4ª-feira da 32ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia de Hoje
4ª-feira da 32ª Semana Do Tempo Comum
11 de Novembro de 2020 - Cor: Branco





1ª Leitura - Tt 3,1-7

Outrora éramos extraviados,
mas por sua misericórdia ele nos salvou.

Leitura da Carta de São Paulo a Tito 3,1-7

Caríssimo:

1 Admoesta a todos
que vivam submissos aos príncipes e às autoridades,
que lhes obedeçam e estejam prontos para qualquer boa obra.

2 Não injuriem a ninguém, sejam pacíficos, afáveis
e dêem provas de mansidão para com todos os homens.

3 Porque nós outrora éramos insensatos,
rebeldes, extraviados,
escravos de toda sorte de paixões e prazeres,
vivendo na maldade e na inveja,
dignos de ódio e odiando uns aos outros.

4 Mas um dia manifestou-se a bondade de Deus, nosso Salvador,
e o seu amor pelos homens:

5 Ele salvou-nos não por causa dos atos de justiça
que tivéssemos praticado,
mas por sua misericórdia;
quando renascemos e fomos renovados no batismo
pelo Espírito Santo,

6 que ele derramou abundantemente sobre nós
por meio de nosso Salvador Jesus Cristo.

7 Justificados, assim, pela sua graça,
nos tornamos na esperança herdeiros da vida eterna.

Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 22 (23),1-3a. 3b-4. 5. 6 (R. 1)

R. O Senhor é o pastor que me conduz,
não me falta coisa alguma.

1 O Senhor é o pastor que me conduz;*
não me falta coisa alguma.
2 Pelos prados e campinas verdejantes*
ele me leva a descansar.
Para as águas repousantes me encaminha,*
3a e restaura as minhas forças.
R.

3b Ele me guia no caminho mais seguro,*
pela honra do seu nome.
4 Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso,*
nenhum mal eu temerei.
Estais comigo com bastão e com cajado,*
eles me dão a segurança!
R.

5 Preparais à minha frente uma mesa,*
bem à vista do inimigo;
com óleo vós ungis minha cabeça,*
e o meu cálice transborda.
R.

6 Felicidade e todo bem hão de seguir-me,*
por toda a minha vida;
e, na casa do Senhor, habitarei*
pelos tempos infinitos.
R.




Evangelho - Lc 17,11-19

Não houve quem voltasse para dar glória
a Deus, a não ser este estrangeiro.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 17,11-19

11 Aconteceu que, caminhando para Jerusalém,
Jesus passava entre a Samaria e a Galiléia.

12 Quando estava para entrar num povoado,
dez leprosos vieram ao seu encontro.
Pararam à distância,

13 e gritaram: 'Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!'

14 Ao vê-los, Jesus disse:
'Ide apresentar-vos aos sacerdotes.'
Enquanto caminhavam, aconteceu que ficaram curados.

15 Um deles, ao perceber que estava curado,
voltou glorificando a Deus em alta voz;

16 atirou-se aos pés de Jesus, com o rosto por terra,
e lhe agradeceu.
E este era um samaritano.

17 Então Jesus lhe perguntou:
'Não foram dez os curados?
E os outro nove, onde estão?

18 Não houve quem voltasse para dar glória a Deus,
a não ser este estrangeiro?'

19 E disse-lhe: 'Levanta-te e vai! Tua fé te salvou.'

Palavra da Salvação.






- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo