11/02/20 - TERÇA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
VATICAN NEWS
A vida é sacra, não ceder a formas de eutanásia: mensagem do Papa para o Dia do Enfermo
Pesquisa rápida
Liturgia Diária



 

5ª SEMANA - TEMPO COMUM

COR: VERDE





 

1a Leitura - 1Rs 8,22-23.27-30


Disseste: 'Aqui estará o meu nome!Ouve as súplicas de teu povo Israel.

 

Leitura do Primeiro Livro dos Reis 8, 22-23. 27-30

Naqueles dias: 

22 Salomão pôs-se de pé diante do altar do Senhor, na presença de toda a assembléia de Israel, estendeu as mãos para o céu e disse: 

23 'Ó Senhor, Deus de Israel, não há Deus igual a ti nem no mais alto dos céus, nem aqui embaixo na terra; tu és fiel à tua misericordiosa aliança com teus servos, que andam na tua presença de todo o seu coração. 

27 Mas será que Deus pode realmente morar sobre a terra? Se os mais altos céus não te podem conter, muito menos esta casa que eu construí!

28 Mas atende, Senhor meu Deus, à oração e à súplica do teu servo, e ouve o clamor e a prece que ele faz hoje em tua presença. 

29 Teus olhos estejam abertos noite e dia sobre esta casa, sobre o lugar do qual disseste: 'Aqui estará o meu nome! Ouve a oração que o teu servo te faz neste lugar. 

30 Ouve as súplicas de teu servo e de teu povo Israel, quando aqui orarem. Escuta-os do alto da tua morada, no céu, escuta-os e perdoa!

Palavra do Senhor




 

Salmo - Sl 83, 3. 4. 5.10. 11 (R. 2)

 

R.Quão amável, ó Senhor, é vossa casa!

 

3 Minha alma desfalece de saudades / e anseia pelos átrios do Senhor! / Meu coração e minha carne rejubilam / e exultam de alegria no Deus vivo!

R.

 

4 Mesmo o pardal encontra abrigo em vossa casa, / e a andorinha ali prepara o seu ninho, / para nele seus filhotes colocar: / vossos altares, ó Senhor Deus do universo! / vossos altares, ó meu Rei e meu Senhor!

R.

 

5 Felizes os que habitam vossa casa; / para sempre haverão de vos louvar!  10 Olhai, ó Deus, que sois a nossa proteção, / vede a face do eleito, vosso Ungido!

R.

 

11 Na verdade, um só dia em vosso templo / vale mais do que milhares fora dele! / Prefiro estar no limiar de vossa casa, / a hospedar-me na mansão dos pecadores!

R.





 

Evangelho - Mc 7,1-13


Vós abandonais o mandamento de Deuspara seguir a tradição dos homens.

 

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 7, 1-13

Naquele tempo: 

1 Os fariseus e alguns mestres da Lei vieram de Jerusalém e se reuniram em torno de Jesus. 

2 Eles viam que alguns dos seus discípulos comiam o pão com as mãos impuras, isto é, sem as terem lavado. 

3 Com efeito, os fariseus e todos os judeus só comem depois de lavar bem as mãos, seguindo a tradição recebida dos antigos. 

4 Ao voltar da praça, eles não comem sem tomar banho. E seguem muitos outros costumes que receberam por tradição: a maneira certa de lavar copos, jarras e vasilhas de cobre. 

5 Os fariseus e os mestres da Lei perguntaram então a Jesus: 'Por que os teus discípulos não seguem a tradição dos antigos, mas comem o pão sem lavar as mãos?'

6 Jesus respondeu: 'Bem profetizou Isaías a vosso respeito, hipócritas, como está escrito: 'Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim. 

7 De nada adianta o culto que me prestam, pois as doutrinas que ensinam são preceitos humanos'. 

 8 Vós abandonais o mandamento de Deus para seguir a tradição dos homens. '

9 E dizia-lhes: 'Vós sabeis muito bem como anular o mandamento de Deus, a fim de guardar as vossas tradições. 

10 Com efeito, Moisés ordenou: 'Honra teu pai e tua mãe'. E ainda: 'Quem amaldiçoa o pai ou a mãe, deve morrer'. 

11 Mas vós ensinais que é lícito alguém dizer a seu pai e à sua mãe: 'O sustento que vós poderíeis receber de mim é Corban, isto é, Consagrado a Deus'. 

12 E essa pessoa fica dispensada de ajudar seu pai ou sua mãe. 

13 Assim vós esvaziais a Palavra de Deus com a tradição que vós transmitis. E vós fazeis muitas outras coisas como estas. '

Palavra da Salvação.





 

NOSSA SENHORA DE LOURDES - SANTORAL





 

1a Leitura - Is 66,10-14c


Eis que farei correr para ela a paz como um rio.

 

Leitura do Livro do Profeta Isaías 66, 10-14c

10 Alegrai-vos com Jerusalém e exultai com ela todos vós que a amais; tomai parte em seu júbilo, todos vós que choráveis por ela, 

11 para poderdes sugar e saciar-vos ao seio de sua consolação, e aleitar-vos e deliciar-vos aos úberes de sua glória. 

12 Isto diz o Senhor: 'Eis que farei correr para ela a paz como um rio e a glória das nações como torrente transbordante. Sereis amamentados, carregados ao colo e acariciados sobre os joelhos. 

13 Como uma mãe que acaricia o filho, assim eu vos consolarei; e sereis consolados em Jerusalém. 

14c Tudo isso haveis de ver e o vosso coração exultará, e o vosso vigor se renovará como a relva do campo. A mão do Senhor se manifestará em favor de seus servos.

Palavra do Senhor





 

Salmo - Jt 13,18bcde.19 (R. 15,9d)


R.Tu és a grande honra de todo o nosso povo!


18b Bendito é o Senhor, nosso Deus,  18c que criou toda a terra e os céus,  18 de te levou a decepar a cabeça 18e do chefe de nossos inimigos!

R.

 

19 A esperança de que deste prova, / jamais deixará o coração / de todos que hão de lembrar-se, / do poder do Senhor para sempre.

R.





 

Evangelho - Jo 2,1-11


Jesus realizou este início dossinais em Caná da Galiléia.

 

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 2, 1-11

Naquele tempo: 

1 Houve um casamento em Caná da Galiléia. A móe de Jesus estava presente. 

2 Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. 

3 Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: 'Eles não têm mais vinho'. 

4 Jesus respondeu-lhe: 'Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou. '

5 Sua mãe disse aos que estavam servindo: 'Fazei o que ele vos disser'. 

6 Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros. 

7 Jesus disse aos que estavam servindo: 'Enchei as talhas de água'. Encheram-nas até a boca. 

8 Jesus disse: 'Agora tirai e levai ao mestre-sala'. E eles levaram. 

9 O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água. 

10 O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: 'Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!'

11 Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

Palavra da Salvação.





 
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)

“Bendito é o Senhor, nosso Deus!”
Mc 7, 1-13

Jesus mantinha distância do legalismo vazio das lideranças religiosas. Muitos estritos no cumprimento da Lei, eram inescrupulosos quando se tratava de burlá-la e aplica-la em benefício próprio.
Até mesmo os pais necessitados eram vítimas da hipocrisia legalista deles. Não tinham escrúpulos de privá-los do que tinham direito, retrocedendo naquilo que a Lei apresentava.

A afirmação de Jesus neste Evangelho, lembrando o profeta Isaias, é um alerta para pensarmos a nossa vida na fé: “Este povo me honra com os lábios, mas seu coração está longe de mim”. (Mc 7,6)

Lembremos a citação do profeta Isaias: “Este povo chega junto de mim com palavras e me glorifica com os lábios, mas seu coração está longe de mim e a sua reverencia para comigo não passa de mandamento humano de coisas aprendida por rotina...” (Is 29, 13).

Nossos momentos de culto e de oração podem tornar-se rotina, uma obrigação ou apenas um preceito a ser cumprido, e não momentos de verdadeira comunhão de coração com Deus. Numa amizade profunda com Jesus Cristo que nos compromete a ter uma coerência entre a fé que professamos e o nosso modo de viver.

O discípulo do Reino deve recusar reduzir a religião a práticas exteriores, mas empenha-se em caminhar com sinceridade, diante de Deus e dos irmãos.

Hoje celebramos a Memória de Nossa Senhora de Lourdes que apareceu a Santa Bernadete em 11 de fevereiro de 1858, na gruta de Massabiele, em Lourdes na França. Desde então, o lugar se tornou meta de peregrinações e para lá acorrem muitos doentes. A mensagem de Lourdes consiste no apelo a conversão, à oração e à caridade.

Lembramos hoje do Dia Mundial dos Enfermos, iniciativa do papa São João Paulo II, desde de 1992. Rezemos pelos nossos irmãos enfermos e cuidemos deles com carinho e dedicação. Sejam amparados pelos governantes, aplicando recursos na área da saúde.

Rezemos: Senhor, ensina-me a ser sincero na prática da religião, livra-me do legalismo e dos julgamentos precipitados que me afastam do querer do Pai e da convivência fraterna. Rezemos e cuidemos de nossos enfermos.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz

Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe você e toda sua vida. Que este dia seja muito especial e abençoado. Hoje recordamos a festa litúrgica de Nossa Senhora de Lourdes (França, 1858). Trata-se de uma emocionante história de aparição a  Santa Bernardete que se apresenta como a Imaculada Conceição! Tive a oportunidade de conhecer aquele lugar na França por muitas vezes e sempre me causa emoção ao recordar a quantidade de enfermos do mundo inteiro que visitam a gruta da aparição em busca de sua cura física e de uma graça especial. É Maria que recolhe os sofrimentos dos seus filhos e conduz a Jesus!
Que no dia de Nossa Senhora de Lourdes, saúde dos enfermos, o Senhor possa cumular a sua vida de todas as graças físicas e espirituais. Agradeça a Deus a sua vida e ofereça suas orações para algum doente.

Salmos
22
O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará.
Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam.
Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo