ÚLTIMOS DIAS ANTES DO NATAL - 22-12 - ADVENTO - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > Liturgia do dia
Liturgia de Hoje
ÚLTIMOS DIAS ANTES DO NATAL - 22-12 - ADVENTO




Ana dá graças pelo nascimento de Samuel.

Leitura do Primeiro Livro de Samuel 1, 24-28
Naqueles dias:
Ana, logo que o desmamou, levou consigo Samuel à casa do Senhor em Silo, e mais um novilho de três anos, três arrobas de farinha e um odre de vinho. O menino, porém, era ainda uma criança.
Depois de sacrificarem o novilho, apresentaram o menino a Eli.
E Ana disse-lhe: 'Ouve, meu senhor, por tua vida, eu sou a mulher que esteve aqui orando ao Senhor, na tua presença.
Eis o menino por quem eu pedi, e o Senhor ouviu a minha súplica.
Portanto, eu também o ofereço ao Senhor, a fim de que só a ele sirva em todos os dias da sua vida'. E adoraram o Senhor.
Palavra do Senhor.





Meu coração exultou no Senhor, meu Salvador.


'Meu coração exulta de júbilo no Senhor, /
e minha fronte se eleva por meu Deus. /
Minha boca desafia meus adversários, /
porque me alegro na vossa salvação.
R.


O arco dos fortes quebrou-se, /
enquanto os fracos são revigorados.
Os saciados empregam-se pelo pão, /
enquanto aos famintos não falta alimento. /
A mulher estéril dá à luz sete vezes / enquanto a mãe fecunda fenece.
R.


O Senhor é quem dá a morte e a vida, /
faz descer à morada dos mortos e de lá voltar.
É o Senhor que torna pobre ou rico, /
é ele que humilha e exalta.
R.


Levanta do pó o necessitado
e do lixo ergue o indigente,
e o faz assentar entre os príncipes,
destinando-lhe um trono de glória.
R.




O Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 1, 46-56
Naquele tempo:
Maria disse: 'A minha alma engrandece o Senhor,
e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada,
porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo,
e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.
Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração.
Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes.
Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias.
Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,
conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre.'
Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.
Palavra da Salvação.





Reflexão - Pe. João Luís Fávero
“Meu coração exultou no meu Senhor!”
Lc 1, 46-56

Estamos nos aproximando da maior festa de ação de graças do nosso calendário religioso. Deus se faz homem e gratuitamente vem habitar entre nós, saibamos agradecer sempre e façamos de nossa vida uma constante oferenda.

Maria em seu canto agradece a Deus por tantas maravilhas que Ele, o todo poderoso, fez em sua vida e na vida de seu povo. Maria, na sua pequenez, engrandece diante de Deus, e seu espirito se alegra em Deus que olha para os humildes.

Reconhece que um dia todos a chamarão de bem-aventurada, não pelos seus merecimentos, mas pela graça em sua vida. Ela coloca a sua voz para cantar, reconhecer e anunciar a grande misericórdia de Deus, que não se limita a um povo, mas estende-se a todos de geração em geração, basta temer a Deus e reconhecer sua bondade e misericórdia.

Recorda que Deus não está alheio às injustiças e sofrimentos humanos; e proclama com coragem um momento oportuno com a força de seu braço. Derruba dos seus tronos, os poderosos, os corações soberbos, os que oprimem. Eles receberão daquilo que semeiam e merecem, serão rebaixados.

Quanto aos humildes, serão elevados. Saciará de bens os que nada possuem, os famintos. Os ricos serão despedidos de mãos vazias. Maria com seu canto orante nos ensina como será o tempo novo com a vinda de Jesus, fazendo seu Reinado irromper na história.

É o anuncio feito com ousadia e coragem de quem acredita. É o anúncio da libertação que Deus traz para o seu povo.  Não é ódio e nem violência, mas a misericórdia e o amor se manifestando e estabelecendo uma nova ordem: mais justa, humana e fraterna.

Rezemos: Senhor, torna-me agradecido e disponível para servir como Maria, servidora até o fim.  

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida. Terça-feira chegou! Que todo o seu dia seja repleto da Luz de Deus que ilumina sua jornada.  Viva aquela alegria contagiante pela certeza da chegada do Filho de Deus neste Natal. Um dia de paz e bençãos na sua vida e na sua casa!

“As misericórdias do Senhor não têm fim, elas se renovam a cada manhã; grande é Sua fidelidade.” (Lamentações 3, 22s)

Com carinho e bençãos

Frei Rinaldo, osm
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo