2ª-feira da 34ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > Liturgia do dia
Liturgia de Hoje
2ª-feira da 34ª Semana Do Tempo Comum
23 de Novembro de 2020 - Cor: Verde





1ª Leitura - Ap 14,1-3.4b-5

Tinham a fronte marcada com o nome de Cristo e o do seu Pai.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João 14,1-3.4b-5

Eu, João:

1 Tive esta visão:
o Cordeiro estava de pé sobre o monte Sião.
Com ele, os cento e quarenta e quatro mil
que tinham a fronte marcada com o nome dele
e o nome do seu Pai.

2 Ouvi uma voz que vinha do céu;
parecia o barulho de águas torrenciais
e o estrondo de um forte trovão.
O ruído que ouvi era como o som
de músicos tocando harpa.

3 Estavam diante do trono,
diante dos quatro Seres vivos e dos Anciãos,
e cantavam um cântico novo.
Era um cântico que ninguém podia aprender;
só os cento e quarenta e quatro mil marcados,
que foram resgatados da terra.

4b Eles seguem o Cordeiro aonde quer que vá.
Foram resgatados do meio dos homens,
como primeira oferta a Deus a ao Cordeiro.

5 Na sua boca nunca foi encontrada mentira.
São íntegros!

Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 23 (24),1-2. 3-4ab. 5-6 (R. Cf. 6)

R. É assim a geração dos que buscam vossa face,
ó Senhor, Deus de Israel.

1 Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra,*
o mundo inteiro com os seres que o povoam;
2 porque ele a tornou firme sobre os mares,*
e sobre as águas a mantém inabalável.
R.

3 'Quem subirá até o monte do Senhor,*
quem ficará em sua santa habitação?'
4a 'Quem tem mãos puras e inocente coração,*
4b quem não dirige sua mente para o crime.
R.

5 Sobre este desce a bênção do Senhor*
e a recompensa de seu Deus e Salvador'.
6 'É assim a geração dos que o procuram,*
e do Deus de Israel buscam a face'.
R.




Evangelho - Lc 21,1-4

Viu também uma pobre viúva
que depositou duas pequenas moedas.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21,1-4

Naquele tempo:

1 Jesus ergueu os olhos e viu pessoas ricas
depositando ofertas no tesouro do Templo.

2 Viu também uma pobre viúva
que depositou duas pequenas moedas.

3 Diante disto, ele disse:
'Em verdade vos digo que essa pobre viúva
ofertou mais do que todos.

4 Pois todos eles depositaram, como oferta feita a Deus,
aquilo que lhes sobrava.
Mas a viúva, na sua pobreza,
ofertou tudo quanto tinha para viver.'

Palavra da Salvação.





FONTE: YOUTUBE
Reflexão - Pe. João Luís Fávero
“É assim a geração dos que buscam vossa face”.
Lc 21, 1-4

Jesus havia criticado fortemente o comércio no Templo, transformado em “abrigo de ladrões”. Na sequência, ele anuncia que o Templo, luxuosamente construído graças às ofertas dos féis, seria destruído. Agora seu olhar recai sobre uma pobre viúva que deposita no Templo “tudo o que tinha para viver”. O olhar de Jesus sobre a realidade, é sempre a partir dos valores do Reino.

A viúva representa o povo privado do necessário, esquecido pelos dirigentes e até explorado por eles. Ao mesmo tempo, ela representa o povo bem-disposto que espera em Deus e é capaz de oferecer tudo o que tem. É confiante e cheia de alegria e esperança.

A viúva deu tudo o que tinha. Os ricos davam das suas sobras. Os gestos de ofertar são semelhantes, mas um abismo de diferenças separa as ofertas. Ela entrega tudo o que tem para sobreviver, dá a menor moeda existente. O rico oferece das suas sobras; as suas ofertas mais do que a Deus, destinam-se também a incensar sua vaidade.

Deus não contabiliza os valores de nossas ofertas, olha para a qualidade delas. Deus não tem amor ou interesse no nosso dinheiro, ele quer algo a mais: o nosso coração e o nosso tempo. Só o Senhor tem condições de avaliar a sinceridade de nossos atos.

Estará em boas mãos tudo o que for feito com a marca da generosidade e gratuitamente a Deus e aos irmãos. Se esperarmos para dar quando nos sobra, nada daremos. Deus aceita nossa medida desde que seja envolvida no amor. Ele não quer nossas moedas e sim nosso coração, nossa vida.

Rezemos: Senhor, concede a nós o desapego necessário dos bens, e a generosidade para saber repartir o que temos e somos com os necessitados. Que eu seja simples e generoso.

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe você nesta nova jornada de Segunda-feira. Comece bem e motivado...principalmente agradecendo a vida, a família, os amigos, o trabalho, os estudos...dê o seu melhor no dia de hoje pois os resultados vão aparecer num breve espaço de tempo. O Salmo que vamos rezar hoje vai nos dizer "A MÃO DIREITA DO SENHOR FEZ MARAVILHAS...O SENHOR ESTÁ COMIGO E NADA TEMO. Não é maravilhoso começar o dia ouvindo isso? Uma ótima segunda e uma abençoada semana.

O Senhor está comigo, nada temo;
O Senhor está comigo, é o meu auxílio. (Salmo 117)


Com carinho e bênçãos
Frei Rinaldo, osm
Novena a Nossa Senhora Das Graças - Dia 6


Ato de contrição

Senhor meu, Jesus Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas, e porque Vos amo e estimo, pesa-me, Senhor, por Vos ter ofendido e pesa-me também por ter perdido o Céu e merecido o inferno. Proponho, firmemente, com o auxílio de Vossa divina graça e pela poderosa intercessão de Vossa Mãe Santíssima, emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender. Espero alcançar o perdão de minhas culpas, por Vossa infinita misericórdia. Assim seja.


6º dia - Terceira aparição
Contemplemos Maria aparecendo a Santa Catarina, radiante de luz, cheia de bondade, rodeada de estrelas, mandando cunhar uma medalha e prometendo muitas graças a todos que a trouxerem com devoção e amor. Guardemos fervorosamente a Santa Medalha, pois, como um escudo, ela nos protegerá dos perigos.


Oração:

Ó Imaculada Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe, ao contemplar-vos de braços abertos derramando graças sobre os que vo-las pedem, cheios de confiança na vossa poderosa intercessão, inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa, embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas inúmeras culpas, acercamo-nos de vossos pés para vos expor, durante essa oração, as nossas mais prementes necessidades (momento de silêncio e de pedir a graça desejada).

Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa, este favor que confiantes vos solicitamos, para maior glória de Deus, engrandecimento do vosso nome, e o bem de nossas almas. E para melhor servirmos ao Vosso Divino Filho, inspirai-nos profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmar sempre verdadeiros cristãos. Amém.

Santíssima Virgem, eu reconheço e confesso vossa Santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha. Ó puríssima Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me de vosso amado Filho a humildade, caridade, obediência, castidade, santa pureza de coração, de corpo e espírito; alcançai-me a perseverança na prática do bem, uma santa vida, uma boa morte e a graça de (pede-se uma graça) que peço com toda a confiança. Amém.


Rezar três Ave-Marias.

Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.






- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo