09 de novembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

09 de novembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > NOVEMBRO

2a Leitura - Fl 3,17-4,1

Cristo transformará o nosso corpo e o
tornará semelhante ao seu corpo glorioso.

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses 3,17-4,1

17 Sede meus imitadores, irmãos e observai os que vivem de acordo com o exemplo que nós damos.
18 Já vos disse muitas vezes, e agora o repito, chorando: há muitos por aí que se comportam como inimigos da cruz de Cristo.
19 O fim deles é a perdição, o deus deles é o estômago, a glória deles está no que é vergonhoso e só pensam nas coisas terrenas.
20 Nós, porém, somos cidadãos do céu. De lá aguardamos o nosso Salvador, o Senhor, Jesus Cristo.
21 Ele transformará o nosso corpo humilhado e o tornará semelhante ao seu corpo glorioso, com o poder que tem de sujeitar a si todas as coisas.
4,1 Assim, meus irmãos, a quem quero bem e dos quais sinto saudade, minha alegria, minha coroa, meus amigos, continuai firmes no Senhor.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 121, 1-2. 3-4a. 4b-5 (R. 1)

R. Que alegria, quando me disseram: Vamos à casa Senhor!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

1Que alegria, quando ouvi que me disseram:*
‘Vamos à casa do Senhor!’
2E agora nossos pés já se detêm,*
Jerusalém, em tuas portas.
R.

3Jerusalém,cidade bem edificada *
num conjunto harmonioso;
4apara lá sobem as tribos de Israel,*
as tribos do Senhor.
R.

4bPara louvar, segundo a lei de Israel,*
o nome do Senhor.
5A sede da justiça lá está *
e o trono de Davi.
R.



Evangelho - Lc 16,1-8

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas   16,1-8

Naquele tempo:
1 Jesus disse aos discípulos: ‘Um homem rico tinha um administrador que foi acusado de esbanjar os seus bens.
2 Ele o chamou e lhe disse: ‘Que é isto que ouço a teu respeito? Presta contas da tua administração, pois já não podes mais administrar meus bens’.
3 O administrador então começou a refletir: ‘O senhor vai me tirar a administração. Que vou fazer? Para cavar, não tenho forças; de mendigar, tenho vergonha.
4 Ah! Já sei o que fazer, para que alguém me receba em sua casa quando eu for afastado da administração’.
5 Então ele chamou cada um dos que estavam devendo ao seu patrão. perguntou ao primeiro: ‘Quanto deves ao meu patrão?’
6 Ele respondeu:’Cem barris de óleo!’ O administrador disse: ‘Pega a tua conta, senta-te, depressa, e escreve cinqüenta!’
7 Depois ele perguntou a outro: ‘E tu, quanto deves?’ Ele respondeu:’Cem medidas de trigo’. O administrador disse: ‘Pega tua conta e escreve oitenta’.
8 E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque ele agiu com esperteza. Com efeito, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Os braços de um rio vêm trazer alegria à Cidade de Deus, à morada do Altíssimo”

Jo 2, 13-22

FESTA DA DEIDICAÇÃO DA BASILICA DE LATRÃO

A Basílica de Latrão é a Catedral da Diocese de Roma, cujo bispo é o Papa. É considerada a Igreja-Mãe de todas as Igrejas de Roma e do mundo.
Chama-se lateranense porque originariamente foi construída no terreno da família dos Plauzi Laterani, na Colina Célio. Foi o Papa Mequíades (311-314) que construiu a basílica e dedicou ao Santíssimo Redentor.  
É chamada comumente Basílica de São João de Latrão, porque São João Batista foi escolhido como seu segundo titular (patrono).  Depois foi acrescentado outro titular: São João Evangelista.
Celebrar a dedicação da Catedral do Bispo de Roma é recordar o Senhor Jesus, que instituiu a Igreja para reunir na unidade, sob o pastoreio de Pedro e de seus sucessores, os filhos de Deus dispersos pelo mundo inteiro. Somos pedras vidas da Igreja.
Jesus não aceita a ideia de fazer de Deus um negócio, uma moeda de troca, para satisfazer nossos interesses. Isto longe de ser o caminho apresentado pelo Senhor. E da sua casa um comércio.
Ele é aquele que acolhe a todos, os pecadores com um amor que a humanidade nunca viu e nem experimentou, nunca os expulsou da sua presença. Comia com os pecadores, perdoava as prostitutas, convidou cobrador de impostos para seu grupo. Acolhe e pede que aprendamos a fazer o mesmo.
A Igreja, o corpo vivo do Senhor, deve ser esse lugar de acolhimento de todos, lugar da experiencia do acolhimento e da misericórdia. Não é o lugar onde Jesus é vendido, Ele não quer ser um produto vendido em nossas prateleiras. Ele é o Senhor, misericordioso que nos purifica e regenera na força do seu amor.

Rezemos: Perdão pelos nossos abusos. Seja misericordioso conosco e nos ajude a brilhar no mundo através do testemunho da caridade e unidade.

Deus abençoe você e sua família!
Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua vida, sua casa, sua família, seu trabalho...seus afazeres ... nessa nova jornada de Sexta-feira que começa.  Vamos superar  as dificuldades, as tribulações, as tempestades...Vamos levantar a cabeça e seguir firmes em nossos propósitos para o dia de hoje. Uma coisa é certa: com Deus somos mais que vencedores! Ele nos pega pela mão e nos conduz por terras firmes. Conte com Ele e o invoque para caminhar com você.

CONSAGRANDO O NOSSO DIA
Senhor Deus de Bondade, nesta sexta-feira, venho diante de ti para agradecer todo o bem que realizas na minha vida. Muito obrigado pelo ar que respiro, pelo alimento à minha mesa, pelas pessoas que amo. Muito obrigado pela força e coragem que me concedes todos os dias. Eu te peço, Senhor, a graça da perseverança em todas as situações, especialmente naquelas mais difíceis, que exigem de mim paciência, confiança e firmeza. Sei seu nunca estarei só e que sempre posso contar com teu dedicado auxílio. Dá-me superar o medo e a insegurança e que eu possa, com a tua graça, oferecer apoio a todos aqueles que de mim se aproximarem pedindo auxílio. Tudo isso eu te peço por Jesus Cristo, teu filho e nosso irmão, na força e na unidade do Espírito Santo, Amém!


REZANDO COM O SALMO

Salmo 59

Dai-nos, Deus, vosso auxílio na tribulação; *
com Deus nós faremos proezas.
Minha força, é a vós que me dirijo, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *
Deus clemente e compassivo, meu amor!
–Deus virá com seu amor ao meu encontro.

Eu, então, hei de cantar vosso poder,  
e de manhã celebrarei vossa bondade,
–porque fostes para mim o meu abrigo, *
o meu refúgio no dia da aflição.

Minha força, cantarei vossos louvores, †
porque sois o meu refúgio e proteção, *
Deus clemente e compassivo, meu amor!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm

Evangelho do dia: https://www.youtube.com/watch?v=Kv32bCuE94E&t=38s
PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo