4ª-feira da 6ª Semana da Páscoa - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária

Antífona de Entrada
Senhor, eu vos louvarei entre os povos, anunciarei vosso nome aos meus irmãos, aleluia! (Sl 17,50; 21,23)

Oração do dia
Ó Deus, ao celebrarmos solenemente a ressurreição do vosso filho, concedei que nos alegremos com todos os santos quando ele vier na sua glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

1ª Leitura – At 17,15.22 – 18,1
 
Esse Deus que vós adorais sem conhecer,
é exatamente aquele que eu vos anuncio.
 
Leitura dos Atos dos Apóstolos 17,15.22 – 18,1
Naqueles dias:
15Os que conduziram Paulo, levaram-no até Atenas.
De lá, voltando, transmitiram a Silas e Timóteo
a ordem de que fossem ter com ele o mais cedo possível.
E partiram.
22De pé, no meio do Areópago, Paulo disse:
‘Homens atenienses, em tudo eu vejo
que vós sois extremamente religiosos.
23Com efeito, passando e observando
os vossos lugares de culto,
encontrei também um altar com esta inscrição:
‘Ao Deus desconhecido’.
Pois bem, esse Deus que vós adorais sem conhecer,
é exatamente aquele que eu vos anuncio.
24O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe,
sendo Senhor do céu e da terra,
ele não habita em santuários feitos por mãos humanas.
25Também não é servido por mãos humanas,
como se precisasse de alguma coisa;
pois é ele que dá a todos vida,
respiração e tudo o mais.
26De um só homem ele fez toda a raça humana
para habitar sobre toda a face da terra,
tendo fixado os tempos previamente estabelecidos
e os limites de sua habitação.
27Assim fez, para que buscassem a Deus
e para ver se o descobririam,
ainda que às apalpadelas.
Ele não está longe de cada um de nós,
28pois nele vivemos, nos movemos e existimos,
como disseram alguns dentre vossos poetas:
‘Somos da raça do próprio Deus’.
29Sendo, portanto, da raça de Deus,
não devemos pensar que a divindade
seja semelhante a ouro, prata ou pedra,
trabalhados pela arte e imaginação do homem.
30Mas Deus, sem levar em conta os tempos da ignorância,
agora anuncia aos homens
que todos e em todo lugar se arrependam,
31pois ele estabeleceu um dia
em que irá julgar o mundo com justiça,
por meio do homem que designou,
diante de todos, oferecendo uma garantia,
ao ressuscitá-lo dos mortos.’
32Quando ouviram falar da ressurreição dos mortos,
alguns caçoavam, e outros diziam:
‘Nós te ouviremos falar disso em outra ocasião.’
33Assim Paulo saiu do meio deles.
34Alguns, porém, uniram-se a ele e abraçaram a fé.
Entre eles estava também Dionísio, o areopagita,
uma mulher chamada Dâmaris e outros com eles.
18,1Paulo deixou Atenas e foi para Corinto.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 148, 1-2. 11-12ab. 12c-14a. 14bcd
 
R. Da vossa glória estão cheios o céu e a terra.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia
 
1Louvai o Senhor Deus nos altos céus, *
+ louvai-o no excelso firmamento!
2Louvai-o, anjos seus, todos louvai-o, *
louvai-o, legiões celestiais!
R.

11Reis da terra, povos todos, bendizei-o, *
e vós, príncipes e todos os juízes;
12ae vós, jovens, e vós, moças e rapazes, *
12banciãos e criancinhas, bendizei-o!
R.

12cLouvem o nome do Senhor, louvem-no todos, *
porque somente o seu nome é excelso!
A majestade e esplendor de sua glória *
14aultrapassam em grandeza o céu e a terra.
R.

14bEle exaltou seu povo eleito em poderio *
14cele é o motivo de louvor para os seus santos.
14dÉ um hino para os filhos de Israel, *
este povo que ele ama e lhe pertence.
R.

Evangelho – Jo 16,12-15
 
Tudo o que o Pai possui é meu. O Espírito Santo
receberá do que é meu e vo-lo anunciará.
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 16,12-15
Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
12Tenho ainda muitas coisas a dizer-vos,
mas não sois capazes de as compreender agora.
13Quando, porém, vier o Espírito da Verdade,
ele vos conduzirá à plena verdade.
Pois ele não falará por si mesmo,
mas dirá tudo o que tiver ouvido;
e até as coisas futuras vos anunciará.
14Ele me glorificará,
porque receberá do que é meu
e vo-lo anunciará.
15Tudo o que o Pai possui é meu.
Por isso, disse que
o que ele receberá e vos anunciará, é meu.
Palavra da Salvação.

Antífona da Comunhão
Diz o Senhor: Fui eu que vos escolhi do mundo e enviei para produzirdes fruto e o vosso fruto permaneça, aleluia! (Jo 15,16.19)

Depois da Comunhão
Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso povo e fazei passar da antiga à nova via aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por Cristo, nosso Senhor.



Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Louvem o nome do Senhor porque só seu nome é sublime!”
Jo 16, 12-15

Embora Jesus tenha instruído os discípulos, nem tudo eles puderam compreender. Os motivos foram variados; a mentalidade deles, nem sempre esteve sintonizada com o projeto de Jesus, tantas vezes nutriram expectativas equivocadas e estreitas, e por isso desvirtuadas. Um outro motivo foi a compreensão da morte na cruz de Jesus, que foi um choque que exigiu uma avaliação e uma superação a partir dos ensinamentos apresentados a eles.

A experiência da Ressurreição gerou alegria e ânimo, pois, possibilitou aos discípulos superar a incompreensão. A ressurreição gerou a missão. Iluminados pelo Espírito Santo foram recordando as palavras de Jesus, o seu ensinamento, superou o desânimo e deu continuidade na missão.

Na força do Espírito Santo foram iluminados para discernir o melhor caminho a seguir. Foram, também, compreendendo a importância de viverem o mandamento do amor mútuo na formação da comunidade cristã e na fidelidade do seguimento.

O Espírito Santo dá continuidade ao projeto de Jesus na vida da Igreja e em nossa vida pessoal. Os discípulos vão discernindo os sinais dos tempos com os seus desafios e realizam a ação evangelizadora na oração, na vida da comunidade e no testemunho.

Os discípulos de Jesus não ficam órfãos ou desamparados, pois o Pai, o Filho e o Espírito Santo estarão presentes e atuantes na vida e na missão de todo cristão. Basta que estes estejam abertos aos sinais dos tempos e ao Espírito que os interpreta.

Rezemos: Senhor, quero compreender o seu ensinamento para praticá-los com sinceridade. Quero na força do Espírito, anunciar o Evangelho com a vida.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe seu novo dia. Que seja esta quarta-feira uma jornada muito especial, de bençãos, de graças, de paz, de harmonia, de saúde física e espiritual. Deus preparou esse novo dia com muito carinho pensando em cada um de nós, especialmente em você. Sinta a Sua presença e conte com Ele em cada passo a ser dado hoje, em cada gesto, em cada decisão...Ele é Pai, Deus de amor e bondade. Que a Sua Misericórdia alcance a todos nós. Amém?

Saibam que o Senhor escolheu o piedoso;
o Senhor ouvirá quando eu o invocar.
Salmos 4,3

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo