2ª-feira da 7ª Semana da Páscoa - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária

Antífona de Entrada
Recebereis a força do Espírito Santo, que descerá em vós, e dareis testemunho de mim até os confins da terra, aleluia! (At 1,8)

Oração do dia
Nós vos pedimos, ó Deus, que venha a nós a força do Espírito Santo, para que realizemos fielmente a vossa vontade e a manifestemos por uma vida santa. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

1ª Leitura – At 19,1-8
 
Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?
 
Leitura dos Atos dos Apóstolos 19,1-8
1Enquanto Apolo estava em Corinto,
Paulo atravessou as regiões montanhosas
e chegou a Éfeso.
Aí encontrou alguns discípulos e perguntou-lhes:
2‘Vós recebestes o Espírito Santo quando abraçastes a fé?’
Eles responderam:
‘Nem sequer ouvimos dizer que existe o Espírito Santo!’
3Então Paulo perguntou:
‘Que batismo vós recebestes?’
Eles responderam: ‘O batismo de João.’
4Paulo disse-lhes:
‘João administrava um batismo de conversão,
dizendo ao povo que acreditasse
naquele que viria depois dele, isto é, em Jesus.’
5Tendo ouvido isso,
eles foram batizados no nome do Senhor Jesus.
6Paulo impôs-lhes as mãos
e sobre eles desceu o Espírito Santo.
Começaram então a falar em línguas e a profetizar.
7Ao todo, eram uns doze homens.
8Paulo foi então à sinagoga
e, durante três meses, falava com toda convicção,
discutindo e procurando convencer os ouvintes
sobre o Reino de Deus.
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 67, 2-3. 4-5ac. 6-7ab (R. 33a)
 
R. Reinos da terra, cantai ao Senhor.
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia
 
2Eis que Deus se põe de pé, e os inimigos se dispersam! *
Fogem longe de sua face os que odeiam o Senhor!
3Como a fumaça se dissipa, assim também os dissipais, +
como a cera se derrete, ao contato com o fogo, *
assim pereçam os iníquos ante a face do Senhor!
R.

4Mas os justos se alegram na presença do Senhor *
rejubilam satisfeitos e exultam de alegria!
5aCantai a Deus, a Deus louvai, cantai um salmo a seu nome!*
5co seu nome é Senhor: exultai diante dele!
R.

6Dos órfãos ele é pai, e das viúvas protretor; *
é assim o nosso Deus em sua santa habitação.
7aÉ o Senhor quem dá abrigo, dá um lar aos deserdados,*
7bquem liberta os prisioneiros e os sacia com fartura.
R.


 
Evangelho – Jo 16,29-33
 
Tende coragem! Eu venci o mundo!
 
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São João 16,29-33
Naquele tempo:
29Os discípulos disseram a Jesus:
‘Eis, agora falas claramente e não usas mais figuras.
30Agora sabemos que conheces tudo
e que não precisas que alguém te interrogue.
Por isto cremos que vieste da parte de Deus.
31Jesus respondeu: ‘Credes agora?
32Eis que vem a hora – e já chegou –
em que vos dispersareis, cada um para seu lado,
e me deixareis só.
Mas eu não estou só; o Pai está comigo.
33Disse-vos estas coisas
para que tenhais paz em mim.
No mundo, tereis tribulações.
Mas, tende coragem! Eu  venci o mundo!’
Palavra da Salvação.

Antífona da Comunhão
Não vos deixarei órfãos, diz o Senhor: a vós retornarei e vosso coração se encherá de alegria, aleluia! (Jo 14,18; 16,22)

Depois da Comunhão
Ó Deus de bondade, permanecei junto ao vosso povo e fazei passar da antiga à nova vida aqueles a quem concedestes a comunhão nos vossos mistérios. Por Cristo, nosso Senhor.



Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Reinos da terra, cantai ao Senhor!”
Jo 16, 29-33

Os discípulos cheios de entusiasmo declaram a Jesus: “Nós acreditamos que tu saíste de junto de Deus”. Mas Jesus conhecedor do coração humano, declara que a fé dos discípulos é fraca, insuficiente para permanecerem fiéis ao Senhor na hora de sua Paixão e Morte.

O choque da Paixão e Morte de Jesus foi forte para os discípulos e Ele anteviu que seria deixado sozinho, pois, contava, apenas com a solidariedade do Pai. O Pai jamais o abandona. “eu não estou só. O Pai está sempre comigo”.

Só está preparado para estar com Jesus aquele que possui uma fé consistente, ancorada no amor e submetida à provação. Os momentos de provação revelam a firmeza de nossa fé. Não obstante o abandono dos discípulos Jesus não os repreende; ao contrário, conforta-os diante das tribulações da missão e lembra: “Tenham coragem: Eu venci o mundo”, e nós somos chamados a participar dessa luta com a certeza da vitória.

Nós caminhamos em meio a euforia e os desencantos. Quando se faz escuro em nossa vida, quando as encruzilhadas nos perturbam, as aflições se tornam gigantescas; é momento de fé, é a hora de Deus. É consolador saber que Jesus está conosco nestes momentos.

E quando não percebemos sua presença, ele nos carrega no colo. Ele lembra a frase consoladora repetida no Evangelho: “Não tenham medo”. E quanto mais fraco nos sentimos, mas sentido a frase adquire.  

O maior perigo reside na autossuficiência. Santa Tereza lembrava: “O muito sem Deus é nada, mas o pouco com Deus é tudo. E a liturgia nos lembra sempre: “A nossa proteção está no nome do Senhor”.

Rezemos: Senhor, me dê uma fé sólida e reforça a minha comunhão Contigo e com os irmãos. E obrigado porque nunca me abandona.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua preciosa vida hoje e sempre. Que esta segunda-feira seja de muitas bençãos e graças, que todos os seus passos sejam iluminados pela Luz do Espírito Santo de Deus. Viva com intensidade, faça o bem, seja feliz e faça os outros felizes ao seu redor.

Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade. Salmos 46,1

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo