2019 - MARÇO - 11 - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
PROPÓSITO QUARESMAL
SEGUNDA-FEIRA, 11 DE MARÇO DE 2019 - 6º DIA
"Refletirei sobre as minhas fraquezas e as entregarei a Deus"
NOTÍCIAS DO VATICANO - PORTUGUÊS
VATICAN NEWS - ESPAÑOL







2ª-FEIRA DA 1ª SEMANA – QUARESMA

Julga teu próximo conforme a justiça.

Leitura do Livro do Levítico 19,1-2.11-18

1O Senhor falou a Moisés, dizendo:
2‘Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel, e dize-lhes:
Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.
11Não furteis, nóo digais mentiras,
nem vos enganeis uns aos outros.
12Não jureis falso por meu nome,
profanando o nome do Senhor teu Deus.
Eu sou o Senhor.
13Não explores o teu próximo
nem pratiques extorsão contra ele.
Não retenhas contigo a diária do assalariado
até o dia seguinte.
14Não amaldições o surdo,
nem ponhas tropeço diante do cego,
mas temerás o teu Deus.
Eu sou o Senhor.
15Não cometas injustiças no exercício da justiça;
não favoreças o pobre nem prestigieis o poderoso.
Julga teu próximo conforme a justiça.
16Não sejas um maldizente entre o teu povo.
Não conspires, caluniando-o,
contra a vida do teu próximo.
Eu sou o Senhor.
17Nóo tenhas no coração ódio contra teu irmão.
Repreende o teu próximo,
para não te tornares culpado de pecado por causa dele.
18Não procures vingança, nem guardes rancor
aos teus compatriotas.
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Eu sou o Senhor.
Palavra do Senhor.


R. Ó Senhor,vossas palavras são espírito e vida!

8A lei do Senhor Deus é perfeita,*
conforto para a alma!
O testemunho do Senhor é fiel,*
sabedoria dos humildes.
R.

9Os preceitos do Senhor são precisos,*
alegria ao coração.
O mandamento do Senhor é brilhante,*
para os olhos é uma luz.
R.

10É puro o temor do Senhor,*
imutável para sempre.
Os julgamentos do Senhor são corretos*
e justos igualmente.
R.

15Que vos agrade o cantar dos meus lábios*
e a voz da minha alma;
que ela chegue até vós, ó Senhor,*
meu Rochedo e Redentor!
R.

Assentar-se-á em seu trono glorioso
e separará uns dos outros.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 25,31-46

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
31Quando o Filho do Homem vier em sua glória,
acompanhado de todos os anjos,
então se assentará em seu trono glorioso.
32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele,
e ele separará uns dos outros,
assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos.
33E colocará as ovelhas à sua direita
e os cabritos à sua esquerda.
34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita:
`Vinde benditos de meu Pai!
Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou
desde a criação do mundo!
35Pois eu estava com fome e me destes de comer;
eu estava com sede e me destes de beber;
eu era estrangeiro e me recebestes em casa;
36eu estava nu e me vestistes;
eu estava doente e cuidastes de mim;
eu estava na prisão e fostes me visitar’.
37Então os justos lhe perguntarão:
`Senhor, quando foi que te vimos com fome
e te demos de comer?
com sede e te demos de beber?
38Quando foi que te vimos como estrangeiro
e te recebemos em casa,
e sem roupa e te vestimos?
39Quando foi que te vimos doente ou preso,
e fomos te visitar?’
40Então o Rei lhes responderá:
`Em verdade eu vos digo,
que todas as vezes que fizestes isso
a um dos menores de meus irmãos,
foi a mim que o fizestes!’
41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda:
`Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno,
preparado para o diabo e para os seus anjos.
42Pois eu estava com fome e não me destes de comer;
eu estava com sede e não me destes de beber;
43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa;
eu estava nu e não me vestistes;
eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar’.
44E responderão também eles:
`Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede,
como estrangeiro, ou nu, doente ou preso,
e não te servimos?’
45Então o Rei lhes responderá:
`Em verdade eu vos digo,
todas as vezes que não fizestes isso
a um desses pequeninos,
foi a mim que não o fizestes!’
46Portanto, estes irão para o castigo eterno,
enquanto os justos irão para a vida eterna’.
Palavra da Salvação.




REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO - CAMPINAS


“Ó Senhor, vossas palavras são espírito e vida!”
Mt 25, 31-45

A cena evangélica ensina aos discípulos a se deixarem mover pelo amor no trato com os irmãos, com especial atenção aos mais necessitados. Mostra que o só amor pode trazer a salvação, pois esse será o critério do julgamento final, o grande exame da nossa vida.

Neste grande exame, precisamos perceber o rosto de Cristo nos irmãos nos irmãos que sofrem. “Tudo o que fizeram, ou não fizeram aos pequeninos” – garante Jesus – “foi a mim que fizeram”.

Um dos grandes pecados é o egoísmo, que leva a omissão. Jesus, no dia do julgamento vai respeitar a escolha que fizemos: fazer ou não fazer. Mesmo quando elas forem infelizes.

A parábola quer alertar a todos nós para não deixar o tempo correr em vão, mas ocupá-lo honestamente, de modo criativo e benéfico em favor dos irmãos que mais precisam de nossa solidariedade fraterna. Precisamos praticar o amor enquanto é tempo.

O Papa Francisco insiste: “Precisamos passar de uma Igreja alfandega, a uma Igreja Samaritana”. Uma Igreja misericordiosa e acolhedora.

Rezemos: Senhor, reforça em meu coração o desejo de praticar o amor, de ser misericordioso, atento com os mais necessitados. Que eu seja capaz de ver cada irmão a presença de Jesus.

Deus abençoe você e sua família.

REFLEXÃO - MARIA NAZARÉ LINS BARBOSA


6º dia

 
“Comigo engrandecei ao Senhor Deus, exaltemos todos juntos o seu nome.Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu e de todos os temores me livrou” (Sl 33).

Senhor, sei que as orações mais agradáveis a Deus são as orações das crianças, dos enfermos, dos sacerdotes e pessoas consagradas.

Quero hoje assumir esses três papéis: quero pedir com a confiança e a simplicidade das crianças, com a humildade e a esperança de um enfermo; com a fé e o amor de um sacerdote, que intercede por todos unindo sacrifícios a suas orações.

Senhor, como criança, peço neste momento com audácia a Graça que mais desejo (pedir).

Como enfermo peço que Jesus, o divino Médico, cure minhas feridas com o bálsamo da sua Misericórdia (pedir por todos os enfermos do corpo e da alma).

Como sacerdote de Deus, quero oferecer um sacrifício para interceder por todos.

Sim, aquele pequeno sacrifício que me propus no início da Quaresma será hoje oferecido a Deus para interceder por meus familiares, meus amigos, por quem mais necessite.

Oração: “Pai nosso, que estais no céu, santificado seja o vosso nome; venha a nós o vosso Reino; seja feita a vossa von- tade, assim na terra como no céu. Amém”.


REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe você neste nova jornada de uma nova semana que está começando. Que esta segunda-feira, de quaresma, venha carregada de boas energias, bons pensamentos...muita Luz do Alto para enfrentar com firmeza e alegria os desafios propostos nesta semana. Você é capaz, tem condições de superar com fé os muros e barreiras. Por que digo isso? Porque sei que Deus está com você e vai facilitar todas as condições para que as bençãos aconteçam! Levante a cabeça e avante! Há um universo de possibilidades esperando por você.

Salmo 37,5
Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:


Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm







Novena de São José - Dia 1

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, amém!

Oração inicial

Deus e Senhor meu, Uno e Trino, Pai, Filho e Espírito Santo, creio que estou em Vossa soberana presença agora, quando pretendo consagrar a São José esta novena.

Quero, nesta novena, aprender as virtudes que, com tanta perfeição, praticou o glorioso Patriarca São José e alcançar, por sua intercessão, as graças de que tanto preciso.

Conheço a deficiência de meus méritos e a multidão de meus pecados, pelos quais não mereço ser ouvido em minhas orações, mas o que não mereço merece-o o pai adotivo de Jesus; o que não posso ele pode. Venho, portanto, com toda a confiança, implorar a divina clemência, não fiado em minha fraqueza, mas no poder e valimento de São José.

Oração do 1º dia

São José, servo da Caridade, que acolhestes com fé e coragem confiante a missão de ser instrumento da Divina Providência para com Jesus e Maria, aumentai em nós a fé, a coragem e a confiança em Deus para, também nós, sermos instrumentos da Providência, como é da vontade de Deus desde a criação do mundo.

Oração final

Lembrai- vos, ó puríssimo Esposo da Virgem Maria, ó meu doce Protetor São José, que jamais se ouviu dizer que alguém tivesse invocado vossa proteção, implorando vosso socorro e não fosse por vós consolado.

Com grande confiança, venho à vossa presença recomendar-me fervorosamente a vós. Não desprezeis as minhas súplicas, ó pai adotivo do Redentor, mas dignai-vos acolhê-la piedosamente.

Pede-se agora a graça que necessita conseguir

Para melhor alcançar as graças pedidas, rezaremos sete Pai-nossos, sete Ave-Marias e sete Glórias ao Pai em honra das alegrias e dores do glorioso patriarca.







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

PUBLICIDADE
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo