6º DOMINGO DA PÁSCOA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária

Antífona de Entrada
Anunciai com gritos de alegria, proclamai até os extremos da terra: o Senhor libertou o seu povo, aleluia! (Is 48,20)

Oração do dia
Deus eterno e todo-poderoso, dai-nos celebrar com fervor estes dias de júbilo em honra do Cristo ressuscitado, para que nossa vida corresponda sempre aos mistérios que recordamos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

1ª Leitura – At 8,5-8.14-17
Impuseram-lhes as mãos, e eles
receberam o Espírito Santo.
Leitura dos Atos dos Apóstolos 8,5-8.14-17
Naqueles dias:
5 Felipe desceu a uma cidade da Samaria
e anunciou-lhes o Cristo.
6 As multidões seguiam com atenção as coisas que Felipe
dizia. E todos unânimes o escutavam,
pois viam os milagres que ele fazia.
7 De muitos possessos saíam os espíritos maus,
dando grandes gritos.
Numerosos paralíticos e aleijados
também foram curados.
8 Era grande a alegria naquela cidade.
14 Os apóstolos, que estavam em Jerusalém,
souberam que a Samaria acolhera a Palavra de Deus,
e enviaram lá Pedro e João.
15 Chegando ali, oraram pelos habitantes da Samaria,
para que recebessem o Espírito Santo.
16 Porque o Espírito ainda não viera sobre nenhum deles;
apenas tinham recebido
o batismo em nome do Senhor Jesus.
17 Pedro e João impuseram-lhes as mãos,
e eles receberam o Espírito Santo.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 65,1-3a.4-5.6-7a.16.20 (R.1.2a)
 
R. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,
cantai salmos a seu nome glorioso!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia
 
1 Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,*
2 cantai salmos a seu nome glorioso,
dai a Deus a mais sublime louvação!*
3a Dizei a Deus: ‘Como são grandes vossas obras!R.

4 Toda a terra vos adore com respeito*
e proclame o louvor de vosso nome!’
5 Vinde ver todas as obras do Senhor:*
seus prodígios estupendos entre os homens!R.

6 O mar ele mudou em terra firme,*
e passaram pelo rio a pé enxuto.
Exultemos de alegria no Senhor!*
7 Ele domina para sempre com poder!R.

16 Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:*
vou contar-vos todo bem que ele me fez!
20 Bendito seja o Senhor Deus que me escutou,
não rejeitou minha oração e meu clamor,*
nem afastou longe de mim o seu amor!R.

2ª Leitura – 1Pd 3,15-18
Sofreu a morte na sua existência humana,
mas recebeu nova vida pelo Espírito.
Leitura da Primeira Carta de São Pedro 3,15-18
Caríssimos:
15 Santificai em vossos corações
o Senhor Jesus Cristo,
e estai sempre prontos a dar razão da vossa esperança
a todo aquele que vo-la pedir.
16 Fazei-o, porém, com mansidão e respeito
e com boa consciência.
Então, se em alguma coisa fordes difamados,
ficarão com vergonha aqueles que ultrajam
o vosso bom procedimento em Cristo.
17 Pois será melhor sofrer praticando o bem,
se esta for a vontade de Deus
do que praticando o mal.
18 Com efeito, também Cristo morreu, uma vez por todas,
por causa dos pecados,
o justo, pelos injustos,
a fim de nos conduzir a Deus.
Sofreu a morte, na sua existência humana,
mas recebeu nova vida pelo Espirito.
Palavra do Senhor.

Evangelho – Jo 14,15-21
Eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro Defensor.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 14,15-21
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
15 Se me amais, guardareis os meus mandamentos,
16 e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor,
para que permaneça sempre convosco:
17 o Espírito da Verdade,
que o mundo não é capaz de receber,
porque não o vê nem o conhece.
Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós
e estará dentro de vós.
18 Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós.
19 Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá,
mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis.
20 Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai
e vós em mim e eu em vós.
21 Quem acolheu os meus mandamentos e os observa,
esse me ama.
Ora, quem me ama, será amado por meu Pai,
e eu o amarei e me manifestarei a ele.
Palavra da Salvação.

Antífona da Comunhão
Se me amardes, guardareis meus mandamentos, diz o Senhor. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro paráclito, que permaneça convosco para sempre, aleluia! (Jo 14,15s)

Depois da Comunhão
Se me amardes, guardareis meus mandamentos, diz o Senhor. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro paráclito, que permaneça convosco para sempre, aleluia! (Jo 14,15s)



Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Como são grandes vossas obras”.
Jo 14, 15-21

Jesus continua seu discurso de despedida, revela a ternura e a certeza de sua presença na comunidade. Anima a esperança dos discípulos e promete que não abandona ninguém e vai instruindo os discípulos a respeito dos próximos passos: Não os deixarei órfãos.

Assegura que vai enviar-lhes o outro Advogado (paraclito, em grego), O Espírito da Verdade, que continuará como nosso defensor junto do Pai, manifestando a unidade na missão com Jesus.

Para estar em condições de receber o Espírito Santo, há duas exigências: amar a Jesus e obedecer aos seus mandamentos. As pessoas que “amam como Jesus amou”; vivem suas palavras, guardam os seus mandamentos, testemunham a vida nova no Espírito.

O Mundo, isto é a sociedade assentada na injustiça, não consegue perceber a presença benéfica e a ação transformadora do Espírito Santo, que age em favor da vida e da dignidade de todos.
Os discípulos, entretanto, se beneficiam da presença e do amor do Espirito Santo, de Jesus e do Pai. O Espírito reaviva a memória de Jesus e nos sustenta na vida nova. Um Deus próximo, vivendo em nós e conosco.

A comunidade está apta a continuar à obra de Jesus, vivendo a experiência de comunhão alimentada pelo amor reciproco: “Quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele”. A comunidade cristã e cada um de seus membros se tornam habitação da divindade; o ser humano é o santuário vivo do Espírito de Deus.

Somos convidados a trilhar um caminho de santificação, “sempre prontos a dar razão da esperança. Façam com mansidão, respeito e com boa consciência... Pois será melhor sofrer praticando o bem, do que praticando o mal”, sempre enraizados em Cristo, que nos conduziu a Deus com sua entrega total.

Rezemos: Senhor, prepara o meu coração para acolher o Espírito Santo que nos mantém fieis nas provações, praticando sempre o bem e formando uma comunidade viva e missionária.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo