2019 - JUNHO - 03 - SEGUNDA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
VATICAN NEWS
O Papa: a autoridade não é comando, mas coerência e testemunho
O Papa: a autoridade não é comando, mas coerência e testemunho
Quanto mal fazem os cristãos "incoerentes" e os pastores "esquizofrênicos" que não dão testemunho, afastando-se assim do estilo do Senhor, da sua autêntica "autoridade": a homilia do Papa Francisco na Casa Santa Marta foi um comentário ao Evangelho proposto pela liturgia do dia.
Gabriella Ceraso – Cidade do Vaticano

"Jesus ensinava como quem tem autoridade". O Evangelho de Marcos (Mc 1,21-28) narra Jesus que ensina no templo e a reação que suscita entre as pessoas o seu modo de agir com "autoridade", diferentemente dos escribas. É desta comparação que o Papa se inspirou para explicar a diferença que existe entre "ter autoridade", "autoridade interior", como Jesus, e "exercitar a autoridade sem tê-la, como os escribas". Estes, mesmo sendo especialistas no ensinamento da lei e ouvidos pelo povo, não eram críveis.

O estilo de Jesus
Qual é a autoridade que Jesus tem? É o estilo do Senhor, aquela 'senhoria' – digamos assim – com a qual o Senhor se movia, ensinava, curava, ouvia. Este estilo senhorio – que é algo que vem de dentro – mostra... O que mostra? Coerência. Jesus tinha autoridade porque era coerente com aquilo que ensinava e aquilo que fazia, isto é, como vivia. Aquela coerência é o que dá a expressão de uma pessoa que tem autoridade: “Esta pessoa tem autoridade porque é coerente”, ou seja, dá testemunho. A autoridade se mostra nisto: coerência e testemunho.

Os escribas, pastores esquizofrênicos que não dizem e não fazem

Ao contrário, os escribas não eram coerentes e Jesus, afirmou o Papa, de um lado adverte o povo a "fazer o que diziam, mas não o que faziam"; de outro, não perde a ocasião para repreendê-los, porque "com esta atitude caíram em uma esquizofrenia pastoral”, segundo Francisco: diziam uma coisa e faziam outra. E o Papa recordou que isso acontece em vários episódios do Evangelho: às vezes, Jesus reage colocando-os de lado, às vezes não dando a eles nenhuma resposta e, ainda, “qualificando-os":

E a palavra que Jesus usa para qualificar esta incoerência, esta esquizofrenia, é “hipocrisia”. É um terço de qualificativos! Vamos pegar o capítulo 23 de Mateus; muitas vezes diz: “hipócritas por isso, hipócritas …”. Jesus os qualifica “hipócritas”. A hipocrisia é o modo de agir daqueles que têm responsabilidade sobre as pessoas – neste caso, responsabilidade pastoral -, mas não são coerentes, não são senhores, não têm autoridade. E o povo de Deus é manso e tolera; tolera muitos pastores hipócritas, muitos pastores esquizofrênicos que dizem e não fazem, sem coerência.
A incoerência cristã é um escândalo
Mas o povo de Deus que tanto tolera – acrescentou Francisco – sabe distinguir a força da graça. E o Papa explicou fazendo referência à Primeira Leitura de hoje, em que o idoso Eli "tinha perdido toda a autoridade e tinha ficado somente com a graça da unção" e, com aquela graça abençoou e fez um milagre em Ana, que por sua vez suplicava para ser mãe. Este episódio serviu para Francisco fazer uma consideração acerca dos cristãos e dos pastores:

O povo de Deus distingue bem entre a autoridade de uma pessoa e a graça da unção. “Mas você vai se confessar com aquela pessoa, que é isso, isso e isso?” – “Mas para mim ele é Deus. Ponto. Ele é Jesus”. E esta é a sabedoria do nosso povo, que tolera tantas vezes, tantos pastores incoerentes, pastores como os escribas, e também cristãos que vão à missa todos os domingos e depois vivem como pagãos. E as pessoas dizem: “Isto é um escândalo, uma incoerência”. Quanto mal fazem os cristãos incoerentes que não dão testemunho e os pastores incoerentes, esquizofrênicos, que não dão testemunho!
O Papa concluiu a homilia pedindo ao Senhor para que todos os batizados tenham a "autoridade", "que não consiste em comandar e aparecer, mas em ser coerente, ser testemunha e, por isso, ser companheiro de estrada no caminho do Senhor ".
Publicado por Liturgia Católica - 14/1/2020
Ordenações sacerdotais
O Pontífice emérito e o cardeal-prefeito da Congregação para o Culto Divino debatem em um livro um tema sobre o qual o Papa Francisco se expressou várias vezes.
Publicado por Liturgia Católica - 13/1/2020
O Papa: batizar desde criança, para crescer com a força do Espírito Santo
A criança sai do Batismo com a força do Espírito Santo dentro de si: “o Espírito que a defenderá, a ajudará durante toda a vida. Por isso é tão importante batizá-las desde crianças, para que cresçam com a força do Espírito Santo”, disse o Papa Francisco na missa este domingo (12/01), festa do Batismo do Senhor
Publicado por Liturgia Católica - 12/1/2020
Papa recorda viagem apostólica
Poucas horas depois de regressar a Roma, o Pontífice dedicou sua catequese aos três países que visitou: Moçambique, Madagascar e Maurício.
Publicado por Liturgia Católica - 11/9/2019
Dom Helder Câmara
Dom Helder Câmara tem mais um passo para a canonização.
Publicado por Liturgia Católica - 27/8/2019
Pesquisa rápida
Liturgia Diária
1ª Leitura - At 19,1-8
Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?
Leitura dos Atos dos Apóstolos 19,1-8
1 Enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo atravessou as regiões montanhosas e chegou a Éfeso. Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes:
2 'Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?' Eles responderam: 'Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!'
3 Então Paulo perguntou: 'Que batismo vós recebestes?' Eles responderam: 'O batismo de João.'
4 Paulo disse-lhes: 'João administrava um batismo de conversão, dizendo ao povo que acreditasse naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus.'
5 Tendo ouvido isso, eles foram batizados no nome do Senhor Jesus.
6 Paulo impôs-lhes as mãos e sobre eles desceu o Espírito Santo. Começaram então a falar em línguas e a profetizar.
7 Ao todo, eram uns doze homens.
8 Paulo foi então à sinagoga e, durante três meses, falava com toda convicção, discutindo e procurando convencer os ouvintes sobre o Reino de Deus.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 67, 2-3. 4-5ac. 6-7ab (R. 33a)

R. Reinos da terra, cantai ao Senhor.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

2 Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! *
Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor!
3 Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, +
como a cera se derrete, ao contato com o fogo, *
assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!
R.
4 Mas os justos se alegram na presença do Senhor *
rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!
5a Cantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!*
5c o seu nome é Senhor: exultai diante dele!
R.
6 Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protretor; *
é assim o nosso Deus em sua santa habitação.
7a É o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados,*
7b quem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.
R.


Evangelho - Jo 16,29-33

Tende coragem! Eu venci o mundo!

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 16,29-33
Naquele tempo:
29 Os discípulos disseram a Jesus: 'Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras.  
30 Agora sabemos que conheces tudo e que não precisas que alguém te interrogue. Por isto cremos que vieste da parte de Deus.
31 Jesus respondeu: 'Credes agora?  
32 Eis que vem a hora - e já chegou - em que vos dispersareis, cada um para seu lado, e me deixareis só. Mas eu não estou só; o Pai está comigo.
33 Disse-vos estas coisas para que tenhais paz em mim. No mundo, tereis tribulações. Mas, tende coragem! Eu  venci o mundo!'
Palavra da Salvação.


Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Reinos da terra, cantai ao Senhor.”
Jo 16, 29-33

Tomados de entusiasmo os discípulos declaram a Jesus: “Nós acreditamos que tu saíste de junto de Deus”. Mas Jesus conhecedor do coração humano, logo declara que a fé dos discípulos é fraca, insuficiente para permanecerem fiéis ao Senhor na hora de sua paixão e morte.

O choque da Paixão e Morte de Jesus foi forte para os discípulos e Ele anteviu que seria deixado sozinho, pois, contava, apenas com a solidariedade do Pai. O Pai nunca o abandona.

Só está preparado para estar com Jesus aquele que possui uma fé consistente, ancorada no amor e submetida à provação. Os momentos de provação revelam a firmeza de nossa fé. Jesus lembra: “Eu venci o mundo” e nós somos chamados a participar dessa luta com a certeza da vitória.

Nós caminhamos em meio a euforia e os desencantos. Quando se faz escuro em nossa vida, quando as encruzilhadas nos perturbam, é momento de fé. É consolador saber que Jesus está conosco nestes momentos.

E quando não percebemos sua presença, ele nos carrega no colo. Ele lembra a frase consoladora repetida no Evangelho: “Não tenham medo”. E quanto mais fraco nos sentimos, mas sentido a frase adquire.

O maior perigo reside na autossuficiência. Santa Tereza lembrava: “O muito sem Deus é nada, mas o pouco com Deus é tudo. E a liturgia nos lembra sempre: “A nossa proteção está no nome do Senhor”.

Rezemos: Senhor, me dê uma fé sólida e reforça a minha comunhão Contigo e com os irmãos. E obrigado porque nunca me abandona.

Deus abençoe você e sua família.



ORAÇÃO
Oração

Ó Deus, que fizestes do sangue dos mártires semente de novos cristãos, concedei que o campo da vossa Igreja, regado pelo sangue de são Carlos e seus companheiros, produza sempre abundante colheita. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
ORAÇÃO
Novena de Pentecostes

3° Dia: Maria, espelho dos missionários
"Maria se levantou e foi às pressas às montanhas, a uma cidade de Judá" (Lc 1,39)

Mãe de Pentecostes hoje trago aos teus pés todos os missionários da Igreja, sejam eles religiosos ou leigos. Peço, Mãe, que os ajude em suas missões e os fortaleça o ânimo para continuar anunciando o nome do Senhor por todo o canto em que passarem. Que suas vidas sejam o reflexo da presença de Jesus, que é Deus conosco. Ainda peço por mim para que, a seu exemplo, sempre esteja disponível a servir meus irmãos e irmãs especialmente os que ainda não conhecem Jesus. Para isso, me cumulai das graças e dons que me são necessários para a minha santificação.

Oração:

Vinde, Espírito de Sabedoria!
Instrui o meu coração, para que eu saiba estimar e amar os bens celestes e antepô-lo a todos os bens da Terra. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Inteligência!
Iluminai a minha mente, para que entenda e abrace todos os mistérios e mereça alcançar um pleno conhecimento Vosso, do Pai e do Filho. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Conselho!
Assisti-me em todos os assuntos desta vida instável, tornai-me dócil às Vossas inspirações e guiai-me sempre pelo direito caminho dos divinos mandamentos. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Fortaleza!
Fortalecei o meu coração em todas as perturbações e adversidades, e dai à minha alma o vigor necessário para resistir a todos os meus inimigos. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Ciência!
Fazei-me ver a vaidade de todos os bens caducos deste mundo, para que não use deles senão para Vossa maior glória e salvação da minha alma. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Piedade!
Vinde morar no meu coração e inclinai-o para a verdadeira piedade e santo amor de Deus. (Glória ao Pai…)

Vinde, Espírito de Temor de Deus!
Repassai a minha carne com o Vosso santo temor, de modo que tenha sempre Deus presente e evite tudo o que possa desagradar aos olhos de Sua divina majestade. (Glória ao Pai…)


Divino Espírito Santo, eu vos ofereço todas as preces da Santíssima Virgem e dos apóstolos reunidos no cenáculo, e a essas uno todas as minhas orações, suplicando-Vos que Vos apresseis em vir renovar a face da terra. Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra.
Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação.Por Cristo Senhor Nosso. Amém

Rezar três Ave-Marias a Nossa Senhora de Pentecostes com a invocação:
“Rainha dos Apóstolos, rogai por nós!”







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo