5ª-feira da 19ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Santa Dulce dos Pobres, velai pelo povo brasileiro
Santa Dulce dos Pobres, velai pelo povo brasileiro
Liturgia Diária
1a Leitura - Ez 12,1-12

Prepara para ti uma bagagem de exilado, em pleno dia, à vista deles.

Leitura da Profecia de Ezequiel 12, 1-12
1 A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:
2 'Filho do homem, estás morando no meio de um povo rebelde. Eles têm olhos para ver e não vêem, ouvidos para ouvir e não ouvem, pois são um povo rebelde.
3 Quanto a ti, Filho do homem, prepara para ti uma bagagem de exilado, em pleno dia, à vista deles. Emigrarás do lugar onde estás, à vista deles, para outro lugar. Talvez percebam que são um povo rebelde.
4 Deverás tirar a bagagem em pleno dia, à vista deles, como se fosse a bagagem de um exilado. Mas deverás sair à tarde, à vista deles, como quem vai para o exílio.
5 É vista deles deverás cavar para ti um buraco no muro, pelo qual sairás;
6 deverás carregar a bagagem nas costas e retirá-la no escuro. Deverás cobrir a face para não ver o país, pois eu fiz de ti um sinal para a casa de Israel'.
7 Eu fiz assim como me foi ordenado. Tirei a bagagem durante o dia, como se fosse a bagagem de exilado; à tarde, abri com a mão um buraco no muro. Saí ao escuro, carregando a bagagem às costas, diante deles.
8 De manhã, a palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:
9 'Filho do homem, não te perguntaram os da casa de Israel, essa gente rebelde, o que estavas fazendo?
10 Dize-lhes: Assim fala o Senhor Deus: Este oráculo refere-se ao príncipe de Jerusalém e a toda a casa de Israel que está na cidade.
11 Dize: Eu sou um sinal para vós. Assim como eu fiz, assim será feito com eles: irão cativos para o exílio.
12 O príncipe que está no meio deles levará a bagagem às costas e sairá ao escuro. Farão no muro um buraco para sair por ele. O príncipe cobrirá o rosto para não ver com seus olhos o país.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 77,56-57. 58-59. 61-62 (R. Cf.7c)

R. Das obras do Senhor não se esqueçam.

56 Mesmo assim, eles tentaram o Altíssimo, / recusando-se a guardar os seus preceitos.
57 Como seus pais, se transviaram, e o traíram / como um arco enganador que volta atrás;
R.

58 irritaram-no com seus lugares altos, / provocaram-lhe o ciúme com seus ídolos.
59 Deus ouviu e enfureceu-se contra eles, / e repeliu com violência a Israel.
R.
 
61 Entregou a sua arca ao cativeiro, / e às mãos do inimigo a sua glória;
62 fez perecer seu povo eleito pela espada, / e contra a sua herança enfureceu-se.
R.





Evangelho - Mt 18,21-19,1

Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 18, 21-19, 1
 
Naquele tempo:
21 Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: 'Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?'
22 Jesus respondeu: 'Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.
23 Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados.
24 Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna.
25 Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida.
26 O empregado, porém, caíu aos pés do patrão, e, prostrado, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo'.
27 Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida.
28 Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: 'Paga o que me deves'.
29 O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: 'Dá-me um prazo! e eu te pagarei'.
30 Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia.
31 Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo.
32 Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: 'Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste.
33 Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?'
34 O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida.
35 É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão. '
19,1 Ao terminar estes discursos, Jesus deixou a Galiléia e veio para o território da Judéia além do Jordão.
Palavra da Salvação.





SÃO PONCIANO, PAPA, E STO, HIPÓLITO, PRESB., MÁRTIRES - SANTORAL




1a Leitura - 1Pd 4,12-19

Alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo.

Leitura da Primeira Carta de São Pedro 4, 12-19
12 Caríssimos, não estranheis o fogo da provação que alastra entre vós, como se alguma coisa de estranho vos estivesse acontecendo.
13 Alegrai-vos por participar dos sofrimentos de Cristo, para que possais também exultar de alegria na revelação da sua glória.
14 Se sofreis injúrias por causa do nome de Cristo, sois felizes, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus repousa sobre vós.
15 Mas nenhum de vós queira sofrer como assassino, ladrão ou malfeitor, ou por intrometer-se na vida dos outros.
16 Se, porém, alguém sofrer como cristão, não se envergonhe. Antes, glorifique a Deus por este nome.
17 Porque chegou o tempo do julgamento, que deve começar pela família de Deus. Ora, se ele começa por nós, qual será o fim dos que se recusam a obedecer ao evangelho de Deus?
18 Se mal consegue salvar-se o justo, o que será do ímpio e do pecador?
19 Assim, pois, os que sofrem segundo a vontade de Deus entreguem suas vidas ao Criador, que é fiel, e dediquem-se à prática do bem.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 123(124),2-3.4-5.7b-8 (R. 7ab)

R. Nossa alma como um pássaro escapou do laço que lhe armara o caçador.

2 Se o Senhor não estivesse ao nosso lado, / quando os homens investiram contra nós,
3 com certeza nos teriam devorado / no furor de sua ira contra nós.
R.
 
4 Então as águas nos teriam submergido, / a correnteza nos teria arrastado,
5 e então, por sobre nós teriam passado / essas águas sempre mais impetuosas.
R.
 
7b O laço arrebentou-se de repente, / e assim nós conseguimos libertar-nos.
8 O nosso auxílio está no nome do Senhor, / do Senhor que fez o céu e fez a terra!
R.





Evangelho - Jo 15,18-21

Não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 15, 18-21
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
18 Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim.
19 Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
20 Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: 'O servo não é maior que seu senhor'. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.
21 Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.
Palavra da Salvação.






Pesquisa rápida
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua jornada de quinta-feira com muita paz, serenidade, fortaleza e ajuda do Espírito Santo de Deus para vencer todos os obstáculos do dia. Deus está com você, sempre!
Uma ótima quinta-feira.

O Senhor te guardará de todo mal;
ele guardará a tua alma.
O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída,
desde agora e para sempre.
Salmo 121:7-8

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
Mapas Mentais
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo