1ª Segunda-Feira depois de Pentecostes - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária


1a Leitura - 2Pd 1,2-7

Por meio de tudo isso nos foram dadas as preciosas promessas, a fim de que vos tornásseis participantes da natureza divina.

Leitura da Segunda Carta de São Pedro 1, 2-7
Caríssimos:
2 Graça e paz vos sejam concedidas abundantemente, porque conheceis Deus e Jesus, nosso Senhor.
3 O seu divino poder nos deu tudo o que contribui para a vida e para a piedade, mediante o conhecimento daquele que, pela sua própria glória e virtude, nos chamou.
4 Por meio de tudo isso nos foram dadas as preciosas promessas, as maiores que há, a fim de que vos tornásseis participantes da natureza divina, depois de libertos da corrupção, da concupiscência no mundo.
5 Por isso mesmo, dedicai todo o esforço em juntar à vossa fé a virtude, à virtude o conhecimento,
6 ao conhecimento o autodomínio, ao autodomínio a perseverança, à perseverança a piedade,
7 à piedade o amor fraterno e ao amor fraterno, a caridade.
Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 90, 1-2. 14-15ab. 15c-16 (R. 2b)

R. Vós sois meu Deus, no qual confio inteiramente.

1 Quem habita ao abrigo do Altíssimo / e vive à sombra do Senhor onipotente, 2 diz ao Senhor: 'Sois meu refúgio e proteção, / sois o meu Deus, no qual confio inteiramente'.
R.

14 'Porque a mim se confiou, hei de livrá-lo / e protegê-lo, pois meu nome ele conhece. 15a Ao invocar-me hei de ouvi-lo e atendê-lo, 15b a seu lado eu estarei em suas dores.
R.

15c Hei de livrá-lo e de glória coroá-lo, 16 vou conceder-lhe vida longa e dias plenos, / e vou mostrar-lhe minha graça e salvação'.
R.





Evangelho - Mc 12,1-12

Agarraram o filho querido, o mataram, e o jogaram fora da vinha.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 12, 1-12
Naquele tempo:
1 Jesus começou a falar aos sumos sacerdotes, mestres da Lei e anciãos, usando parábolas: 'Um homem plantou uma vinha, cercou-a, fez um lagar e construiu uma torre de guarda. Depois arrendou a vinha a alguns agricultores, e viajou para longe.
2 Na época da colheita, ele mandou um empregado aos agricultores para receber a sua parte dos frutos da vinha.
3 Mas os agricultores pegaram no empregado, bateram nele, e o mandaram de volta sem nada.
4 Então o dono da vinha mandou de novo mais um empregado. Os agricultores bateram na cabeça dele e o insultaram.
5 Então o dono mandou ainda mais outro, e eles o mataram. Trataram da mesma maneira muitos outros, batendo em uns e matando outros.
6 Restava-lhe ainda alguém: seu filho querido. Por último, ele mandou o filho até aos agricultores, pensando: 'Eles respeitarão meu filho'.
7 Mas aqueles agricultores disseram uns aos outros: 'Esse é o herdeiro. Vamos matá-lo, e a herança será nossa'.
8 Então agarraram o filho, o mataram, e o jogaram fora da vinha.
9 Que fará o dono da vinha? Ele virá, destruirá os agricultores, e entregará a vinha a outros.
10 Por acaso, não lestes na Escritura: 'A pedra que os construtores deixaram de lado, tornou-se a pedra mais importante;
11 isso foi feito pelo Senhor e é admirável aos nossos olhos'?'
12 Então os chefes dos judeus procuraram prender Jesus, pois compreenderam que havia contado a parábola para eles. Porém, ficaram com medo da multidão e, por isso, deixaram Jesus e foram-se embora.
Palavra da Salvação.





SÃO JUSTINO, MÁRTIR - SANTORAL


1a Leitura - 1Cor 1,18-25

Nós pregamos Cristo crucificado.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 1, 18-25
Irmãos:
18 A pregação a respeito da cruz é uma insensatez para os que se perdem, mas para os que se salvam, para nós, ela é poder de Deus.
19 Com efeito, está escrito: 'Destruirei a sabedoria dos sábios e frustrarei a perspicácia dos inteligentes'.
20 Onde está o sábio? Onde o mestre da Lei? Onde o questionador deste mundo? Acaso Deus não mostrou a insensatez da sabedoria do mundo?
21 De fato, na manifestação da sabedoria de Deus, o mundo não chegou a conhecer Deus por meio da sabedoria; por isso, Deus houve por bem salvar os que crêem por meio da insensatez da pregação.
22 Os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria;
23 nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos.
24 Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, esse Cristo é poder de Deus e sabedoria de Deus.
25 Pois o que é dito insensatez de Deus é mais sábio do que os homens, e o que é dito fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 33(34),2-3.4-5.6-7.8-9 (R. 5b)

R. De todos os temores o Senhor me libertou.

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, / seu louvor estará sempre em minha boca. 3 Minha alma se gloria no Senhor; / que ouçam os humildes e se alegrem!
R.

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome! 5 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, / e de todos os temores me livrou.
R.

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, / e vosso rosto não se cubra de vergonha! 7 Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda angústia.
R.

8 O anjo do Senhor vem acampar / ao redor dos que o temem, e os salva. 9 Provai e vede quão suave é o Senhor! / Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
R.





Evangelho - Mt 5,13-19

Vós sois a luz do mundo.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5, 13-19
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
13 'Vós sois o sal da terra. Ora, se o sal se tornar insosso, com que salgaremos? Ele não servirá para mais nada, senão para ser jogado fora e ser pisado pelos homens.
14 Vós sois a luz do mundo. Não pode ficar escondida uma cidade construída sobre um monte.
15 Ninguém acende uma lâmpada e a coloca debaixo de uma vasilha, mas sim num candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa.
16 Assim também brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus.
17 Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento.
18 Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo se cumpra.
19 Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus'.
Palavra da Salvação.




Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Todos perseveravam na oração... Maria, mãe de Jesus estava com eles”
Jo 19, 25-34

O Papa Francisco instituiu a Memória da “Bem-Aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja”, a ser celebrada na segunda feira depois da Solenidade de Pentecostes. Ele visa favorecer o crescimento materno da Igreja nos pastores, religiosos e nos fieis, como também a genuína piedade mariana.

Na hora difícil da cruz, quando os discípulos se sentiram derrotados, Maria – a fortaleza do amor e fé – manteve-se de pé, ali diante de seu Filho Oferente.

Maria aceitou o testamento do amor de seu Filho e acolheu todas as pessoas, personificados no discípulo amado, tornando-se a amorosa Mãe da Igreja, que Cristo gerou na cruz e ungiu com Espírito Santo.

No discípulo amado, Cristo elegeu todos os discípulos como herdeiros do seu amor para com a Mãe. Assim a comunidade jamais ficaria órfã. Maria, a Mãe foi acolhida na casa do discípulo amado.

E ali de pé junto a Cruz, Maria, na firmeza de quem acredita e coloca toda a sua vida na direção da realização do projeto de Deus, o seu coração cultiva a certeza da Ressurreição.  

Esperando com os Apóstolos o Espírito Santo, une suas preces a dos discípulos, tornando-se modelo da Igreja orante. Elevada ao céu, acompanha com amor de Mãe a Igreja que caminha na terra.

Maria faz parte da identidade católica. É sobretudo na hora da dor, que a Mãe se faz presente na vida dos filhos e filhas. E ela sempre indica a referência: “Façam tudo o que Jesus pediu”.

Rezemos: “Santa Maria, Mãe de Deus e nossa, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém”

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
FOTO: MONSENHOR JOÃO LUÍS FÁVERO
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nessa nova jornada de segunda que começa. Começamos um novo mês, o sexto do ano. O tempo voa depressa! Deus seja louvado em todo tempo e lugar. Bem-vindo Junho, mês do Sagrado Coração de Jesus, de Corpus Christi, das festas juninas, etc., que este ano, viveremos de um jeito diferente não é mesmo? Quero convidar você a  dar o melhor de si para que todos possam ver em nossas ações  a presença de Deus em cada gesto, em cada ato, em cada palavra. Ame, perdoe, sorria, cante, exulte, agradeça, ore, reze...isso vem de Deus...

O Senhor protegerá a sua saída e a sua chegada, desde agora e para sempre.
Salmo 121,8

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FOTO: FREI RINALDO STECANELA
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo