMÁTICA SOBRE A IGREJA


ENCÍCLICAS
"AD CAELI REGINAM" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A REALEZA DE MARIA E A INSTITUIÇÃO DA SUA FESTA
"CARITAS IN VERITATE" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O DESENVOLVIMENTO HUMANO INTEGRAL NA CARIDADE E NA VERDADE
"CHRISTI MATRI" - CARTA ENCÍCLICA PARA A VERDADEIRA E DURADOURA PAZ
"DEIPARAE VIRGINIS MARIAE" - CARTA ENCÍCLICA DEFINIÇÃO DO DOGMA DA ASSUNÇÃO DA BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA
"DIVINO AFFLANTE SPIRITU" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE OS ESTUDOS BÍBLICOS
"DIVINIS REDEMPTORIS" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O COMUNISMO ATEU
"DEUS CARITAS EST" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O AMOR CRISTÃO
"DIVES IN MISERICORDIA" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A MISERICÓRDIA DIVINA
"DOMINUM ET VIVIFICANTEM" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O ESPÍRITO SANTO NA VIDA DA IGREJA E DO MUNDO
"ECCLESIA DE EUCHARISTIA" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A EUCARISTIA NA SUA RELAÇÃO COM A IGREJA
"ECCLESIAM SUAM" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE OS CAMINHOS DA IGREJA
"EVANGELIUM VITAE" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O VALOR E A INVIOLABILIDADE DA VIDA HUMANA
"FIDES ET RATIO" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE AS RELAÇÕES ENTRE FÉ E RAZÃO
"HAURIETIS AQUAS" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O CULTO DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
"HUMANAE VITAE" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A REGULAÇÃO DA NATALIDADE
"HUMANI GENERIS" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE OPINIÕES FALSAS QUE AMEAÇAM A DOUTRINA CATÓLICA
"INGRUENTIUM MALORUM" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A RECITAÇÃO DO ROSÁRIO ESPECIALMENTE NO MÊS DE OUTUBRO
"GRATA RECORDATIO" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A REZA DO TERÇO PARA AS MISSÕES E PARA A PAZ
"MATER ET MAGISTRA" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A RECENTE EVOLUÇÃO DA QUESTÃO SOCIAL À LUZ DA DOUTRINA CRISTÃ
"MEDIATOR DEI" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A SAGRADA LITURGIA
"MIRANDA PRORSUS" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A CINEMATOGRAFIA, A RÁDIO E A TELEVISÃO
"MUSICAE SACRAE" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A MÚSICA SACRA
"MYSTICI CORPORIS CHRISTI" - CARTA ENCÍCLICA O CORPO MÍSTICO DE JESUS CRISTO E NOSSA UNIÃO NELE COM CRISTO
"MYSTERIUM FIDEI" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O CULTO DA SAGRADA EUCARISTIA
"POPULORUM PROGRESSIO" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O DESENVOLVIMENTO DOS POVOS
"REDEMPTORIS MISSIO" - CARTA ENCÍCLICA A VALIDADE PERMANENTE DO MANDATO MISSIONÁRIO
"REDEMPTORIS MATER" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A BEM-AVENTURADA VIRGEM MARIA NA VIDA DA IGREJA QUE ESTÁ A CAMINHO
"SACERDOTALIS CAELIBATUS" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O CELIBATO SACERDOTAL
"SPE SALVI" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE A ESPERANÇA CRISTÃ
"UT UNUM SINT" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE O EMPENHO ECUMÉNICO
"VERITATIS SPLENDOR" - CARTA ENCÍCLICA SOBRE ALGUMAS QUESTÕES FUNDAMENTAIS DO ENSINAMENTO MORAL DA IGREJA


DECRETOS
"AD GENTES" - DECRETO SOBRE A ATIVIDADE MISSIONÁRIA DA IGREJA
"APOSTOLICAM ACTUOSITATEM" - DECRETO SOBRE O APOSTOLADO DOS LEIGOS
"CHRISTUS DOMINUS" - DECRETO SOBRE O MÚNUS PASTORAL DOS BISPOS NA IGREJA
"INTER MIRIFICA" - DECRETO SOBRE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
"OPTATAM TOTIUS" - DECRETO SOBRE A FORMAÇÃO SACERDOTAL
"PERFECTAE CARITATIS" - DECRETO SOBRE A CONVENIENTE RENOVAÇÃO DA VIDA RELIGIOSA
"PRESBYTERORUM ORDINIS" - DECRETO SOBRE O MINISTÉRIO E A VIDA DOS SACERDOTES
"UNITATIS REDINTEGRATIO" - DECRETO SOBRE O ECUMENISMO
"ORIENTALIUM ECCLESIARUM" - DECRETO SOBRE AS IGREJAS ORIENTAIS CATÓLICAS


DECLARAÇÕES
"DIGNITATIS HUMANAE" - DECLARAÇÃO SOBRE A LIBERDADE RELIGIOSA
"GRAVISSIMUM EDUCATIONIS" - DECLARAÇÃO SOBRE A EDUCAÇÃO CRISTÃ
"NOSTRA AETATE" - DECLARAÇÃO SOBRE A IGREJA E AS RELIGIÕES NÃO-CRISTÃS


EXORTAÇÕES
"FAMILIARIS CONSORTIO" - EXORTAÇÃO APOSTÓLICA SOBRE A FUNÇÃO DA FAMÍLIA CRISTÃ NO MUNDO DE HOJE
"SACRAMENTUM CARITATIS" - EXORTAÇÃO APOSTÓLICA PÓS-SINODAL SOBRE A EUCARISTIA FONTE E ÁPICE DA VIDA E DA MISSÃO DA IGREJA
CELEBRAÇÕES DOMINICAIS SEM PRESBÍTERO
COMPÊNDIO DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA
CÓDIGO DE DIREITO CANÔNICO
HOMOSSEXUALIDADE
"MISECICORDIAE VULTUS" -
"REDEMPTIONIS SACRAMENTUM" - Sobre algumas coisas que se devem observar e evitar acerca da Santíssima Eucaristia
FORMAÇÃO ESPIRITUAL
A primeira frase da oração do Pai Nosso nos ensina duas coisas muito importantes:

1ª. O nosso Criador quer ser chamado de Pai. Isso significa que ele deseja se relacionar conosco a cada dia, a cada hora, o tempo todo.

Ele deseja participar de nossas vidas, sentimentos, sonhos e vai estar conosco enquanto estivermos machucados e feridos.

Isso é uma prova de amor incondicional, que ultrapassa os limites do tempo e da nossa compreensão humana.

Se você pode chamar o seu Criador de Pai, significa que você tem muito valor diante Dele, e que ocupa um lugar de honra em toda a criação, que tem autoridade!

2ª. A segunda coisa está relacionada a permanecer Nele.
A oração diz que Ele está no céu, mas onde é o céu? Será que vamos ter que esperar a morte para poder conhecer a Deus e a felicidade que está no céu?

A boa notícia é que podemos experimentar o Reino de Deus aqui na Terra, dentro de nós.

Quando nós temos um relacionamento com Deus e aprendemos a sentir a Sua presença e a ouvir a Sua voz, tudo se transforma.

Nós passamos a viver em comunhão com Ele, e Ele passa a viver no meio de nós.

Ora, se Deus é puro espírito e não tem corpo físico como nós, então o céu não é necessariamente um lugar físico!

O céu é aqui e agora, e para conhece-lo e experimentá-lo, basta ter comunhão com Deus, permanecer Nele e deixar que Ele permaneça em você, através do Espírito Santo.

Como você imagina que é o céu? Se eu perguntar agora: “para onde você quer ir quando morrer”, tenho certeza que você vai dizer que quer ir para o céu, mas não sabe dizer como ele é.

O céu não é um lugar físico que está acima de nossas cabeças, porque Deus não tem corpo físico como nós.

O céu é o Reino de Deus. É a presença viva e real de Deus conosco e de Deus em nós.

Para conhecer o céu você precisa ir além dos seus sentidos físicos, além de sua visão, de sua audição, de seu tato, olfato e de seu paladar.

E esse caminho é a oração, inspirada e conduzida pelo Espírito Santo, por Cristo, com Cristo e em Cristo!

Somente assim o amor de um Deus, que gosta de ser chamado de
Pai, vai ser desvendado em seu coração!

O Reino de Deus vai se materializar em você, e rios de água viva jorrarão de seu interior!

É por isso que a oração do Pai Nosso é tão viva e atual. Quando você chama Deus de Pai, e afirma que Ele existe no céu da sua alma, você permanece em Deus e Deus permanece em você.

E se as notícias ao seu redor falam de coisas negativas como corrupção, egoísmo, vaidades, o seu coração não se abala porque essas coisas passam, mas Deus permanece vivo e presente.

É como diz o salmo 90: caiam mil à sua direita, dez mil à sua esquerda, você não será atingido.

Lembre-se que Deus dá àqueles a quem ama mesmo durante o sono. Por isso, não se perturbe e não se deixe abalar.

Deus é seu Pai, conhece todas as suas necessidades e quer permanecer em você. Ele vem em seu socorro antes mesmo que as palavras cheguem aos seus lábios!

Em breve vamos explicar o que significa “santificado seja o vosso nome”. Que Deus Pai Todo Poderoso volte para vós o Seu rosto e te dê a Paz!

--------------------------------------------------------------------------
www.liturgiacatolica.com
--------------------------------------------------------------------------

Fonte:
Catecismo da Igreja Católica
QUARTA PARTE - A ORAÇÃO CRISTÃ
SEGUNDA SECÇÃO - A ORAÇÃO DO SENHOR: «PAI NOSSO»
2759 e seguintes
PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo