2ª-feira da 18ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária
1a Leitura - Jr 28,1-17

Ouve, Ananias, não foste enviado pelo Senhor, e contudo fizeste este povo confiar em mentiras.

Leitura do Livro do Profeta Jeremias 28, 1-17
1 Nesse mesmo ano, no início do reinado de Sedecias, rei de Judá, no quinto mês do quarto ano, disse-me o profeta Ananias, filho de Azur, profeta de Gabdon, na casa do Senhor e na presença dos sacerdotes e de todo o povo:
2 'Isto diz o Senhor dos exércitos, Deus de Israel: Quebrei o jugo do rei da Babilônia.
3 Ainda dois anos e eu farei reconduzir a este lugar todos os vasos da casa do Senhor, que Nabucodonosor, rei de Babilônia, tirou deste lugar e transferiu para Babilônia.
4 Também reconduzirei a este lugar Jeconias, filho de Joaquim e rei de Judá, juntamente com toda a massa de judeus desterrados para Babilônia, diz o Senhor, pois eu quebro o jugo do rei de Babilônia. '
5 Respondeu o profeta Jeremias ao profeta Ananias, na presença dos sacerdotes e de todo o povo que estava na casa do Senhor,
6 dizendo: 'Amém, assim permita o Senhor! Realize ele as palavras que profetizaste, trazendo de volta os vasos para a casa do Senhor e todos os deportados de Babilônia para esta terra.
7 Ouve, porém, esta palavra que eu digo aos teus ouvidos e aos ouvidos de todo o povo:
8 Os profetas que existiram antigamente, antes de mim e antes de ti, profetizaram sobre guerras, aflições e peste para muitos povos e reinos poderosos;
9 mas o profeta que profetiza paz, esse somente será reconhecido como profeta, que em verdade o Senhor enviou, quando sua palavra for verificada. '
10 Então o profeta Ananias retirou o jugo do pescoço do profeta Jeremias e quebrou-o;
11 e disse Ananias, na presença de todo o povo: 'Isto diz o Senhor: Deste modo quebrarei o jugo de Nabucodonosor, rei da Babilônia, dentro de dois anos, livrando dele o pescoço de todos os povos. ' E foi-se pelo seu caminho o profeta Jeremias.
12 Depois que o profeta Ananias havia retirado o jugo do pescoço do profeta Jeremias, dirigiu-se novamente a palavra do Senhor a Jeremias:
13 'Vai dizer a Ananias: Isto diz o Senhor: Quebraste um jugo de madeira, mas em seu lugar farás um de ferro.
14 Isto diz o Senhor dos exércitos, Deus de Israel: Pus um jugo de ferro sobre o pescoço de todas estas nações, para servirem a Nabucodonosor, rei de Babilônia, e lhe serão de fato submissas; além disso, dei-lhe também os animais do campo. '
15 Disse ainda o profeta Jeremias ao profeta Ananias: 'Ouve, Ananias, não foste enviado pelo Senhor, e contudo fizeste este povo confiar em mentiras.
16 Isto diz o Senhor: Eis que te farei partir desta terra; morrerás este ano, pois pregaste a infidelidade contra o Senhor. '
17 Naquele ano, no sétimo mês, morreu o profeta Ananias.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 118,29. 43. 79. 80. 95. 102 (68b)

R. Ensinai-me a fazer vossa vontade!

29 Afastai-me do caminho da mentira / e dai-me a vossa lei como um presente!
R.

43 Não retireis vossa verdade de meus lábios, / pois eu confio em vossos justos julgamentos!
R.
 
79 Que se voltem para mim os que vos temem / e conhecem, ó Senhor, vossa Aliança!
R.
 
80 Meu coração seja perfeito em vossa lei, / e não serei, de modo algum, envergonhado!
R.
 
95 Espreitam-me os maus para perder-me, / mas continuo sempre atento à vossa lei.
R.
102 De vossos julgamentos não me afasto, / porque vós mesmo me ensinastes vossas leis.
R.





Evangelho - Mt 14,13-21

Todos comeram e ficaram satisfeitos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 14, 13-21
Naquele tempo:
13 Quando soube da morte de João Batista, Jesus partiu e foi de barco para um lugar deserto e afastado. Mas quando as multidões souberam disso, saíram das cidades e o seguiram a pé.
14 Ao sair do barco, Jesus viu uma grande multidão. Encheu-se de compaixão por eles e curou os que estavam doentes.
15 Ao entardecer, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram: 'Este lugar é deserto e a hora já está adiantada. Despede as multidões, para que possam ir aos povoados comprar comida!'
16 Jesus porém lhes disse: 'Eles não precisam ir embora. Dai-lhes vós mesmos de comer!'
17 Os discípulos responderam: 'Só temos aqui cinco pães e dois peixes. '
18 Jesus disse: 'Trazei-os aqui. '
19 Jesus mandou que as multidões se sentassem na grama. Então pegou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos para o céu e pronunciou a bênção. Em seguida partiu os pães, e os deu aos discípulos. Os discípulos os distribuiram às multidões.
20 Todos comeram e ficaram satisfeitos, e dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos cheios.
21 E os que haviam comido eram mais ou menos cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.
Palavra da Salvação.






Mapas Mentais
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Ensina-me a fazer a tua vontade”.
Mt 14, 22-36

Depois que a multidão foi saciada, Jesus sobe ao monte para rezar e envia os discípulos para que cheguem à outra margem, uma atividade missionária. Todos nós sabemos que o mar e as águas em geral são perigosos e traiçoeiros.

Os discípulos no meio do mar e da noite enfrentam uma tempestade e ficam cheios de medo. As tempestades acontecem quando Jesus não viaja em nossa barca, impondo desespero e a decisão de abandonar tudo.

No entanto, Jesus vai até os discípulos que estão amedrontados, caminhando sobre as águas. Um dos discípulos, Pedro, com permissão do Senhor, também caminhou sobre as águas. Só não resistiu por mais tempo, porque foi “fraco na fé”.

Pedro representa a comunidade, que nas grandes crises duvida da presença de Jesus em seu meio e, por isso, pede um sinal. Jesus atente o pedido da comunidade. Mas deixa claro que precisa crescer na fé e não temer os passos dados dentro das águas agitadas do mundo.

Em nossa vida pessoal ou social, também não faltam as dificuldades e nem as tribulações da missão. Precisamos ter em qualquer circunstância uma total confiança em Deus. Jesus com sua presença acalma os discípulos e o mundo ao redor deles.

É preciso permitir que ressoe em nosso coração as palavras do Jesus: “Coragem, não tenham medo!”. Sentir-se apoiado por Ele, pois, jamais deixará o discípulo sucumbir em nenhuma tempestade.

Sua mão está sempre estendida, reerguendo quem está se afogando, acalmando o vento e o mar agitado de nossas aflições e curando todos os doentes que são tocados e tocam em seu manto.  

Rezemos: Senhor, que nós jamais esqueçamos da tua presença que não deixa sucumbir nas provações. Obrigado por cuidar de nós!

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua preciosa vida nesta SEGUNDA-FEIRA. Que seu dia seja santo. Que suas atitudes sejam santas; que o seu olhar seja de compaixão e misericórdia; que sua alegria seja contagiante; que seus exemplos possam inspirar os que estão ao seu redor; que sua luz brilhe com a Luz que vem do alto...que seja uma segunda com Deus...

Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor.
(Salmo 27, 14)

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
Mapas Mentais
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo