6ª-feira da 19ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Mapas Mentais
Liturgia Diária
1a Leitura - Ez 16,1-15.60.63

A tua beleza era perfeita, devido ao esplendor
com que te cobri; e te prostituíste.

Leitura da Profecia de Ezequiel 16, 1-15. 60. 63
1 A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:
2 'Filho do homem, mostra a Jerusalém suas abominações.
3 Dirás: Assim fala o Senhor Deus a Jerusalém: Por tua origem e nascimento és do país de Canaã. Teu pai era um amorreu e tua mãe uma hitita.
4 E como foi o teu nascimento? Quando nasceste, não te cortaram o cordão umbilical, não foste banhada em água, nem esfregada com salmoura nem envolvida em faixas.
5 Ninguém teve dó de ti, nem te prestou algum desses serviços por compaixão. Ao contrário, no dia em que nasceste, eles te deixaram exposta em campo aberto, porque desprezavam a tua vida.
6 Então, eu passei junto de ti e vi que te debatias no próprio sangue. E enquanto estavas em teu sangue, eu te disse: 'Vive!'
7 Eu te fiz crescer exuberante como planta silvestre. Tu cresceste e te desenvolveste, e chegaste à puberdade. Teus seios se firmaram e os pelos cresceram; mas estavas inteiramente nua.
8 Passando junto de ti, percebi que tinhas chegado à idade do amor. Estendi meu manto sobre ti para cobrir tua nudez. Fiz um juramento, estabelecendo uma aliança contigo - oráculo do Senhor - e tu foste minha.
9 Banhei-te na água, limpei-te do sangue e ungi-te com perfume.
10 Eu te revesti de roupas bordadas, calcei-te com sandálias de fino couro, cingi-te de linho e te cobri de seda.
11 Eu te enfeitei de jóias, coloquei braceletes em teu braços e um colar no pescoço.
12 Eu te pus um anel no nariz, brincos nas orelhas e uma coroa magnífica na cabeça.
13 Estavas enfeitada de ouro e prata, tuas vestimentas eram de linho finíssimo, de seda e de bordados. Eu te nutria com flor de farinha, mel e óleo. Ficaste cada vez mais bela e chegaste à realeza.
14 Tua fama se espalhou entre as nações por causa de tua beleza perfeita, devido ao esplendor com que te cobri - oráculo do Senhor.
15 Mas puseste tua confiança na beleza e te prostituiste graças à tua fama. E sem pudor te oferecias a qualquer passante.
60 Eu, porém, me lembrarei de minha aliança contigo, quando ainda eras jovem, e vou estabelecer contigo uma aliança eterna.
63 É para que te recordes e te envergonhes, e na tua confusão não abras mais a boca, quando eu te houver perdoado tudo o que fizeste, - oráculo do Senhor Deus. '
Palavra do Senhor.





Salmo - Is 12,2-3. 4. 5-6 (R. 1c)

R. Acalmou-se a vossa ira e enfim me consolastes.

2 Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e nada temo;
/ o Senhor é minha força, meu louvor e salvação.
3 Com alegria bebereis no manancial da salvação.
R.

4 e direis naquele dia: 'Dai louvores ao Senhor,
/ invocai seu santo nome, anunciai suas maravilhas,
/ entre os povos proclamai que seu nome é o mais sublime.
R.
 
5 Louvai cantando ao nosso Deus,
/ que fez prodígios e portentos,
/ publicai em toda a terra suas grandes maravilhas!
6 Exultai cantando alegres, habitantes de Sião,
/ porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel!'
R.





Evangelho - Mt 19,3-12

Moisés permitiu despedir a mulher,
por causa da dureza do vosso coração.
Mas não foi assim desde o início.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 19, 3-12
Naquele tempo:
3 Alguns fariseus aproximaram-se de Jesus, e perguntaram, para o tentar: 'É permitido ao homem despedir sua esposa por qualquer motivo?'
4 Jesus respondeu: 'Nunca lestes que o Criador, desde o início os fez homem e mulher?
5 E disse: 'Por isso, o homem deixará pai e mãe, e se unirá à sua mulher, e os dois serão uma só carne'?
6 De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe. '
7 Os fariseus perguntaram: 'Então, como é que Moisés mandou dar certidão de divórcio e despedir a mulher?'
8 Jesus respondeu: 'Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o início.
9 Por isso, eu vos digo: quem despedir a sua mulher - a não ser em caso de união ilegítima - e se casar com outra, comete adultério. '
10 Os discípulos disseram a Jesus: 'Se a situação do homem com a mulher é assim, não vale a pena casar-se. '
11 Jesus respondeu: 'Nem todos são capazes de entender isso, a não ser aqueles a quem é concedido.
12 Com efeito, existem homens incapazes para o casamento, porque nasceram assim; outros, porque os homens assim os fizeram; outros, ainda, se fizeram incapazes disso por causa do Reino dos Céus. Quem puder entender, entenda. '
Palavra da Salvação.





SÃO MAXIMILIANO MARIA KOLBE, PRESB. E MÁRTIR - SANTORAL




1a Leitura - Sb 3,1-9

Foram aceitos como ofertas de holocausto.

Leitura do Livro da Sabedoria 3, 1-9
 
1 A vida dos justos está nas mãos de Deus, e nenhum tormento os atingirá.
2 Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; sua saída do mundo foi considerada uma desgraça,
3 e sua partida do meio de nós, uma destruição; mas eles estão em paz.
4 Aos olhos dos homens parecem ter sido castigados, mas sua esperança é cheia de imortalidade;
5 tendo sofrido leves correções, serão cumulados de grandes bens, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de si.
6 Provou-os como se prova o ouro no fogo e aceitou-os como ofertas de holocausto;
7 no dia do seu julgamento hão de brilhar, correndo como centelhas no meio da palha;
8 vão julgar as nações e dominar os povos, e o Senhor reinará sobre eles para sempre.
9 Os que nele confiam compreenderão a verdade, e os que perseveram no amor ficarão junto dele, porque a graça e a misericórdia são para seus eleitos.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 115(116B),10-11.12-13.16-17 (R. 15)

R. É preciosa aos olhos do Senhor, a morte dos santos, seus amigos.

10 Guardei a minha fé, mesmo dizendo:
/ 'É demais o sofrimento em minha vida!'
11 Confiei, quando dizia na aflição:
/ 'Todo homem é mentiroso! Todo homem!'
R.
 
12 Que poderei retribuir ao Senhor Deus
/ por tudo aquilo que ele fez em meu favor?
13 Elevo o cálice da minha salvação,
/ invocando o nome santo do SenhoR.
R.
 
16 Eis que sou o vosso servo, ó Senhor,
/ vosso servo que nasceu de vossa serva;
/ mas me quebrastes os grilhões da escravidão!
17 Por isso oferto um sacrifício de louvor,
/ invocando o nome santo do Senhor.
R.





Evangelho - Jo 15,12-16

Ninguém tem amor maiordo que aquele que dá sua vida pelos amigos.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 15, 12-16
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
12 'Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei.
13 Ninguém tem amor maior do que aquele que dá sua vida pelos amigos.
14 Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.
15 Já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu chamo-vos amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai.
16 Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça. O que, então, pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo concederá.
Palavra da Salvação.




Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Acalmou a sua ira e enfim me consolou”.
Mt 19, 3-12

O abuso na aplicação de uma Lei mosaica levou Jesus a refutá-la. Era permitido ao marido dar um documento de divórcio e mandar embora a esposa, caso encontrasse nela algo que o desagradasse. A formulação tão aberta da Lei deu margem para o abuso dos maridos, com consequente fragilização das mulheres.

A pergunta dos fariseus tinha como objetivo arrancar de Jesus outros motivos para continuarem despedindo suas esposas e cometendo os abusos. A resposta de Jesus é clara: Não é permitido ao marido despedir sua esposa. Se o fizer cometerá adultério. A concessão de Moises, foi um remendo no projeto original de Deus, e a separação era permitida por causa da insensibilidade humana ao amor.

Jesus contesta esta maneira de agir e retoma o desígnio do Criador: Deus criou o homem e a mulher para um matrimonio indissolúvel. O casamento baseia-se no amor forte que rompe os laços com os pais e deixa o casal totalmente livre para construir viver o amor e construir uma família.

O casal cristão precisa ser; profetas do amor, da fidelidade e da comunhão de vida que dá validade ao Sacramento do Matrimonio. Mais que procurar motivos para se divorciar; o casal cristão deve encontrar motivos para unir-se ainda mais. O matrimonio estabelece comunhão tão intima e profunda entre o esposo e a esposa que exclui a possibilidade de separação. O casal separado seria um corpo incompleto.

O evangelho insiste na necessidade de construir sobre a rocha. Tempestades virão, mas a casa não cairá, porque tem o Senhor como alicerce, abençoando e fortalecendo com a sua graça.

A oração e o diálogo são apoio decisivos para a estabilidade e a felicidade conjugal, e o caminho para vencer as dificuldades. A família não tem rotas alternativas, deve seguir o caminho do Criador. O que Deus uniu é bom e saudável, que ninguém separe.

O não casar, dentre outras possibilidades temos o celibato, que se justifica quando assumido em função do Reino de Deus. Assumido como dom de Deus, a fim de entregar-se completamente à causa do amor, da justiça, da vida e dos irmãos.  

Rezemos: Senhor, que saibamos amar mais e sermos menos insensíveis e egoístas. Que não haja dureza de coração, mas a entrega livre ao amor e fidelidade.

Deus abençoe você e sua família.
Um abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe você nesta motivadora manhã de sexta-feira. Mais um dia de grandes oportunidades e, acima de tudo, fazermos o bem. Isso mesmo! Um dia de lançarmos a boa semente na terra e espalhar o amor, a harmonia, a paz, o bem....
 "Quem me protege e me ampara é meu Deus;  é o Senhor quem sustenta minha vida!". É bom começarmos o dia e ouvir isso, não é mesmo? Uma ótima sexta para você, sua família, seus amigos, seu trabalho...o santo de hoje é São Maximiliano Maria Kolbe, o mártir que entregou sua vida por Cristo no campo de concentração  de Auschwitz, na Polônia!

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. (1 Cor 13)
Com carinho e bençãos

Frei Rinaldo, osm

FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
Mapas Mentais
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo