01 DE NOVEMBRO - SEXTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
VATICAN NEWS
Pesquisa rápida
Liturgia Diária



6ª-FEIRA DA 30ª SEMANA - TEMPO COMUM

COR LITÚRGICA: BRANCO



1a Leitura - Rm 9,1-5

Eu desejaria ser segregado em favor de meus irmãos.

Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 9, 1-5

Irmãos:
1 Não estou mentindo, mas, em Cristo, digo a verdade, apoiado no testemunho do Espírito Santo e da minha consciência.
2 Tenho no coração uma grande tristeza e uma dor contínua,
3 a ponto de desejar ser eu mesmo segregado por Cristo em favor de meus irmãos, os de minha raça.
4 Eles são israelitas. A eles pertencem a filiação adotiva, a glória, as alianças, as leis, o culto, as promessas
5 e também os patriarcas. Deles é que descende, quanto à sua humanidade, Cristo, o qual está acima de todos, Deus bendito para sempre! Amém!
Palavra do Senhor.


 
Salmo - Sl 147 (148),12-13. 14-15. 19-20 (R. 12a)


R.Glorifica o Senhor, Jerusalém!
R.Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.



12 Glorifica o Senhor, Jerusalém! / Ó Sião, canta louvores ao teu Deus!
13 Pois reforçou com segurança as tuas portas, / e os teus filhos em teu seio abençoou.
R.

14 a paz em teus limites garantiu / e te dá como alimento a flor do trigo.
15 Ele envia suas ordens para a terra, / e a palavra que ele diz corre veloz
R.

19 Anuncia a Jacó sua palavra, / seus preceitos suas leis a Israel.
20 Nenhum povo recebeu tanto carinho, / a nenhum outro revelou os seus preceitos.
R.
 


Evangelho - Lc 14,1-6

Se algum de vós tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tira logo, mesmo em dia de sábado?'

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 14, 1-6
1 Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam.
2 Diante de Jesus, havia um hidrópico.
3 Tomando a palavra, Jesus falou aos mestres da Lei e aos fariseus: 'A Lei permite curar em dia de sábado, ou não?
4 Mas eles ficaram em silêncio. Então Jesus tomou o homem pela mão, curou-o e despediu-o.
5 Depois lhes disse: 'Se algum de vós tem um filho ou um boi que caiu num poço, não o tira logo, mesmo em dia de sábado?'
6 E eles não foram capazes de responder a isso.
Palavra da Salvação.
 


TODOS OS SANTOS - SANTORAL

1a Leitura - Ap 7,2-4.9-14

Vi uma multidão imensa de gente de todasas nações, tribos, povos e línguas.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João 7, 2-4. 9-14
Eu, João,
2 vi um outro anjo, que subia do lado onde nasce o sol. Ele trazia a marca do Deus vivo e gritava, em alta voz, aos quatro anjos que tinham recebido o poder de danificar a terra e o mar, dizendo-lhes:
3 'Não façais mal à terra, nem ao mar nem às arvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do nosso Deus'.
4 Ouvi então o número dos que tinham sido marcados: eram cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel.
9 Depois disso, vi uma multidão imensa de gente de todas as nações, tribos, povos e línguas, e que ninguém podia contar. Estavam de pé diante do trono e do Cordeiro; trajavam vestes brancas e traziam palmas na mão.
10 Todos proclamavam com voz forte: 'A salvação pertence ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro'.
11 Todos os anjos estavam de pé, em volta do trono e dos Anciãos e dos quatro Seres vivos e prostravam-se, com o rosto por terra, diante do trono. E adoravam a Deus, dizendo:
12 'Amém. O louvor, a glória e a sabedoria, a ação de graças, a honra, o poder e a força pertencem ao nosso Deus para sempre. Amém'
13 E um dos Anciãos falou comigo e perguntou: 'Quem são esses vestidos com roupas brancas? De onde vieram?'
14 Eu respondi: 'Tu é que sabes, meu senhor'. E então ele me disse: 'Esses são os que vieram da grande tribulação. Lavaram e alvejaram as suas roupas no sangue do Cordeiro'.
Palavra do Senhor.
 
Salmo - Sl 23(24),1-2.3-4ab.5-6 (R. cf. 6)

R. É assim a geração dos que procuram o Senhor!

1 Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, / o mundo inteiro com os seres que o povoam;
2 porque ele a tornou firme sobre os mares, / e sobre as águas a mantém inabalável.
R.

3 'Quem subirá até o monte do Senhor, / quem ficará em sua santa habitação?'
4a 'Quem tem mãos puras e inocente coração, 4bquem não dirige sua mente para o crime.
R.

5 Sobre este desce a bênção do Senhor / e a recompensa de seu Deus e Salvador'.
6 'É assim a geração dos que o procuram, / e do Deus de Israel buscam a face'.
R.
 
2a Leitura - 1Jo 3,1-3

Veremos Deus tal como é.

Leitura da Primeira Carta de São João 3, 1-3
Caríssimos,
1 vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai.
2 Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é.
3 Todo o que espera nele, purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.
Palavra do Senhor.
 
Evangelho - Mt 5,1-12a

Bem-aventurados os pobres em espírito.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 5, 1-12a
Naquele tempo:
1 Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e sentou-se. Os discípulos aproximaram-se,
2 e Jesus começou a ensiná-los:
3 'Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus.
4 Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados.
5 Bem-aventurados os mansos, porque possuirão a terra.
6 Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
7 Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
8 Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
9 Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
10 Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus.
11 Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem, e mentindo, disserem todo tipo de mal contra vós, por causa de mim.
12a Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus.
Palavra da Salvação.



Fonte: Youtube RS21
Fonte: Youtube RS21
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Glorifica o Senhor, Jerusalém!”
Lc 14, 1-6

A cura do homem hidrópico (cheio de água), simboliza o povo inchado pelo ensinamento dos fariseus. A mulher encurvada (Lc 13,11) e o hidrópico são uma caricatura do povo oprimido.

Ao contrário do ensinamento dos fariseus, o de Jesus é dado com autoridade garantida e ratificada pelo Pai que legitima a sua interpretação e a ação. A ação de Jesus restaura o ser humano e lhe restitui a capacidade de acolher o ensinamento apresentado pelo Mestre.

Apesar da severa proibição contida no repouso sabático, é nesse dia que Jesus liberta o doente da sua enfermidade. Ele se apresenta como o Senhor do sábado.

A vida não pode esperar e Jesus supera a Lei judaica em nome da vida, pois para Ele, tudo deve estar a serviço da pessoa. A vida humana está acima de qualquer outra coisa. Jesus está a serviço da vida.

Os fariseus não querem a doutrina de Jesus, mas esperam qualquer pretexto para o acusarem. Por outro lado, ele mostra a hipocrisia deles e suas interpretações legais e oportunistas. Em Jesus, cura e libertação andam juntas. E
Ele tomou o homem pela mão e o devolveu a normalidade da vida.

Rezemos: Senhor, torna-me livre para fazer o bem as pessoas e trabalhar para restituir a todos a dignidade perdida.

Deus abençoe você e sua família.
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua nova jornada que está começando. Começamos, hoje, sexta-feira, um novo mês, o penúltimo do ano. É o ano que está escapando de nossas mãos, não é mesmo!!! Mas o cristão não se lamenta com o passado e sim olha sempre para frente de cabeça erguida! Que esse mês venha carregado de muita vida, saúde, paz, serenidade, boas notícias, harmonia e bençãos sobre bençãos na sua vida, casa, família, trabalho, estudos...enfim, no que você está empenhando e fazendo! Como é bom saber que o Senhor é o nosso BOM PASTOR e que não nos deixa faltar nada...porque ELE cuida de mim e de você.


Salmo 23

O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.

Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas.

Restaura-me o vigor. Guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome.

Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me protegem.

Preparas um banquete para mim à vista dos meus inimigos. Tu me honras, ungindo a minha cabeça com óleo e fazendo transbordar o meu cálice.

Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
ORAÇÃO

Solenidade de todos os santos, a festa do céu

O dia de todos os santos é uma solenidade em que a Igreja celebra juntos a glória e a honra de todos os santos, que contemplam eternamente a face de Deus e se regozijam plenamente nessa visão. Para nós, fiéis, este dia nos ensina a olhar para aqueles que já possuem o legado da glória eterna.


Roberta Barbi - Cidade do Vaticano

Alguns também a chamam de "Páscoa do outono", a importante solenidade que celebramos hoje como membros ativos de uma Igreja que mais uma vez não se olha, mas olha e aspira ao céu. A santidade, com efeito, é um caminho que todos somos chamados a seguir, seguindo o exemplo de nossos irmãos mais velhos que são propostos como modelos porque concordaram em se deixar encontrar por Jesus, a quem eles foram trazendo com confiança seus desejos, suas fraquezas e também seus sofrimentos.


O significado da solenidade

A memória litúrgica dedica um dia especial [GN1] a todos aqueles que estão unidos a Cristo em glória e que não são apenas indicados como arquétipos, mas também invocados como protetores de nossas ações. Os santos são os filhos de Deus que alcançaram a meta da salvação e que vivem na eternidade aquela condição de bem-aventurança bem expressa por Jesus no discurso da montanha narrado no Evangelho (Mt 5, 1-12). Santos também são aqueles que nos acompanham no caminho da imitação de Jesus, o que nos leva a ser a pedra angular na construção do Reino de Deus.


A Comunhão dos Santos

Em nossa profissão de fé, afirmamos que cremos na comunhão dos santos: com isso entendemos a vida e a eterna contemplação de Deus, que é a razão e o propósito dessa comunhão, mas também a comunhão com as "coisas" "Santo. Se, de fato, os bens terrenos, por serem limitados, dividem as pessoas no espaço e no tempo, obrigado, os presentes que Deus faz são infinitos [GN2] e todos eles podem participar. Especialmente o dom da Eucaristia nos permite viver agora a antecipação daquela liturgia que o Senhor celebra no santuário celestial com todos os santos. A grandeza da redenção é medida pelos frutos, isto é, pelos que foram redimidos e amadureceram em santidade. A Igreja contempla em seus rostos sua vocação,


Origens e história da festa

Esse festival de esperança, que nos lembra o objetivo de nossa vida, tem raízes antigas: no século IV, começa a comemoração dos mártires, comum a várias igrejas. Os primeiros vestígios desta celebração foram encontrados em Antioquia no domingo, depois que Pentecostes e São João Crisóstomo já estavam falando sobre isso. Entre os séculos VIII e IX, o festival começou a se espalhar por toda a Europa, e em Roma especificamente no século IX: aqui o Papa Gregório III (731-741) escolheu como data de 1º de novembro para coincidir com a consagração de uma capela. em São Pedro, dedicado às relíquias "dos santos apóstolos e de todos os santos mártires e confessores, e de todos os justos aperfeiçoados que descansam em paz em todo o mundo". No tempo de Carlos Magno,

Fonte: Vatican News
FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo