09/01/20 - QUINTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Pesquisa rápida
Liturgia Diária



QUINTA-FEIRA DEPOIS DA EPIFANIA

COR LITÚRGICA: BRANCO





1ª Leitura - 1Jo 4,19 - 5,4

Aquele que ama a Deus, ame também o seu irmão.


Leitura da Primeira Carta de São João 4,19 - 5,4
Caríssimos:
19 Quanto a nós, amemos Deus porque ele nos amou primeiro.
20 Se alguém disser: 'Amo a Deus', mas entretanto odeia o seu irmão, é um mentiroso; pois quem não ama o seu irmão, a quem vê, não poderá amar a Deus, a quem não vê.
21 E este é o mandamento que dele recebemos: aquele que ama a Deus, ame também o seu irmão.
5,1 Todo o que crê que Jesus é o Cristo, nasceu de Deus, e quem ama aquele que gerou alguém, amará também aquele que dele nasceu.
2 Podemos saber que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos.
3 Pois isto é amar a Deus: observar os seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados,
4 pois todo o que nasceu de Deus vence o mundo. E esta é a vitória que venceu o mundo: a nossa fé.
Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 71 (72), 1-2. 14.15bc. 17 (R. Cf 11)
 
R. Os reis de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!
 
1 Dai ao Rei vossos poderes, Senhor Deus, *
vossa justiça ao descendente da realeza!
2 Com justiça ele governe o vosso povo, *
com eqüidade ele julgue os vossos pobres.
R.
 
14 Há de livrá-los da violência e opressão, *
pois vale muito o sangue deles a seus olhos!
15b Hão de rezar também por ele sem cessar, *
15c bendizê-lo e honrá-lo cada dia.
R.
 
17 Seja bendito o seu nome para sempre! *
E que dure como o sol sua memória!
Todos os povos serão nele abençoados, *
todas as gentes cantarão o seu louvor!
R.




Evangelho - Lc 4,14-22a
 
Hoje se cumpriu esta palavra da Escritura.


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 4,14-22a
Naquele tempo:
14 Jesus voltou para a Galiléia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza.
15 Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam.
16 E veio à cidade de Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura.
17 Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito:
18 'O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos
19 e para proclamar um ano da graça do Senhor.'
20 Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele.
21 Então começou a dizer-lhes: 'Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir.'
22a Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca.
Palavra da Salvação.

Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“AS nações de toda a terra, hão de adorar-vos, ó Senhor!”
Lc 4, 14-22

No texto do profeta Isaías lido na sinagoga de Nazaré, Jesus identificou e apresentou o seu projeto de vida. Valia para Ele o que o profeta antigamente falou de si mesmo.

O Evangelista Lucas destaca a ação do Espírito Santo, a atividade de Jesus curando os doentes de corpo e alma e a acolhida positiva do povo. Jesus anuncia coisas novas e retomas as profecias.

Sua pregação acontece na sinagoga, lugar da observância judaica, mas anuncia um projeto novo. Em vez da ira de Deus, Jesus apresenta a Boa-Nova especialmente voltada para os últimos da sociedade: os pobres, cegos e cativos.

Jesus mostra um tempo favorável, em que a ternura de Deus se manifesta. Apresenta uma sociedade sem discriminações, a cura que vence o preconceito e marginalização, o cuidado da vida com as suas ações libertadoras.

Lembra também a possibilidade de se estabelecer a igualdade, fazendo acontecer o ano da graça do Senhor, o restabelecimento da justiça. Os que tinham perdido suas propriedades e estavam mergulhados em dividas, podiam recuperar os direitos perdidos e recomeçar vida nova.

Jesus segue o caminho aberto pelo profeta. Daí ter declarado que “hoje”, se cumpriam aquelas palavras. De fato, estava decidido a colocá-las em prática.

Rezemos: Senhor, quero aprender a colocar em prática o desafio da Palavra que orientou a sua vida. Quero dizer, também: “Hoje a Palavra, também se cumpre na minha vida”.

Deus abençoe você e sua família.
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe seu novo dia de quinta-feira. Que as bençãos de Deus sejam derramadas sobre sua vida, sobre sua família, seu trabalho, seu descanso...seus amigos e familiares. Respire fundo, agradeça pela vida e siga adiante com coragem e fé. Deus vai acompanhar todos os seus passos. Seja luz!

Eu estou em Aparecida e hoje começa nossa Assembleia de nossa família religiosa, a Ordem dos Servos de Maria, que vai até o dia 14. Peço suas orações para que, como servos do Senhor, a exemplo de Maria, possam discernir e cumprir tão somente a vontade de Deus.

SALMO 09

Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas.
Em ti me alegrarei e exultarei; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo;
O Senhor é também um alto refúgio para o oprimido, um alto refúgio em tempos de angústia.
Em ti confiam os que conhecem o teu nome; porque tu, Senhor, não abandonas aqueles que te buscam.
Cantai louvores ao Senhor, que habita em Sião; anunciai entre os povos os seus feitos.


Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
Destaque do dia

S. ANDRÉ CORSINI, CARMELITA, BISPO DE FIÉSOLE

André Corsini, de nobre família florentina (1301-1373), foi Superior provincial da Ordem Carmelita e, depois, Bispo de Fiesole. Restaurou conventos, devastados pela peste, ajudou os pobres e realizou obras de pacificação entre os combatentes da época. Pagou com a prisão a sua benemérita conduta.  



B. ANTÔNIO FATATI, BISPO DE ANCONA

Antônio, filho de uma nobre família de Téramo, estudou em Bolonha para se tornar sacerdote. Ao voltar para casa, ocupou vários cargos até ser nomeado bispo de Ancona, em 1463. Foi um pastor prudente, generoso com os pobres e severo consigo mesmo. Foi beatificado em 1765.  
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo