20/02/20 - QUINTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Pesquisa rápida
Liturgia Diária


 

 6ª SEMANA - TEMPO COMUM

COR: VERDE




 

1a Leitura - Tg 2,1-9

 

Não escolheu Deus os pobres?Mas vós desprezais o pobre!

 

Leitura da Carta de São Tiago 2, 1-9

1 Meus irmãos, a fé que tendes em nosso Senhor Jesus Cristo glorificado não deve admitir acepção de pessoas. 

2 Pois bem, imaginai que na vossa reunião entra uma pessoa com anel de ouro no dedo e bem vestida, e também um pobre, com sua roupa surrada, 

3 e vós dedicais atenção ao que está bem vestido, dizendo-lhe: 'Vem sentar-te aqui, à vontade', enquanto dizeis ao pobre: 'Fica aí, de pé', ou então: 'Senta-te aqui no chão, aos meus pés'-

4 não fizestes, então, discriminação entre vós? E não vos tornastes juízes com critérios injustos?

5 Meus queridos irmãos, escutai: não escolheu Deus os pobres deste mundo para serem ricos na fé e herdeiros do Reino que prometeu aos que o amam?

6 Mas vós desprezais o pobre!

7 Ora, não são os ricos que vos oprimem e vos arrastam aos tribunais? Não são eles que blasfemam contra o nome sublime invocado sobre vós?

8 Entretanto, se cumpris a lei régia, conforme a Escritura: 'Amarás o teu próximo como a ti mesmo', estais agindo bem. 

9 Mas se fazeis acepção de pessoas, cometeis pecado e a Lei vos acusa como transgressores.

Palavra do Senhor.




 

Salmo - Sl 33,2-3. 4-5. 6-7 (R. 7a)

 

R. Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

 

2 Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, / seu louvor estará sempre em minha boca.  3 Minha alma se gloria no Senhor; / que ouçam os humildes e se alegrem!

R.

 

4 Comigo engrandecei ao Senhor Deus, / exaltemos todos juntos o seu nome!  5 Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu, / e de todos os temores me livrou.

R.

 

6 Contemplai a sua face e alegrai-vos, / e vosso rosto não se cubra de vergonha!  7 Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido, / e o Senhor o libertou de toda angústia.

R.




 

Evangelho - Mc 8,27-33

 

Tu és o Messias. . . E começou a ensiná-los, dizendoque o Filho do Homem devia sofrer muito.

 

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos 8, 27-33

Naquele tempo: 

27 Jesus partiu com seus discípulos para os povoados de Cesaréia de Filipe. No caminho perguntou aos discípulos: 'Quem dizem os homens que eu sou?'

28 Eles responderam: 'Alguns dizem que tu és João Batista; outros que és Elias; outros, ainda, que és um dos profetas. '

29 Então ele perguntou: 'E vós, quem dizeis que eu sou?' Pedro respondeu: 'Tu és o Messias. '

30 Jesus proibiu-lhes severamente de falar a alguém a seu respeito. 

31 Em seguida, começou a ensiná-los, dizendo que o Filho do Homem devia sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, devia ser morto, e ressuscitar depois de três dias. 

32 Ele dizia isso abertamente. Então Pedro tomou Jesus à parte e começou a repreendê-lo. 

33 Jesus voltou-se, olhou para os discípulos e repreendeu a Pedro, dizendo: 'Vai para longe de mim, Satanás!' Tu não pensas como Deus, e sim como os homens.'

Palavra da Salvação.




 
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)

“Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.”
Mc 8, 27-33

A partir deste ponto do Evangelho de Marcos, Jesus dedica maior empenho na formação dos seus discípulos. As palavras e as ações Dele permitiam às pessoas fazerem uma ideia a seu respeito.

Ele mesmo, pouco a pouco, vai tomando consciência do que o Pai lhe reservava e caminhava na direção desse querer, bem diferente daquilo imaginado pelo povo, que esperava um Messias glorioso, cheio de poder para implantar o seu reinado.

A intuição de Jesus seguia noutra direção. Ele sabia que lhe estava reservado um destino de sofrimento e morte pela resistência ao seu ensinamento e os corações endurecidos. Entretanto sabia que o Pai estava sempre com Ele, não o deixando a mercê dos inimigos. Daí ter falado de morte e ressurreição.

Pedro amava profundamente Jesus e, por isso, não conseguia aceitar a ideia do sofrimento e da morte. Recusava-se aceitar um Messias dessa forma. Ele se revolta com o primeiro anúncio da Paixão e da Morte de Jesus, tenta dissuadí-Lo insistindo para que não falasse dessa forma.

Jesus percebe na atitude do discípulo a presença da tentação, querendo afastá-Lo do caminho traçado pelo Pai. Pedro esquece o projeto do Pai e raciocina com a lógica humana. Mas Jesus vai repelir energicamente essa postura, pois sabia muito bem por onde deveria caminhar.

Cada um de nós deve responder, muitas vezes, no decorrer da vida, à pergunta de Jesus: quem é Ele neste momento da minha vida e nas minhas atividades? É o desafio de aprender a reconhecer não só o Cristo dos milagres, mas também o Cristo da cruz.

Rezemos: Senhor, que eu saiba discernir e compreender os caminhos de Jesus e me disponha caminhar com Ele. Quero reconhecer o seu rosto em cada irmão que sofre ao meu lado.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
dia que começa. Chegou a quinta-feira, um dia de acumular! Acumular bençãos, graças, vitórias, paz, saúde física e espiritual.... Dia de acumular gratidão, serenidade e harmonia....
Dia de ser iluminado pela Luz do Alto, a Luz do Espírito Santo de Deus.
Viva com intensidade o dia...pois uma coisa é certa: Deus está com você!!!

Josué 1,9
Lembre da minha ordem: Seja forte e corajoso, porque eu, o Senhor, o seu Deus, estarei com você em qualquer lugar para onde você for!


Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo