16 DE SETEMBRO - SEGUNDA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Pesquisa rápida
Liturgia Diária
16 DE SETEMBRO DE 2019
24ª SEMANA DO TEMPO COMUM
COR LITÚRGICA:
VERMELHO


SÃO CORNÉLIO, PAPA, E SÃO CIPRIANO, BISPO, MÁRTIRES - SANTORAL

 
1a Leitura - 2Cor 4,7-15
 
Aquele que ressuscitou o Senhor Jesusnos ressuscitará também com Jesuse nos colocará ao seu lado.

Leitura da Segunda Carta de São Paulo aos Coríntios 4, 7-15
Irmãos:
7 Trazemos esse tesouro em vasos de barro, para que todos reconheçam que este poder extraordinário vem de Deus e não de nós.
8 Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos entre os maiores apuros, mas sem perder a esperança;
9 perseguidos, mas não desamparados; derrubados, mas não aniquilados;
10 por toda parte e sempre levamos em nós mesmos os sofrimentos mortais de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossos corpos.
11 De fato, nós, os vivos, somos continuamente entregues à morte, por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus seja manifestada em nossa natureza mortal.
12 Assim, a morte age em nós, enquanto a vida age em vós.
13 Mas, sustentados pelo mesmo espírito de fé, conforme o que está escrito: 'Eu creio e, por isso, falei', nós também cremos e, por isso, falamos,
14 certos de que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará ao seu lado, juntamente convosco.
15 E tudo isso é por causa de vós, para que a abundância da graça em um número maior de pessoas faça crescer a ação de graças para a glória de Deus.
Palavra do Senhor.
 
Salmo - Sl 125(126),1-2ab.2cd-3.4-5.6 (R.5)
 
R. Os que lançam as sementes entre lágrimas, ceifarão com alegria.

1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, / parecíamos sonhar;  2a encheu-se de sorriso nossa boca, / 2b nossos lábios, de canções.
R.
 
2c Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas 2dfez com eles o Senhor!' 3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, / exultemos de alegria!
R.
 
4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, / como torrentes no deserto. 5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, / ceifarão com alegria.
R.
 
6 Chorando de tristeza sairão, / espalhando suas sementes; / cantando de alegria voltarão, / carregando os seus feixes!
R.
 
Evangelho - Jo 17,11b-19
 
Para que eles sejam um assim como nós somos um

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo escrito por João 17, 11b-19
Naquele tempo: Jesus ergueu os olhos ao céu e disse:
11b 'Pai santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um assim como nós somos um.
12 Quando eu estava com eles, guardava-os em teu nome, o nome que me deste. Eu guardei-os e nenhum deles se perdeu, a não ser o filho da perdição, para se cumprir a Escritura.
13 Agora, eu vou para junto de ti, e digo estas coisas, estando ainda no mundo, para que eles tenham em si a minha alegria plenamente realizada.
14 Eu lhes dei a tua palavra, mas o mundo os rejeitou, porque não são do mundo, como eu não sou do mundo.
15 Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.
16 Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo.
17 Consagra-os na verdade; a tua palavra é verdade.
18 Como tu me enviaste ao mundo, assim também eu os enviei ao mundo.
19 Eu me consagro por eles, a fim de que eles também sejam consagrados na verdade'.
Palavra da Salvação.

MISSAL (LITURGIA DIÁRIA PAULUS)
 
1a Leitura
1Tm 2,1-8
 
Recomendo que se façam orações a Deus por todosos homens. Deus que quer que todos sejam salvos.
Leitura da primeira Carta de São Paulo a Timóteo 2, 1-8
Caríssimo:
1 Antes de tudo, recomendo que se façam preces e orações, súplicas e ações de graças, por todos os homens;
2 pelos que governam e por todos que ocupam altos cargos, a fim de que possamos levar uma vida tranqüila e serena, com toda piedade e dignidade.
3 Isto é bom e agradável a Deus, nosso Salvador;
4 ele quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.
5 Pois há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus,
6 que se entregou em resgate por todos. Este é o testemunho dado no tempo estabelecido por Deus,
7 e para este testemunho eu fui designado pregador e apóstolo, e - falo a verdade, não minto - mestre das nações pagós na fé e na verdade.
8 Quero, portanto, que em todo lugar os homens façam a oração, erguendo mãos santas, sem ira e sem discussões.
Palavra do Senhor.




Salmo
Sl 27 (28),2. 7. 8-9 (R. 6)
 
R. Bendito seja o Senhor, porque ouviu o clamor da minha súplica!

2 Escutai o meu clamor, a minha súplica, / quando eu grito para vós; / quando eu elevo, ó Senhor, as minhas mãos / para o vosso santuário.
R.
 
7Minha força e escudo é o Senhor; / meu coração nele confia. / Ele ajudou-me e alegrou meu coração; / eu canto em festa o seu louvor.
R.
 
8O Senhor é a fortaleza do seu povo / e a salvação do seu Ungido. 9Salvai o vosso povo e libertai-o; / abençoai a vossa herança! / Sede vós o seu pastor e o seu guia / pelos séculos eternos!
R.




Evangelho
Lc 7,1-10
 
Nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas 7, 1-10
Naquele tempo:
1 Quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum.
2 Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte.
3 O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado.
4 Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: 'O oficial merece que lhe faças este favor,
5 porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga. '
6 Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: 'Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa.
7 Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente ao teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado.
8 Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um : 'Vai!', ele vai; e a outro: 'Vem!', ele vem; e ao meu empregado'Faze isto!', e ele o faz'. '
9 Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: 'Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé. '
10 Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.
Palavra da Salvação.




Fonte: Youtube RS21
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Bendita seja o Senhor, porque ouviu o clamor da minha suplica!”
Lc 7, 1-10

Estamos diante de um modelo de fé. Um centurião (chefe de um destacamento de cem soldados, a serviço dos romanos), não se dirige diretamente a Jesus, envia-lhe uma comitiva de ancião judeus a pedir-lhe que vá curar seu funcionário a que estima muito. E Jesus parte com eles.

Pela comitiva, sabemos que o homem tinha bom coração. Este homem estrangeiro e pagão exibe duas características que comoveram Jesus: a fé e a humildade.

Ainda hoje em todas as Missas retomamos o pedido humilde feito pelo centurião romano: “Senhor, não sou digno ... dize uma só Palavra”.

O centurião não pede para si, mas para seu servo. Rezar pelos outros é uma característica de uma fé esclarecida. O Reino é gratuidade. Devemos aprender a pedir e não esquecer de agradecer.

Jesus tomado de profunda admiração engrandece a fé que o pagão demostrou. Com esse episódio Lucas já anuncia o tempo em que o Evangelho, pela ação do Espírito Santo, se estenderá também aos não judeus.

Rezemos: Senhor, reforça em mim a fé e a bondade, que me levam a ser misericordioso no trato com meus irmãos necessitados. Que eu não seja preconceituoso, seja humilde.

Deus abençoe você e sua família.
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia! Deus abençoe você e sua preciosa família! Que seja o início de uma semana muito abençoada! Lamento informar mas tive um problema na gravação do Evangelho de hoje ( vídeo)! Desculpem! Assim que resolver eu reenvio o vídeo ok!? Deixo o texto do Evangelho para sua meditação! Deus abençoe!

Evangelho (Lc 7,1-10)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo +segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1quando acabou de falar ao povo que o escutava, Jesus entrou em Cafarnaum. 2Havia lá um oficial romano que tinha um empregado a quem estimava muito, e que estava doente, à beira da morte. 3O oficial ouviu falar de Jesus e enviou alguns anciãos dos judeus, para pedirem que Jesus viesse salvar seu empregado. 4Chegando onde Jesus estava, pediram-lhe com insistência: “O oficial merece que lhe faças este favor, 5porque ele estima o nosso povo. Ele até nos construiu uma sinagoga”.

6Então Jesus pôs-se a caminho com eles. Porém, quando já estava perto da casa, o oficial mandou alguns amigos dizerem a Jesus: “Senhor, não te incomodes, pois não sou digno de que entres em minha casa. 7Nem mesmo me achei digno de ir pessoalmente a teu encontro. Mas ordena com a tua palavra, e o meu empregado ficará curado. 8Eu também estou debaixo de autoridade, mas tenho soldados que obedecem às minhas ordens. Se ordeno a um: ‘Vai!’, ele vai; e a outro: ‘Vem!’, ele vem; e ao meu empregado ‘Faze isto!’, e ele o faz’”.

9Ouvindo isso, Jesus ficou admirado. Virou-se para a multidão que o seguia, e disse: “Eu vos declaro que nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé”. 10Os mensageiros voltaram para a casa do oficial e encontraram o empregado em perfeita saúde.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.



Com carinho e bênçãos

Frei Rinaldo, osm







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo