23º Domingo Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária


1a Leitura - Ez 33,7-9

Se não advertires o ímpio,
eu tepedirei contas da sua morte.
Leitura da Profecia de Ezequiel 33, 7-9
Assim diz o Senhor:
7 'Quanto a ti, filho do homem, eu te estabeleci como vigia para a casa de Israel. Logo que ouvires alguma palavra de minha boca, tu os deves advertir em meu nome.
8 Se eu disser ao ímpio que ele vai morrer, e tu não lhe falares, advertindo-o a respeito de sua conduta, o ímpio vai morrer por própria culpa, mas eu te pedirei contas da sua morte.
9 Mas, se advertires o ímpio a respeito de sua conduta, para que se arrependa, e ele não se arrepender, o ímpio morrerá por própria culpa, porém, tu, salvarás tua vida.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 94,1-2.6-7.8-9 (R. 8)
 
R. Não fecheis o coração, ouví, hoje, a voz de Deus!
1 Vinde, exultemos de alegria no Senhor, /
aclamemos o Rochedo que nos salva!
2 Ao seu encontro caminhemos com louvores, /
e com cantos de alegria o celebremos!
R.
 
6 Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, /
e ajoelhemos ante o Deus que nos criou!
7 Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, /
e nós somos o seu povo e seu rebanho, /
as ovelhas que conduz com sua mão.
R.
 
8 Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: /
'Não fecheis os corações como em Meriba,
9 como em Massa, no deserto, aquele dia, /
em que outrora vossos pais me provocaram, /
apesar de terem visto as minhas obras'.
R.





2a Leitura - Rm 13,8-10
 
O amor é o cumprimento perfeito da Lei.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 13, 8-10
Irmãos:
8 Não fiqueis devendo nada a ninguém, a não ser o amor mútuo, - pois quem ama o próximo está cumprindo a Lei-.
9 De fato, os mandamentos: 'Não cometerás adultério', 'Não matarás', 'Não roubarás', 'Não cobiçarás', e qualquer outro mandamento se resumem neste: 'Amarás a teu próximo como a ti mesmo'.
10 O amor não faz nenhum mal contra o próximo. Portanto, o amor é o cumprimento perfeito da Lei.
Palavra do Senhor.





Evangelho - Mt 18,15-20
 
Se ele te ouvir, tu ganharás o teu irmão.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 18, 15-20
Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos:
15 Se o teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão.
16 Se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas.
17 Se ele não vos der ouvido, dize-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja ele ouvir, seja tratado como se fosse um pagão ou um pecador público.
18 Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
19 De novo, eu vos digo: se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus.
20 Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles. '
Palavra da Salvação.






Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Não fechei o coração, ouvi hoje, a voz de Deus!”
Mt 18, 15-20


DIÁLOGO AMOROSO, CAMINHO PARA O PERDÃO

O Evangelho de hoje apresenta as orientações de Jesus sobre as relações entre os discípulos na vida da comunidade. Jesus convida a uma atitude misericordiosa: o perdão e o cuidado moderado que a comunidade deve ter antes da condenação de alguém, o que deve ser evitado.  

A comunidade convive com o pecado, ela é santa e pecadora. O pecado se manifesta entre nós de várias formas, a nossa atitude não pode ser de rejeição do pecador, mas ajuda-lo para que se liberte do pecado e a harmonia e a comunhão sejam restabelecidas.

Jesus coloca três passos para conduzir o processo da correção fraterna na vida da comunidade: o diálogo pessoal, a experiência fraterna e a vivencia com a comunidade. É acreditar que o irmão é melhor do que a manifestação de sua fragilidade, ele é mais do que uma decisão equivocada.

Não é um julgamento e nem colocar o irmão de joelhos na sua humilhação. A comunidade não é um tribunal, mas um lugar de exercício constante da misericórdia que não se cansa de buscar os que precisam ser reconquistados pela força do amor e do perdão.

Recusadas as mediações, é o próprio irmão, preso ao seu egoísmo, incapaz de entrar no processo de reconciliação, que se exclui. Porém a porta da comunidade permanecerá sempre aberta para acolher o seu retorno.

Essa é a novidade que a comunidade apresenta; o perdão, sempre oferecido, experiência do diálogo amoroso que está acima da lei, (o amor é a cumprimento perfeito da Lei), exigência para que a comunhão se restabeleça e vença os rompimentos provocados pelo pecado.

Mateus coloca a oração (estar de acordo com o que pedir, é o critério para ter as preces atendidas, é o esforço do entendimento) como maneira de superar os conflitos que nascem na comunidade, pacificando o coração dos irmãos. Pois, Jesus está no centro da comunidade reunida em seu nome, Ele é o portador da paz.

A correção fraterna deve fazer parte de nossa vida cotidiana, das relações familiares, de amizade, relações comunitárias... Ela não se restringe a um ato pontual mas deve se tornar um “modo de viver”, o nosso jeito de amar.

Rezemos: Senhor, que eu evite qualquer desejo de vingança e atitudes de intolerâncias. Que eu saiba amar e perdoar sempre.

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nessa fascinante jornada de domingo que já chegou. É o DIA DO SENHOR por excelência. O Evangelho deste domingo vai nos mostrar o método de Jesus para corrigir e trazer a pessoa para o arrependimento e o perdão. Que seu domingo seja muito especial e abençoado.

Se o teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, a sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão. (Mt 18,15)

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm

Hoje às 18h00 vou rezar a Missa pelo meu canal do YouTube. Posso contar com sua participação?
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo