2019 - MARÇO - 22 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

2019 - MARÇO - 22

MISSAL ROMANO > LITURGIA DO DIA
PROPÓSITO QUARESMAL
SEXTA-FEIRA, 22 DE MARÇO DE 2019 - 17º DIA
"Hoje vou rezzar um Terço por todas as pessoas que estão nos hospitais de minha cidade"
VATICAN NEWS - ESPAÑOL
NOTICIÁRIO DO VATICANO







6ª-FEIRA DA 2ª SEMANA – QUARESMA

Aí vem o sonhador! Vamos matá-lo!

Leitura do Livro do Gênesis 37, 3-4.12-13a.17b-28

3Israel amava mais a José do que a todos os outros filhos,
porque lhe tinha nascido na velhice.
E por isso mandou fazer para ele uma túnica de mangas longas.
4Vendo os irmãos que o pai o amava mais do que a todos eles,
odiavam-no e já não lhe podiam falar pacificamente.
12Ora, como os irmãos de José
tinham ido apascentar o rebanho do pai em Siquém,
13adisse Israel a José:’Teus irmãos devem estar com os rebanhos
em Siquém. Vem, vou enviar-te a eles’.
17bPartiu, pois, José atrás de seus irmãos
e encontrou-os em Dotaim.
18Eles, porém, tendo-o visto ao longe,
antes que se aproximasse, tramaram a sua morte.
19Disseram entre si:’Aí vem o sonhador!
20Vamos matá-lo e lança-lo numa cisterna,
depois diremos que um animal feroz o devorou.
Assim veremos de que lhe servem os sonhos’.
21Rúben, porém, ouvindo isto, disse-lhes:
22‘Não lhe tiremos a vida’! E acrescentou:
‘Não derrameis sangue, mas lançai-o naquela cisterna do deserto,
e não o toqueis com as vossas mãos’.
Dizia isto, porque queria livrá-lo das mãos deles
e devolvê-lo ao pai.
23Assim que José chegou perto dos irmãos,
estes despojaram-no da túnica de mangas longas, pegaram nele
24e lançaram-no numa cisterna que não tinha água.
25Depois, sentaram-se para comer.
Levantando os olhos, avistaram uma caravana de ismaelitas,
que se aproximava, proveniente de Galaad.
Os camelos iam carregados de especiarias, bálsamo e resina,
que transportavam para o Egito.
26E Judá disse aos irmãos:’Que proveito teríamos
em matar nosso irmão e ocultar o seu sangue?
27É melhor vendê-lo a esses ismaelitas
e não manchar nossas mãos,
pois ele é nosso irmão e nossa carne’.
Concordaram os irmãos com o que dizia.
28Ao passarem os comerciantes madianitas,
tiraram José da cisterna,
e por vinte moedas de prata o venderam aos ismaelitas:
e estes o levaram para o Egito.
Palavra do Senhor.


R. Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!

16Mandou vir, então, a fome sobre a terra *
e os privou de todo pão que os sustentava;
17um homem enviara à sua frente, *
José que foi vendido como escravo.
R.

18Apertaram os seus pés entre grilhões *
e amarraram seu pescoço com correntes,
19até que se cumprisse o que previra, *
e a palavra do Senhor lhe deu razão.
R.

20Ordenou, então, o rei que o libertassem, *
o soberano das nações mandou soltá-lo;
21fez dele o senhor de sua casa, *
e de todos os seus bens o despenseiro.
R.

Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo!

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 21,33-43.45-46

Naquele tempo, dirigindo-se Jesus aos chefes dos sacerdotes
e aos anciãos do povo, disse-lhes:
33Escutai esta outra parábola:
Certo proprietário plantou uma vinha,
pôs uma cerca em volta,
fez nela um lagar para esmagar as uvas
e construiu uma torre de guarda.
Depois arrendou-a a vinhateiros,
e viajou para o estrangeiro.
34Quando chegou o tempo da colheita,
o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros
para receber seus frutos.
35Os vinhateiros, porém, agarraram os empregados,
espancaram a um, mataram a outro,
e ao terceiro apedrejaram.
36O proprietário mandou de novo outros empregados,
em maior número do que os primeiros.
Mas eles os trataram da mesma forma.
37Finalmente, o proprietário, enviou-lhes o seu filho,
pensando:’Ao meu filho eles vão respeitar’.
38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si:
‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo
e tomar posse da sua herança!’
39Então agarraram o filho,
jogaram-no para fora da vinha e o mataram.
40Pois bem, quando o dono da vinha voltar,
o que fará com esses vinhateiros?’
41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam:
‘Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos
e arrendará a vinha a outros vinhateiros,
que lhe entregarão os frutos no tempo certo.’
42Então Jesus lhes disse:
‘Vós nunca lestes nas Escrituras:
‘a pedra que os construtores rejeitaram
tornou-se a pedra angular;
isto foi feito pelo Senhor
e é maravilhoso aos nossos olhos’?
43Por isso eu vos digo:
o Reino de Deus vos será tirado
e será entregue a um povo que produzirá frutos.
45Os sumos sacerdotes e fariseus
ouviram as parábolas de Jesus,
e compreenderam que estava falando deles.
46Procuraram prendê-lo, mas ficaram com medo das multidões,
pois elas consideravam Jesus um profeta.
Palavra da Salvação.


REFLEXÃO - MARIA NAZARÉ LINS BARBOSA


17º dia

“A minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo. Quando terei a alegria de ver a face de Deus?” (Sl 41).

Sem dúvida, como expressava Santo Agostinho, “criaste-nos Senhor para Ti e o nosso coração está inquieto enquanto não descansar em Ti”.

Mas também é verdade que este mundo é em si mesmo maravilhoso! Tantas vezes nosso coração desfruta de coisas boas, e alegra-se nas conquistas e realizações pessoais e profissionais.

Te agradeço Senhor por tudo isso! No entanto, sei que nada disso é completo, que nada é disso é para sempre, pois - como diz São Paulo - a figura desse mundo passa (1 Cor 7, 31) e não temos aqui cidade permanente (Hb 13, 14)!

No fundo, o que fica de tudo o que fazemos é o amor que colocamos em cada coisa, pois, no dizer do grande místico São João da Cruz (1542-1591), “no entardecer da existência seremos examinados no amor”.

Oração: Ao avançar nessa Quaresma, peço Senhor a graça de colocar amor em cada gesto, em cada atitude para com as pessoas que encontrar no dia de hoje, e no modo de realizar cada uma das tarefas que me cabem. “Enviai vossa luz, vossa verdade: elas serão o meu guia; que me levem ao vosso monte santo, até a vossa morada!” (Sl 41).

REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO - CAMPINAS


“Lembrai sempre as maravilhas do Senhor!”
Mt 21, 33-34. 45-46

A Parábola é uma chave de interpretação da história de Israel. A vinha é o povo de Israel, o proprietário é Deus, o filho do dono é Jesus. Ao narrar esta parábola aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo, Jesus os envolve na trama.

A eles foi confiado o povo, mas não zelaram por ele. Eram administradores, mas sentiram-se donos. Administraram mal, oprimiram as pessoas, eliminaram os profetas que vinham em nome de Deus. O orgulho e a autossuficiência deles impediram que produzissem frutos. A rejeição, a perseguição e a morte dos profetas, demonstraram que não estavam dispostos a ouvir os apelos de Deus.

A morte do Filho amado de Deus – Jesus – foi o auge da dureza de coração. Foi condenado e morto fora da cidade, porém ele, a pedra rejeitada tornou-se, pela ressurreição, a pedra fundamental. Jesus, recebeu em herança uma nova comunidade, aberta aos pagãos e judeus, que vão produzir muitos frutos.

Entretanto os discípulos podem cair na tentação de se fazer surdos aos apelos do Senhor, incapazes de produzirem frutos de amor, solidariedade e de misericórdia. A esterilidade da fé é uma forma de rejeitar Jesus e seu ensinamento, o Evangelho. Nós somos responsáveis pela vinha do Senhor.

Rezemos: Senhor, como discípulo, quero mostrar uma fé viva, produzindo frutos de solidariedade e de misericórdia. Quero cuidar dos irmãos.

Deus abençoe você e sua família.

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe sua vida, sua casa, sua família, seu trabalho...seus afazeres ... nessa nova jornada de Sexta-feira que começa. Vamos dar o melhor de nós mesmos para que todos passam ver em nossas ações  a presença de Deus em cada gesto, em cada ato, em cada palavra. Ame, abrace, perdoe, sorria, cante, exulte, agradeça, ore, reze...isso vem de Deus...

O Senhor protegerá a sua saída e a sua chegada, desde agora e para sempre.
Salmo 121,8

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm

Evangelho do dia:







Oração

Senhor Jesus, vós nos disseste: "Eu vim para servir e não para ser servido". Rogamos, pelo exemplo de Santa Léia, que embora fosse superiora colocou-se como escrava das outras religiosas, saibamos também nós encontrar alegria em servir e sempre exercer a verdadeira caridade. Amém!







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo