4ª-feira da 20ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Mapas Mentais
Liturgia Diária
1a Leitura - Ez 34,1-11

Vou libertar da boca deles as minhas ovelhas,
para não mais lhes servirem de alimento.

Leitura da Profecia de Ezequiel 34, 1-11
1 A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:
2 'Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel! Profetiza, dizendo-lhes: Assim fala o Senhor Deus aos pastores: Ai dos pastores de Israel, que se apascentam a si mesmos! Não são os pastores que devem apascentar as ovelhas?
3 Vós vos alimentais com o seu leite, vestis a sua lã e matais os animais gordos, mas não apascentais as ovelhas.
4 Não fortalecestes a ovelha fraca, não curastes a ovelha doente, nem enfaixastes a ovelha ferida. Não trouxestes de volta a ovelha extraviada, não procurastes a ovelha perdida; ao contrário, dominastes sobre elas com dureza e brutalidade.
5 As ovelhas dispersaram-se por falta de pastor; tornando-se presa de todos os animais selvagens.
6 Minhas ovelhas vaguearam sem rumo por todos os montes e colinas elevadas. Dispersaram-se minhas ovelhas por toda a extensão do país, e ninguém perguntou por elas, nem as procurou.
7 Por isso, ó pastores, escutai a palavra do Senhor:
8 Eu juro por minha vida - oráculo do Senhor Deus - já que minhas ovelhas foram entregues à pilhagem e se tornaram presa de todos os animais selvagens, por falta de pastor; e porque os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas, mas apascentaram-se a si mesmos e não as ovelhas,
9 por isso, ó pastores, escutai a palavra do Senhor!
10 Assim diz o Senhor Deus: Aqui estou para enfrentar os pastores e reclamar deles as minhas ovelhas. Vou tirar-lhes o ofício de pastor, e eles não mais poderão apascentar-se a si mesmos. Vou libertar da boca deles as minhas ovelhas, para não mais lhes servirem de alimento.
11 Assim diz o Senhor Deus: Vede! Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas e tomar conta delas.
Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 22 (23),1-3a. 3b-4. 5. 6 (R. 1)

R. O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

1 O Senhor é o pastor que me conduz;
/ não me falta coisa alguma.
2 Pelos prados e campinas verdejantes
/ ele me leva a descansar.
/ Para as águas repousantes me encaminha,
3a e restaura as minhas forças.
R.

3b Ele me guia no caminho mais seguro,
/ pela honra do seu nome.
4 Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso,
/ nenhum mal eu temerei.
/ Estais comigo com bastão e com cajado,
/ eles me dão a segurança!
R.
 
5 Preparais à minha frente uma mesa,
/ bem à vista do inimigo;
/ com óleo vós ungis minha cabeça,
/ e o meu cálice transborda.
R.
 
6 Felicidade e todo bem hão de seguir-me,
/ por toda a minha vida;
/ e, na casa do Senhor, habitarei
/ pelos tempos infinitos.
R.





Evangelho - Mt 20,1-16ª

Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?

+ Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 20, 1-16a
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos esta parábola:
1 'O Reino dos Céus é como a história do patrão que saiu de madrugada para contratar trabalhadores para a sua vinha.
2 Combinou com os trabalhadores uma moeda de prata por dia, e os mandou para a vinha.
3 És nove horas da manhã, o patrão saiu de novo, viu outros que estavam na praça, desocupados,
4 e lhes disse: 'Ide também vós para a minha vinha! E eu vos pagarei o que for justo'.
5 E eles foram. O patrão saiu de novo ao meio-dia e às três horas da tarde, e fez a mesma coisa.
6 Saindo outra vez pelas cinco horas da tarde, encontrou outros que estavam na praça, e lhes disse: 'Por que estais aí o dia inteiro desocupados?'
7 Eles responderam: 'Porque ninguém nos contratou'. O patrão lhes disse: 'Ide vós também para a minha vinha'.
8 Quando chegou a tarde, o patrão disse ao administrador: 'Chama os trabalhadores e paga-lhes uma diária a todos, começando pelos últimos até os primeiros!'
9 Vieram os que tinham sido contratados às cinco da tarde e cada um recebeu uma moeda de prata.
10 Em seguida vieram os que foram contratados primeiro, e pensavam que iam receber mais. Porém, cada um deles também recebeu uma moeda de prata.
11 Ao receberem o pagamento, começaram a resmungar contra o patrão:
12 'Estes últimos trabalharam uma hora só, e tu os igualaste a nós, que suportamos o cansaço e o calor o dia inteiro'.
13 Então o patrão disse a um deles: 'Amigo, eu não fui injusto contigo. Não combinamos uma moeda de prata?
14 Toma o que é teu e volta para casa! Eu quero dar a este que foi contratado por último o mesmo que dei a ti.
15 Por acaso não tenho o direito de fazer o que quero com aquilo que me pertence? Ou estás com inveja, porque estou sendo bom?'
16a Assim, os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos. '
Palavra da Salvação.





SÃO JOÃO EUDES, PRESB. - SANTORAL





1a Leitura - Ef 3,14-19

Conhecer o amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento.

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 3, 14-19
Irmãos:
14 Eu dobro os joelhos diante do Pai,
15 de quem toda e qualquer família recebe seu nome, no céu e sobre a terra.
16 Que ele vos conceda, segundo a riqueza da sua glória, serdes robustecidos, por seu Espírito, quanto ao homem interior,
17 que ele faça habitar, pela fé, Cristo em vossos corações, que estejais enraizados e fundados no amor.
18 Tereis assim a capacidade de compreender, com todos os santos, qual a largura, o comprimento, a altura, a profundidade,
19 e de conhecer o amor de Cristo, que ultrapassa todo o conhecimento, a fim de que sejais cumulados até receber toda a plenitude de Deus.
Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 130(131),1.2.3

R. Guardai-me, em paz, junto a vós, ó Senhor!

1 Senhor, meu coração não é orgulhoso,
/ nem se eleva arrogante o meu olhar;
/ não ando à procura de grandezas,
/ nem tenho pretensões ambiciosas!
R.
 
2 Fiz calar e sossegar a minha alma;
/ ela está em grande paz dentro de mim,
/ como a criança bem tranqüila, amamentada
/ no regaço acolhedor de sua mãe.
R.
 
3 Confia no Senhor, ó Israel,
/ desde agora e por toda a eternidade!
R.





Evangelho - Mt 11,25-30

Eu sou manso e humilde de coração.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 11, 25-30
Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer:
25 'Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos.
26 Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.
27 Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.
28 Vinde a mim todos vós que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.
29 Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso.
30 Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.
Palavra da Salvação.




Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“O Senhor é meu pastor e nada me faltará”.
Mt 20, 1-16

Jesus deixa claro que a lógica do Reino não segue a lógica da administração terrena. Se pauta na gratuidade e na disponibilidade. Ele contrata os que estão disponíveis e faz um gesto de gratuidade retribuindo igualmente a todos.

Os judeus pensam que o Reino pertence somente a eles, não compreendem o zelo de Jesus pelos publicanos e pecadores. Eles não conseguem compreender a misericórdia divina.

Por isso, arriscam a ser os últimos, enquanto os primeiros serão os que se abrem ao amor gratuito de Deus. Para Jesus as portas do Reino estão sempre abertas para todos, já que todos são objetos de seu amor e da salvação.

No Reino não tem privilegiados. Não importa a raça, a nação, a idade, as posses, o tempo de pertença. O que conta é a disponibilidade e a intensidade do compromisso com Cristo e com o seu projeto de amor e justiça, o Reino.

A parábola nos ajuda compreender que existe uma multidão de pessoas desocupadas nas praças. Eles esperam ser chamados para trabalhar na vinha do Senhor. Vamos convidá-los e acolher com alegria os que vão chegando. Todos somos convocados a evangelizar.

Deus sempre nos recompensará mais do que merecemos. Em sua misericórdia, Ele abraça os que se empenham em cumprir sua vontade e continua convidando os que ainda não se empenharam. Trabalhar no Reino é uma grande alegria.

Rezemos: Senhor, dá-nos um coração capaz de acolher e se alegrar com a presença de novos irmãos. Aceitar com alegria os que se dispõe a evangelizar em todos os tempos.

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe seu novo dia. Que seja esta quarta-feira uma jornada muito especial, de bençãos, de graças, de paz, de harmonia, de saúde física e espiritual. Deus preparou esse novo dia com muito carinho pensando em cada um de nós, especialmente em você. Sinta a Sua presença e conte com Ele em cada passo a ser dado hoje, em cada gesto, em cada decisão...Ele é Pai, Deus de amor e bondade. Que a Sua Misericórdia alcance a todos nós. Amém?

Elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro?
O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra”.
(Salmo 121,1-2)

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo