09/03/20 - SEGUNDA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
MEDITAÇÃO DA QUARESMA
Pesquisa rápida
Liturgia Diária
Antífona de Entrada
Tende compaixão de mim, ó Deus, e libertai-me! Meus pés estão firmes no caminho reto, nas assembléias bendirei ao Senhor (Sl 25,11s).




Oração do dia
Deus, que para remédio e salvação nossa nos ordenais a prática da mortificação, concedei que possamos evitar todo pecado e cumprir de coração os mandamentos do vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.




1ª Leitura – Dn 9, 4b-10

Pecamos, temos praticado a injustiça e a impiedade.
 
Leitura da Profecia de Daniel 9, 4b-10
4b ‘Eu te suplico, Senhor, Deus grande e terrível, que preservas a aliança e a benevolência aos que te amam e cumprem teus mandamentos;
5 temos pecado, temos praticado a injustiça e a impiedade, temos sido rebeldes, afastando-nos de teus mandamentos e de tua lei;
6 não temos prestado ouvidos a teus servos, os profetas, que, em teu nome, falaram a nossos reis e príncipes, a nossos antepassados e a todo o povo do país.
7 A ti, Senhor, convém a justiça; e a nós, hoje, resta-nos ter vergonha no rosto: seja ao homem de Judá, aos habitantes de Jerusalém e a todo Israel, seja aos que moram perto e aos que moram longe, de todos os países, para onde os escorraçaste por causa das infidelidades cometidas contra ti.
8 A nós, Senhor, resta-nos ter vergonha no rosto: a nossos reis e príncipes, e a nossos antepassados, pois que pecamos contra ti;
9 mas a ti, Senhor, nosso Deus, cabe misericórdia e perdão, pois nos temos rebelado contra ti,
10 e não ouvimos a voz do Senhor, nosso Deus, indicando-nos o caminho de sua lei, que nos propôs mediante seus servos, os profetas.
Palavra do Senhor.




Salmo – Sl 78, 8. 9. 11. 13 (R. 102,10a)
 
R. O Senhor não nos trata como exigem nossas faltas
Não lembreis as nossas culpas do passado, +
mas venha logo sobre nós vossa bondade, *
pois estamos humilhados em extremo.
R.


9 Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador! +
Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos! *
Por vosso nome, perdoai nossos pecados!
R.


11 Até vós chegue o gemido dos cativos: +
libertai com vosso braço poderoso *
os que foram condenados a morrer!
R.


13 Quanto a nós, vosso rebanho e vosso povo, +
celebraremos vosso nome para sempre, *
de geração em geração vos louvaremos.
R.


Evangelho – Lc 6,36-38
 
Perdoai e sereis perdoados.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 6,36-38
 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
36 Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso.
37 Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados.
38 Dai e vos será dado. Uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante será colocada no vosso colo; porque com a mesma medida com que medirdes os outros, vós também sereis medidos.’
Palavra da Salvação.




Antífona da Comunhão
Sede misericordiosos, diz o Senhor, como vosso Pai que está nos céus (Lc 6,36).




Depois da Comunhão
Ó Deus, que esta comunhão nos purifique do pecado e nos faça participar da celeste alegria. Por Cristo, nosso Senhor.



Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)

“O Senhor não nos trata como exigem nossas faltas.”
Lc 6, 36-38

O tema do perdão se repete muitas vezes no ensinamento de Jesus, pois é um desafio na vida do discípulo. E só os corações que aprendem a ser misericordiosos estão preparados para caminhar na direção do outro e superar os bloqueios.

Jesus relaciona perdoar a ser perdoado. Perdoar é ação do discípulo comprometido com os ensinamentos de Jesus. Quanto mais livre de suas paixões desordenadas, mais livre para perdoar e viver reconciliado. No contrário; quanto mais preso as paixões, mais fechado ao seu próximo, cultivando inimizade no seu coração.

Ser perdoado é ação divina. O perdão recebido está em estreita relação com o perdão concedido. Só o amor vai predispor para o perdão, pois abre o coração para deixar Deus agir. Um coração egoísta fica fechado e impossibilitado de receber o perdão.

O Evangelho recomenda “não julgar”, pois, há dois motivos para isso: porque somos pecadores e porque pouco conhecemos dos irmãos que caminham conosco.

Não julgar e perdoar são gestos de sabedoria. Pois, com a mesma medida que julgarmos seremos julgados. E porque não somos justos como gostaríamos de ser, sejamos inteligentes em perdoar enquanto estamos a caminho.

Porque o Pai nos perdoa, podemos recomeçar nossa vida. Perdoando, damos ao outro a oportunidade de ser feliz. Quando perdoamos, nos aproximamos do rosto do Pai e a assumimos o seu jeito amoroso: “Sejam misericordiosos como o Pai é misericordioso”. A misericórdia de Deus é convite à ternura, à humildade, ao perdão, à compaixão, à acolhida, à generosidade e à partilha.

Rezemos: Senhor, predisponha meu coração para perdoar, pois com o amor no coração, estarei preparado para receber o perdão do Pai. Tenha misericórdia de mim!

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
FOTO: MONSENHOR JOÃO LUÍS FÁVERO
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe seu novo dia de segunda que está começando. Alguém duvida que vai ser um dia especial? Eu também não! Comece seu dia agradecendo a Deus o dom da sua vida e da vida das pessoas que você tem carinho e consideração. Que o Espírito Santo ilumine e conduza seus passos. E que venha mais uma semana de paz e harmonia, afinal, você merece...aliás, nós merecemos, não é mesmo? Abençoada Segunda-feira!

Romanos 12,21
“Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem”.


Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FOTO: FREI RINALDO STECANELA
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo