Sábado da 5ª Semana da Páscoa - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária


1a Leitura - At 16,1-10

'Vem à Macedônia e ajuda-nos!'
Leitura dos Atos dos Apóstolos 16, 1-10
Naqueles dias:
1 Paulo foi para Derbe e Listra. Havia em Listra um discípulo chamado Timóteo, filho de uma judia, crente, e de pai grego.
2 Os irmãos de Listra e Icônio davam bom testemunho de Timóteo.
3 Paulo quis então que Timóteo partisse com ele. Tomou-o consigo e circuncidou-o, por causa dos judeus que se encontravam nessas regiões, pois todos sabiam que o pai de Timóteo era grego.
4 Percorrendo as cidades, Paulo e Timóteo transmitiam as decisões que os apóstolos e anciãos de Jerusalém haviam tomado. E recomendavam que fossem observadas.
5 As igrejas fortaleciam-se na fé e, de dia para dia, cresciam em número.
6 Paulo e Timóteo atravessaram a Frígia e a região da Galácia, pois o Espírito Santo os proibira de pregar a Palavra de Deus na Ásia.
7 Chegando perto da Mísia, eles tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu.
8 Então atravessaram a Mísia e desceram para Trôade.
9 Durante a noite, Paulo teve uma visão: na sua frente, estava de pé um macedônio que lhe suplicava: 'Vem à Macedônia e ajuda-nos!'
10 Depois dessa visão, procuramos partir imediatamente para a Macedônia, pois estávamos convencidos de que Deus acabava de nos chamar para pregar-lhes o Evangelho.
Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 99, 2. 3. 5 (R. 2a)
 
R. Aclamai o Senhor, ó terra inteira.
R. Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.

2 Aclamai o Senhor, ó terra inteira, / servi ao Senhor com alegria, / ide a ele cantando jubilosos!
R.
 
3 Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, / Ele mesmo nos fez, e somos seus, / nós somos seu povo e seu rebanho.
R.
 
5 Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, / sua bondade perdura para sempre, / seu amor é fiel eternamente!
R.




Evangelho - Jo 15,18-21
 
Não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 15, 18-21
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
18 Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim.
19 Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia.
20 Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: 'O servo não é maior que seu senhor'. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.
21 Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.
Palavra da Salvação.




Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Aclamai o Senhor, ó terra inteira!”
Jo 15, 18-21

Jesus procurou consolar e encorajar os seus discípulos diante da perspectiva do ódio e da perseguição. Sem criar neles o complexo de vítima, levou-os a encarar o futuro, com realismo: assim como o seu testemunho despertou a fúria de seus adversários, o mesmo aconteceria com os seus enviados.

Ele não usa propaganda enganosa para atrair seguidores. O discípulo deve estar preparado para carregar a cruz se possível com alegria. Quando o sofrimento nos esmaga, vamos sentir que somos parceiros de Jesus em nosso Calvário particular.

Que tipo de personalidade o discípulo de Jesus deve ter?

Antes de tudo, o discípulo deve ser alguém comprometido com Jesus, colocando-o como centro de sua vida, e com o Reino, o seu projeto de amor e de justiça. Supõe-se que deve ter uma personalidade destemida, alheia às influências negativas e pessimistas, perspicaz para detectar e denunciar as artimanhas do inimigo, precavendo-se delas, disposto a testemunhar a sua fé até a entrega de sua vida no amor, se for o caso.

Sem isto, o discípulo não terá a mínima condição de defrontar-se com o mundo, e sair vitorioso. Sua missão consistirá em desmontar as estruturas contrárias ao projeto de Deus, transformando-as com o amor e a justiça. Pois, Jesus não faz aliança com esse mundo fechado à mensagem do amor. O destino do discípulo será como Jesus: levar adiante esta luta sem tréguas, da qual deverá sair vencedor.

Basta ao discípulo contemplar a vida de Jesus, e, por ela, pautar a sua. Não podemos desanimar, nem tudo é tempestade. Do mesmo modo que nós ouvimos a sua Palavra, outros darão crédito as palavras do nosso testemunho. Jesus tem ombros preparados para nos ajudar a carregar nossa cruz.

Rezemos: Senhor, diante do ódio e da perseguição, reveste-me de coragem, da força do teu Espírito, para que as forças do mal não tenham poder sobre mim. O Senhor me abençoe e guarde!

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo