08/03/20 - DOMINGO - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
MEDITAÇÃO DA QUARESMA
2º DOMINGO DA QUARESMA - A TRANSFIGURAÇÃO
Liturgia Diária
Antífona de Entrada
Meu coração disse: Senhor, buscarei a vossa face. É vossa face, Senhor, que eu procuro, não desvieis de mim o vosso rosto! (Sl 26,8s)




Oração do dia
Ó Deus, que nos mandastes ouvir o vosso Filho amado, alimentai nosso espírito com a vossa palavra, para que, purificado o olhar de nossa fé, nos alegremos com a visão da vossa glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.




1ª Leitura – Gn 12,1-4a

Vocação de Abraão, pai do povo de Deus.


Leitura do Livro do Gênesis 12,1-4a
1 Naqueles dias, o Senhor disse a Abrão: ‘Sai da tua terra, da tua família e da casa do teu pai, e vai para a terra que eu te vou mostrar.
2 Farei de ti um grande povo e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma bênção.
3 Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão abençoadas todas as famílias da terra!’.
4 E Abraão partiu, como o Senhor lhe havia dito.
Palavra do Senhor.




Salmo – Sl 32,4-5.18-19.20 e 22 (R. Cf. 22)
 
R. Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,
venha a vossa salvação!

4 Pois reta é a palavra do Senhor,*
e tudo o que ele faz merece fé.
5 Deus ama o direito e a justiça,*
transborda em toda a terra a sua graça.
R.


18 Mas o Senhor pousa o olhar sobre os que o temem,*
e que confiam esperando em seu amor,
19 para da morte libertar as suas vidas*
e alimentá-los quando é tempo de penúria.
R.


20 No Senhor nós esperamos confiantes,*
porque ele é nosso auxílio e proteção!
22 Sobre nós venha, Senhor, a vossa graça,*
da mesma forma que em vós nós esperamos!
R.




2ª Leitura – 2Tm 1,8b-10
 
Deus nos chama e ilumina.
 
Leitura da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo 1,8b-10
Caríssimo:
8b Sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus.
9 Deus nos salvou e nos chamou com uma vocação santa, não devido às nossas obras, mas em virtude do seu desígnio e da sua graça, que nos foi dada em Cristo Jesus desde toda a eternidade.
10 Esta graça foi revelada agora, pela manifestação de nosso Salvador, Jesus Cristo. Ele não só destruiu a morte, como também fez brilhar a vida e a imortalidade por meio do Evangelho,
Palavra do Senhor.




Evangelho – Mt 17,1-9
 
O seu rosto brilhou como o sol.


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 17,1-9
Naquele tempo:
1 Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, seu irmão, e os levou a um lugar à parte, sobre uma alta montanha.
2 E foi transfigurado diante deles; o seu rosto brilhou como o sol e as suas roupas ficaram brancas como a luz.
3 Nisto apareceram-lhes Moisés e Elias, conversando com Jesus.
4 Então Pedro tomou a palavra e disse: ‘Senhor, é bom ficarmos aqui. Se queres, vou fazer aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés, e outra para Elias.’
5 Pedro ainda estava falando, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra. E da nuvem uma voz dizia: ‘Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo meu agrado. Escutai-o!’
6 Quando ouviram isto, os discípulos ficaram muito assustados e caíram com o rosto em terra.
7 Jesus se aproximou, tocou neles e disse: ‘Levantai-vos, e não tenhais medo.’
8 Os discípulos ergueram os olhos e não viram mais ninguém, a não ser somente Jesus.
9 Quando desciam da montanha, Jesus ordenou-lhes: ‘Não conteis a ninguém esta visão até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.’
Palavra da Salvação.




Antífona da Comunhão
Este é o meu Filho amado, no qual eu pus todo o meu amor: escutai-o! (Mt 17,5).
 
Depois da Comunhão
Nós comungamos, Senhor Deus, no mistério da vossa glória e nos empenhamos em render-vos graças, porque nos concedeis, ainda na terra, participar das coisas do céu. Por Cristo, nosso Senhor.




Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)

“Sobre nós venha a vossa graça, Senhor!”
Mt 17, 1-9

DA MONTANHA DA ORAÇÃO À PLANÍCIE DA MISSÃO!

No segundo Domingo da Quaresma, a Igreja recorda o Evangelho da Transfiguração de Jesus. Vem lembrar do caminho para Jerusalém, o lugar da contradição, da prisão e da morte de Jesus, e nele há uma pausa. Uma cortina se abre para a contemplar a glória futura, desmontando o medo dos discípulos e fazendo-os compreender melhor quem é Jesus.

Jesus convida Pedro, Tiago e João a subir a montanha com Ele para rezar. Enquanto eles rezavam Jesus transfigurou-se!  Seu rosto ficou luminoso, e sua roupa branca e brilhante.

Jesus é o homem transfigurado, a transparência do Divino. O que há de divino em Jesus está exposto em sua humanidade, no jeito dele viver e mostrar o que traz do coração do Pai para a humanidade.

Moisés e Elias – A Lei e os Profecias do passado – fazem as honras para Jesus. É primeiro Testamento (Antigo) indicando a plenitude dos tempos. A promessa de Deus acontecendo.

Jesus mostrou sua verdadeira identidade para os discípulos, para que depois da Ressurreição pudessem entender que o rosto resplandecente do Ressuscitado é o mesmo rosto de Jesus crucificado, que assumiu sobre si o peso dos pecados que desfigura o rosto do homem.

Pedro propôs armar três tendas, para Jesus, Moisés e Elias, e ficar ali, de forma a perpetuar aquela ocasião impensável. Ele e os outros discípulos estavam extasiados. Porque ir embora, se experimentavam o que todo ser humano anseia experimentar?

Todo esplendor e luz deste momento é marcado por uma voz, a voz do Pai que declara: “Este é o meu Filho amado, que muito me agrada. Escutem o que Ele diz”. É preciso ouvir para não se confundir, nem desviar a atenção diante das tentações de nos acomodar no alto da montanha.

Deslumbrados e assustados, os discípulos voltam a realidade “... não tenham medo!”. O caminho da ressurreição passa pela cruz, as dificuldades podem assustar, mas não devem desanimar. Depois da montanha de oração, temos a planície da Missão.

Rezemos: Senhor, quero ver o teu rosto resplandecente e escutar sua voz. Louvar, bendizer e agradecer. E perceber o teu amor em minha vida e quero transformar a minha vida em compromisso de amar e servir; para ver, sentir compaixão e cuidar ...

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe seu novo dia que começa. Hoje é uma data especial...dia de celebrar e reconhecer a liderança de todas as mulheres...Que o exemplo das santas mulheres exaltadas na Palavra de Deus possa elevar ainda mais a dignidade de todas essas ilustres filhas de Deus. Parabéns, fica aqui registrado a nossa homenagem e gratidão! Nossas preces a todas elas!!!

Agora, minha filha, não tenha medo; farei por você tudo o que me pedir. Todos os meus concidadãos sabem que você é mulher virtuosa.
Rute 3,11

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo