Nossa Senhora da Conceição Aparecida . Solenidade - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia de Hoje
Nossa Senhora da Conceição Aparecida
Solenidade
12 de Outubro de 2020
Cor: Branco





1a Leitura - Est 5,1b-2; 7,2b-3


Concede-me a vida do meu povo - eis o meu desejo!


Leitura do Livro de Ester 5, 1b-2; 7, 2b-3

1b Ester revestiu-se com vestes de rainha e foi colocar-se no vestíbulo interno do palácio real, frente à residência do rei. O rei estava sentado no trono real, na sala do trono, frente à entrada.

2 Ao ver a rainha Ester parada no vestíbulo, olhou para ela com agrado e estendeu-lhe o cetro de ouro que tinha na mão, e Ester aproximou-se para tocar a ponta do cetro.

7,2b Então, o rei lhe disse: 'O que me pedes, Ester; o que queres que eu faça? Ainda que me pedisses a metade do meu reino, ela te seria concedida'.

3 Ester respondeu-lhe: 'Se ganhei as tuas boas graças, ó rei, e se for de teu agrado, concede-me a vida - eis o meu pedido! - e a vida do meu povo - eis o meu desejo!

Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 44(45),11-12a.12b-13.14-15a.15b-16 (R. 11.12a)


R. Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: que o Rei se encante com vossa beleza!


11 Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: /
'Esquecei vosso povo e a casa paterna!
12a Que o Rei se encante com vossa beleza!
R.


12b Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!
13 O povo de Tiro vos traz seus presentes, /
os grandes do povo vos pedem favores.
R.


14 Majestosa, a princesa real vem chegando, /
vestida de ricos brocados de ouro,
15a Em vestes vistosas ao Rei se dirige,
R.


15b e as virgens amigas lhe formam cortejo,
16 entre cantos de festa e com grande alegria, /
ingressam, então, no palácio real'.
R.






2a Leitura - Ap 12,1.5.13a.15-16a


Um grande sinal apareceu no céu.


Leitura do Livro do Apocalipse de São João 12, 1. 5. 13a. 15-16a

1 Apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas.

5 E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o filho foi levado para junto de Deus e do seu trono.

13a Quando viu que tinha sido expulso para a terra, o dragão começou a perseguir a mulher que tinha dado à luz o menino.

15 A serpente, então, vomitou como um rio de água atrás da mulher, a fim de a submergir.

16a A terra, porém, veio em socorro da mulher.

Palavra do Senhor.





Evangelho - Jo 2,1-11


Fazei o que ele vos disser.


+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 2, 1-11

Naquele tempo:

1 Houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava presente.

2 Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento.

3 Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: 'Eles não têm mais vinho'.

4 'Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou. '

5 Sua mãe disse aos que estavam servindo: 'Fazei o que ele vos disser'.

6 Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

7 Jesus disse aos que estavam servindo: 'Enchei as talhas de água'. Encheram-nas até a boca.

8 Jesus disse: 'Agora tirai e levai ao mestre-sala'. E eles levaram.

9 O mestre-sala experimentou a água, que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.

10 O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: 'Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!'

11 Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galiléia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

Palavra da Salvação.





FONTE: YOUTUBE
Reflexão - Pe. João Luís Fávero
“Ouve, filha: que o Rei se encante com sua beleza!”
Jo 2, 1-11

MARIA REVESTIDA DA PALAVRA, DISCÍPULA PERFEITA

Hoje o Evangelho volta a falar de uma festa, novamente uma festa de Casamento, festa de Aliança. Nesta festa o Evangelho deixa um grande sinal: revela a gloria de Jesus, para que os discípulos creiam Nele. Deus gosta de festa, de alegria, de vida...

Nesta festa, a Mãe de Jesus estava presente. E mãe é aquela que organiza, cuida, faz tudo acontecer no seu tempo. A mãe tem um importante papel na família, na comunidade, em todos os lugares. Ela é perspicaz e sensível diante das necessidades.

Ao longo da festa o vinho (alegria) veio a faltar. A festa sem vinho é incompleta. Mas a Mãe de Jesus estava atenta e intercede junto ao seu Filho em favor dos noivos e dos convidados. A festa da vida não pode parar. A festa da Aliança deve continuar. E aqui Maria, desempenha um papel fundamental vai convidar todos os discípulos para que busquem Jesus e “Façam tudo o que Ele disser”.

Maria, é a mulher revestida da Palavra de Deus. Seu coração foi moldado por este ensinamento. Ela conhece seu Deus, experimenta a sua Palavra: reza, medita, guarda no coração e vive aquilo que crê. Ela se tornou toda de Deus.

Cheia de Graça é bendita entre todas as mulheres. Esvaziou-se de si, para encher-se de Deus. Nela a Palavra se fez carne. “Eis aqui a Serva do Senhor, faça-se em mim sua vontade. E Ele habitou entre nós”.

Maria nos leva a Jesus porque sabe o que Ele veio realizar. Por isso nos convida a acolher o seu ensinamento. Assim como Ela é revestida da Palavra e nos desafia a revestir-nos do Evangelho e da Missão. Fazer o anúncio com nosso modo de viver: amoroso, bondoso, acolhedor, alegre, generoso... uma vida de amor e serviço aos irmãos, principalmente aqueles que mais precisam de nós.

Nós, católicos brasileiros, temos uma devoção e carinho muito especial com Maria, Mãe de Jesus e nossa. Chamamos de Nossa Senhora Aparecida. Aparecida nas águas do Rio Paraíba em 1717; águas que lembram o nosso batismo e nossa vida em Cristo. Veio entremeada nas redes de pescadores que trabalhavam para garantir o seu sustento; sinal do trabalho missionário que devemos fazer cotidianamente sem cansaço e acomodação. Acolhida pelas mãos de pescadores, gente simples e humilde; gente que sabe acolher os sinais de Deus na vida... “Eu te louvo o Pai, porque escondestes estas coisas aos sábio e entendidos e revelastes aos pequeninos”... isso foi revelado a nós!

Nossa Senhora Apareceu, e nos surpreendeu... O Papa Francisco vem lembrar como Deus atua e recorda o acontecimento: “Quem poderia imaginar que o lugar de uma pesca infrutífera, tornar-se-ia o lugar onde todos os brasileiros podem se sentir filhos de uma mesma Mãe? Deus sempre surpreende, sempre nos reserva o melhor”.

Uma Imagem tão pequena e simples, tosca, mas de olhar penetrante, sorriso nos lábios, de gente feliz porque crê e espera: Tudo com Jesus, nada sem Ele. Tem um coração tão grande como a casa onde se encontra. Acolhe os peregrinos e reza conosco levando nossas preces ao coração de seu Filho.

Continue intercedendo por nós para que não falte o vinho da Alegria e da dignidade para todos os seus filhos e filhas. E nós continuamos levando o nosso olhar, o nosso coração e o desejo de aprender a ser como a Mãe... uma Discípula perfeita. Cuida de nós, ó Mãe Querida!

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe você neste dia tão especial.

Escrevi esta mensagem nesse dia tão especial onde todos nós, brasileiros, estamos honrando, homenageando e celebrando nossa querida Padroeira e também nossas crianças!

O que significa "Celebrar nossa Padroeira"?

Celebrar nossa Padroeira é recordar que nós não somos órfãos nem de Pai e nem de Mãe. Temos uma Mãe que nos foi dada por Jesus, no alto da Cruz, como um dom, um presente do seu coração para todos nós, quando nos disse – Filho eis aí a tua mãe!

Celebrar nossa Padroeira é encher o nosso coração de lágrimas e emoção por ver tantos romeiros e peregrinos que devotamente se dirigem ao Santuário, todos os anos,  percorrendo longas distâncias, muitas delas, feitas a pé, enfrentando sol, chuva, cansaço e feridas.

Celebrar nossa Padroeira é captar a alma pura de nosso povo simples e pobre que deposita em Maria a esperança de dias melhores para sua vida, casa, família e nação.

Celebrar nossa Padroeira é ter a certeza de uma Mãe atenta e que intercede pelo filho doente, carente, desenganado, desempregado, aflito, só...e que busca em Maria a força necessária para continuar lutando e acreditando no poder da graça.

Celebrar nossa Padroeira é ter a certeza que o melhor ainda está para acontecer!

Celebrar nossa Padroeira é olhar em seus olhos e ver que o amor de Deus é real!

Celebrar nossa Padroeira é acreditar que o melhor vinho será colocado nas taças de nossas vidas, como nas Bodas de Caná.

Celebrar nossa Padroeira é ter a certeza que Deus nos ama e cuida de cada um de nós com amor eterno.

Celebrar nossa Padroeira é ter a certeza que ela sempre vai à frente abrindo caminhos para a chegada da graça de Deus.

Celebrar nossa Padroeira é receber todos os dias o amor bondoso e misericordioso de Jesus.

Celebrar nossa Padroeira é elevar nossos braços ao céu e também dizer: o poderoso fez em mim maravilhas...Santo é o seu nome.

Viva nossa Senhora Aparecida.

Viva nossa Padroeira.

Viva nossa Mãe... a mãe do nosso amado Brasil.

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, rainha e padroeira do Brasil, rogai por nós...
CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA APARECIDA


Ó Maria Santíssima, pelos méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo, em vossa querida imagem de Aparecida, espalhais inúmeros benefícios sobre todo o Brasil.

Eu, embora indigno de pertencer ao número de vossos filhos e filhas, mas cheio do desejo de participar dos benefícios de vossa misericórdia, prostrado a vossos pés, consagro-vos o meu entendimento, para que sempre pense no amor que mereceis; consagro-vos a minha língua para que sempre vos louve e propague a vossa devoção; consagro-vos o meu coração, para que, depois de Deus, vos ame sobre todas as coisas. Recebei-me, ó Rainha incomparável, vós que o Cristo crucificado deu-nos por Mãe, no ditoso número de vossos filhos e filhas; acolhei-me debaixo de vossa proteção; socorrei-me em todas as minhas necessidades, espirituais e temporais, sobretudo na hora de minha morte. Abençoai-me, ó celestial cooperadora, e com vossa poderosa intercessão, fortalecei-me em minha fraqueza, a fim de que, servindo-vos fielmente nesta vida,possa louvar-vos, amar-vos e dar-vos graças no céu, por toda eternidade.

Amém.




ORAÇÃO A NOSSA SENHORA APARECIDA PEDINDO PROTEÇÃO


Ó incomparável Senhora da Conceição Aparecida,
Mãe de Deus, Rainha dos Anjos,
Advogada dos pecadores,
refúgio e consolação dos aflitos e atribulados,

Virgem Santíssima,
cheia de poder e de bondade,
lançai sobre nós um olhar favorável,
para que sejamos socorridos por vós,
em todas as necessidades em que nos acharmos.

Lembrai-vos, ó clementíssima Mãe Aparecida,
que nunca se ouviu dizer
que algum daqueles que têm a vós recorrido,
invocado vosso santíssimo nome
e implorado a vossa singular protecção,
fosse por vós abandonado.

Animados com esta confiança,
a vós recorremos.

Tomamo-vos para sempre por nossa Mãe,
nossa protectora, consolação e guia,
esperança e luz na hora da morte.

Livrai-nos de tudo o que possa ofender-vos
e ao vosso Santíssimo Filho, Jesus.
Preservai-nos de todos os perigos
da alma e do corpo;
dirigi-nos em todos os assuntos espirituais e temporais.

Livrai-nos da tentação do demónio,
para que, trilhando o caminho da virtude,
possamos um dia ver-vos e amar-vos
na eterna glória, por todos os séculos dos séculos.

Amém.


- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo