Sábado da 4ª Semana da Páscoa - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária
Antífona de Entrada
Povo resgatado por Deus, proclamai suas maravilhas: ele vos chamou das trevas à sua luz admirável, aleluia! (1Pd 2,9)



Oração do dia
Deus eterno e todo-poderoso, fazei-nos viver sempre mais o mistério pascal para que, renovados pelo santo batismo, possamos, por vossa graça, produzir muitos frutos e chegar às alegrias da vida eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.



1ª Leitura – At 13,44-52
Vamos dirigir-nos aos pagãos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 13,44-52
44No sábado seguinte, quase toda a cidade se reuniu
para ouvir a palavra de Deus.
45Ao verem aquela multidão,
os judeus ficaram cheios de inveja
e, com blasfêmias, opunham-se ao que Paulo dizia.
46Então, com muita coragem,
Paulo e Barnabé declararam:
‘Era preciso anunciar a palavra de Deus primeiro a vós.
Mas, como a rejeitais
e vos considerais indignos da vida eterna,
sabei que nos vamos dirigir aos pagãos.
47Porque esta é a ordem que o Senhor nos deu:
‘Eu te coloquei como luz para as nações,
para que leves a salvação
até os confins da terra’.’
48Os pagãos ficaram muito contentes,
quando ouviram isso,
e glorificavam a palavra do Senhor.
Todos os que eram destinados à vida eterna,
abraçaram a fé.
49Desse modo, a palavra do Senhor
espalhava-se por toda a região.
50Mas os judeus instigaram as mulheres ricas e religiosas,
assim como os homens influentes da cidade,
provocaram uma perseguição contra Paulo e Barnabé
e expulsaram-nos do seu território.
51Então os apóstolos sacudiram contra eles
a poeira dos pés, e foram para a cidade de Icônio.
52Os discípulos, porém, ficaram cheios de alegria
e do Espírito Santo.
Palavra do Senhor.



Salmo – Sl 97, 1. 2-3ab. 3cd-4 (R.3cd)
R. Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia
1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo*
alcançaram-lhe a vitória.
R.

2O Senhor fez conhecer a salvação,*
e às nações, sua justiça;
3arecordou o seu amor sempre fiel*
3bpela casa de Israel.
R.

3cOs confins do universo contemplaram*
3da salvação do nosso Deus.
4Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,*
alegrai-vos e exultai!
R.



Evangelho – Jo 14,7-14
Quem me viu, viu o Pai.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 14,7-14
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
7Se vós me conhecêsseis,
conheceríeis também o meu Pai.
E desde agora o conheceis e o vistes.’
8Disse Filipe:
‘Senhor, mostra-nos o Pai, isso nos basta!’
9Jesus respondeu:
‘Ha tanto tempo estou convosco,
e não me conheces, Filipe?
Quem me viu, viu o Pai.
Como é que tu dizes:
‘Mostra-nos o Pai’?
10Não acreditas que eu estou no Pai
e o Pai está em mim?
As palavras que eu vos digo,
não as digo por mim mesmo,
mas é o Pai que, permanecendo em mim,
realiza as suas obras.
11Acreditai-me: eu estou no Pai
e o Pai está em mim.
Acreditai, ao menos, por causa destas mesmas obras.
12Em verdade, em verdade vos digo,
quem acredita em mim
fará as obras que eu faço,
e fará ainda maiores do que estas.
Pois eu vou para o Pai,
13e o que pedirdes em meu nome, eu o realizarei,
a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.
14Se pedirdes algo em meu nome,
eu o realizarei.
Palavra da Salvação.



Antífona da Comunhão
Pai, aqueles que me deste, quero que estejam comigo onde eu estiver, para que contemplem a glória que me deste, aleluia! (Jo 17,24)



Depois da Comunhão
Tendo participado do sacramento do Corpo e do Sangue do vosso Filho, nós vos suplicamos, ó Deus, que nos faça crescer em caridade a eucaristia que ele nos mandou realizar em sua memória. Por Cristo, nosso Senhor.

Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Os confins do universo contemplaram a salvação”.
Jo 14, 7-14

O anseio de ver a Deus face a face é um anseio fundamental, latente no íntimo do ser humano. No entanto, Deus transcende as categorias humanas de tempo e espaço. E isto impossibilita a realização deste desejo. Então, a experiência de Deus transforma-se em experiência do mistério.

Com Jesus, porém, dá-se um passo adiante. Ele foi a revelação de Deus para a humanidade. Por isso, o Pai tornou-se visível na pessoa de Jesus. Tudo o que Jesus dizia e realizava, era feito em sintonia com o Pai. Nada do ser de Jesus escapa da comunhão com o Pai. “Quem me vê, está vendo o Pai”.  Suas ações eram ações do Pai, em benefício da humanidade.

Jesus revela para nós o rosto do Pai, uma revelação surpreendente. Revela-nos um rosto de amor e misericórdia, que perdoa ate setenta vezes sete, isto é, perdoa sempre. Ele não vem com punhos fechados da ira, mas como a mão que acaricia e cura. A atitude do pastor que cuida do rebanho e dá a vida para salvá-lo.

Jesus interage com Pai e isso fundamenta a sua vida. O Ressuscitado é a presença permanente do Pai junto à comunidade. A vida em comunhão com o Ressuscitado desemboca na comunhão com o Pai. Por sua vez, a comunidade, torna-se presença de Deus na história humana.

E o discípulo revestido de humildade vai aprendendo que Deus pode realizar através dele grandes coisas, como fez na humildade de Maria: “Comigo o Senhor fez grandes coisas”. Ele revela sua sabedoria aos simples e age através deles.

Rezemos: Senhor, que eu seja humilde e simples, experimente uma vida de comunhão contigo e com minha comunidade de fé. E seja um testemunho de amor, serviço e misericórdia.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe você nesse novo dia que está começando. Chegamos a mais um final de semana. Vem aí o merecido descanso, mas a luta continua, não é mesmo? Nossa missão é viver e sobreviver...então vamos fazer a nossa parte. Cuide-se e cuide de sua família. Um abençoado sábado.


Isaías 41, 8-14
Tu és o meu servo, a ti escolhi e nunca te rejeitei.
Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.
Eis que, envergonhados e confundidos serão todos os que se indignaram contra ti;
Porque eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela tua mão direita; e te digo: Não temas, eu te ajudo.
Não temas, tu meu amado filho,  eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo