2019 - MAIO - 28 - TERÇA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

- SOMENTE EVANGELHO, SEM POLÍTICA -
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
NOTICIÁRIO DO VATICANO
Pesquisa rápida
Liturgia Diária

1ª Leitura - At 16,22-34

'Crê no Senhor Jesus, e sereis salvos
tu e todos os de tua família.'

Leitura dos Atos dos Apóstolos 16, 22-34

Naqueles dias:
22 A multidão dos filipenses levantou-se contra Paulo e Silas; e os magistrados, depois de lhes rasgarem as vestes, mandaram açoitar os dois com varas.
23 Depois de açoitá-los bastante, lançaram-nos na prisão, ordenando ao carcereiro que os guardasse com toda a segurança.
24 Ao receber essa ordem, o carcereiro levou-os para o fundo da prisão e prendeu os pés deles no tronco.
25 À meia noite, Paulo e Silas estavam rezando e cantando hinos a Deus. Os outros prisioneiros os escutavam.
26 De repente, houve um terremoto tão violento que sacudiu os alicerces da prisão. Todas as portas se abriram e as correntes de todos se soltaram.
27 O carcereiro acordou e viu as portas da prisão abertas. Pensando que os prisioneiros tivessem fugido, puxou da espada e estava para suicidar-se.
28 Mas Paulo gritou com voz forte: 'Não te faças mal algum! Nós estamos todos aqui.'
29 Então o carcereiro pediu tochas, correu para dentro e, tremendo, caiu aos pés de Paulo e Silas.
30 Conduzindo-os para fora, perguntou: 'Senhores, que devo fazer para ser salvo?'
31 Paulo e Silas responderam: 'Crê no Senhor Jesus, e sereis salvos tu e todos os de tua família.'
32 Então Paulo e Silas anunciaram a Palavra do Senhor ao carcereiro e a todos os da sua família.
33 Na mesma hora da noite, o carcereiro levou-os consigo para lavar as feridas causadas pelos açoites. E, imediatamente, foi batizado junto com todos os seus familiares.
34 Depois fez Paulo e Silas subirem até sua casa, preparou-lhes um jantar e alegrou-se com todos os seus familiares por ter acreditado em Deus.
Palavra do Senhor.



Salmo - Sl 137, 1-2a. 2bc-3. 7c-8 (R. 7c)

R. Ó Senhor, me estendeis o vosso braço e me ajudais.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

1 Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,*
porque ouvistes as palavras dos meus lábios!
Perante os vossos anjos vou cantar-vos*
2 ae ante o vosso templo vou prostrar-me.
R.

2b Eu agradeço vosso amor, vossa verdade,*
2 cporque fizestes muito mais que prometestes;
3 naquele dia em que gritei, vós me escutastes*
e aumentastes o vigor da minha alma.
R.

7 cestendereis o vosso braço em meu auxílio*
e havereis de me salvar com vossa destra.
8 Completai em mim a obra começada;*
ó Senhor, vossa bondade é para sempre!
Eu vos peço: não deixeis inacabada*
esta obra que fizeram vossas mãos!
R.



Evangelho - Jo 16,5-11

Se eu não for, não virá até vós o Defensor.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 16,5-11

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
5 Agora, parto para aquele que me enviou,  e nenhum de vós me pergunta: 'Para onde vais?'
6 Mas, porque vos disse isto,  a tristeza encheu os vossos corações.
7 No entanto, eu vos digo a verdade:  É bom para vós que eu parta;  se eu não for, não virá até vós o Defensor;  mas, se eu me for, eu vo-lo mandarei.
8 E quando vier, ele demonstrará ao mundo  em que consistem o pecado, a justiça e o julgamento:
9 o pecado, porque não acreditaram em mim;
10 a justiça, porque vou para o Pai,  de modo que não mais me vereis;
11 e o julgamento, porque o chefe deste mundo já está condenado.
Palavra da Salvação.


Fonte: Youtube RS21

Papa: o pecado envelhece, o Espírito nos torna sempre jovens


O Espírito Santo é o protagonista da passagem do Evangelho proposta na liturgia da missa, desta terça-feira (28/05), celebrada pelo Papa Francisco na Capela da Casa Santa Marta.

"A tristeza não é um comportamento cristão", disse Francisco na homilia missa celebrada na Casa Santa Marta.

“No discurso de despedida aos discípulos antes de subir ao Céus, Jesus”, disse o Papa em sua homilia, “nos faz uma verdadeira catequese sobre o Espírito Santo”. Jesus nos explica quem ele é. Os discípulos ficaram tristes ao ouvir que Jesus os deixará e Jesus os repreende por isso. Francisco afirmou: “Não, a tristeza não é um comportamento cristão”. Mas como não ficar triste? “E contra a tristeza, na oração, pedimos ao Senhor para que guarde em nós a juventude renovada do espírito”. Aqui, entra em jogo o Espírito Santo porque é Ele que faz com que haja em nós essa juventude que nos renova sempre. O Papa citou uma santa que dizia: “Um santo triste é um triste santo”. “Portanto, um cristão triste é um triste cristão e isso não é bom. A tristeza não entra no coração do cristão, porque ele é jovem”, prosseguiu Francisco.

O Espírito Santo é aquele que nos torna capazes de carregar as cruzes. O Pontífice citou o exemplo de Paulo e Silas que na prisão cantavam hinos a Deus, conforme a primeira leitura de hoje, extraída do Livro dos Atos dos Apóstolos.

O Espírito Santo renova todas as coisas. “O Espírito Santo é aquele que nos acompanha na vida, que nos sustenta. É o Paráclito”, frisou o Papa. “Mas que nome estranho”, disse Francisco, recordando que numa missa para crianças, num domingo de Pentecostes, ele perguntou se elas sabiam quem fosse o Espírito Santo. E um menino lhe respondeu: o paralítico.

Muitas vezes nós pensamos que o Espírito Santo é um paralítico, que não faz nada... Pelo contrário, é Aquele que nos sustenta. Paráclito: a palavra paráclito significa “aquilo que está ao meu lado para me apoiar”, para que eu não caia, para que eu vá adiante, para que eu conserve essa juventude do Espírito. O cristão é sempre jovem: sempre. Quando o coração do cristão começa a envelhecer, a sua vocação de cristão começa a diminuir. Ou você é jovem de coração e de alma ou não é cristão.

Francisco prosseguiu, dizendo que na vida haverá dor. Paulo e Silas foram acoitados e sofreram, “mas estavam cheios de alegria, cantavam...”.

Isso é juventude. Uma juventude que faz você olhar sempre a esperança. É isso, avante! Mas, para ter essa juventude é necessário um diálogo cotidiano com o Espírito Santo, que está sempre ao nosso lado. É o grande presente que Jesus nos deixou: esse apoio, o que faz a gente seguir em frente
.

Mesmo que sejamos pecadores, o Espírito nos ajuda a nos arrepender e nos faz olhar para frente. “Fale com o Espírito”, disse o Papa. “Ele apoiará você e lhe dará novamente a juventude”. O pecado, por outro lado, envelhece: “Envelhece a alma, envelhece tudo”. Francisco sublinhou ainda: “Jamais esta tristeza pagã”. Na vida há momentos difíceis, mas nesses momentos “sentimos que o Espírito nos ajuda a ir em frente (...) e a superar as dificuldades. Até mesmo o martírio”. E o Papa concluiu:

Peçamos ao Senhor para não perder esta juventude renovada, para não ser cristãos aposentados que perderam a alegria e se deixam conduzir... O cristão nunca se aposenta, o cristão vive, vive porque é jovem, quando é cristão verdadeiro
.

Adriana Masotti - Cidade do Vaticano
Fonte: Vatican News




REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO - CAMPINAS


“Ó Senhor, me estendeis o vosso braço e me ajudais.”
Jo 16, 5-11

Os apóstolos ficam tristes porque Jesus lhes falou de perseguições e de seu retorno ao Pai. Ele foi enviado pelo Pai com a tarefa de salvar a humanidade. Terminada a missão, é preciso prestar contas ao Pai que O enviou.

A missão de Jesus consistiu em reconduzir a humanidade para o Pai. Ele convoca a humanidade a conversão. Muitos acolheram, outros resistiram e até se puseram a persegui-lo e o condenaram a morte e morte de cruz, que foi vencida na força da Ressurreição, a sua glorificação.

Jesus conforta os apóstolos entristecidos, garantindo que, após a sua glorificação, enviará para eles o Espírito Santo que vem com função clara: vai convencer o mundo de que houve uma culpa, um inocente e uma condenação.

Os culpados sãos os que condenaram Jesus à morte; o condenado é inocente; o sistema que o condenou sai condenado. A culpa consiste em não ter acreditado em Jesus, apesar dos sinais realizados por Ele; a inocência se comprova porque Jesus é o escolhido de Deus. A sua glorificação prova que ele foi vítima inocente.

A condenação do mundo injusto é decretada na morte e ressurreição de Jesus e regressa ao Pai inocentado. Enquanto o príncipe deste mundo, por sua vez é condenado.

Este é o anúncio de um tempo novo onde a tristeza cederá lugar à alegria, o erro à verdade. E o Espírito que Jesus derrama sobre nós é que nos faz entender todas essas coisas a partir da ótica de Deus. Ele nos ajudará a ver os fatos como Deus vê, na perspectiva da nossa salvação.

Rezemos: Senhor, manda teu Espírito e encha de luz o nosso coração, para viver nossa missão de anunciar com alegria o Evangelho e testemunhar o amor e o serviço.

Deus abençoe você e sua família.




REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua preciosa vida hoje e sempre. Que esta terça-feira seja de muitas bençãos e graças, que todos os seus passos sejam iluminados pela Luz do Espírito Santo de Deus. Viva com intensidade, faça o bem, seja feliz e faça os outros felizes ao seu redor.

Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade. Salmos 46,1

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm














FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo