Tito (Carta a) - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Tito (Carta a)

BÍBLIA > NOVO TESTAMENTO
PUBLICIDADE
1. Paulo, servo de Deus, apóstolo de Jesus Cristo para levar aos eleitos de Deus a fé e o profundo conhecimento da verdade que conduz à piedade,
2. na esperança da vida eterna prometida em tempos longínquos por Deus veraz e fiel,
3. que na ocasião escolhida manifestou a sua palavra mediante a pregação que me foi confiada por ordem de Deus, nosso Salvador,
4. a Tito, meu verdadeiro filho em nossa fé comum: graça e paz da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, nosso Salvador!
5. Eu te deixei em Creta para acabares de organizar tudo e estabeleceres anciãos em cada cidade, de acordo com as normas que te tracei.
6. (Devem ser escolhidos entre) quem seja irrepreensível, casado uma só vez, tenha filhos fiéis e não acusados de má conduta ou insubordinação.
7. Porquanto é mister que o bispo seja irrepreensível, como administrador que é posto por Deus. Não arrogante, nem colérico, nem intemperante, nem violento, nem cobiçoso.
8. Ao contrário, seja hospitaleiro, amigo do bem, prudente, justo, piedoso, continente,
9. firmemente apegado à doutrina da fé tal como foi ensinada, para poder exortar segundo a sã doutrina e rebater os que a contradizem.
10. Com efeito, há muitos insubmissos, charlatães e sedutores, principalmente entre os da circuncisão.
11. É necessário tapar-lhes a boca, porque transtornam famílias inteiras, ensinando o que não convém, e isso por vil espírito de lucro.
12. Um dentre eles, o profeta deles disse: Os cretenses são sempre mentirosos, feras selvagens, glutões preguiçosos.
13. Esta asserção reflete a verdade. Portanto, repreende-os severamente, para que se mantenham sãos na fé,
14. e não dêem ouvidos a fábulas judaicas nem a preceitos de homens avessos à verdade.
15. Para os puros todas as coisas são puras. Para os corruptos e descrentes nada é puro: até a sua mente e consciência são corrompidas.
16. Proclamam que conhecem a Deus, mas na prática o renegam, detestáveis que são, rebeldes e incapazes de qualquer boa obra.
01 02 03
PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal