26/01/20 - DOMINGO - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Pesquisa rápida
Liturgia Diária




3º DOMINGO DO TEMPO COMUM
COR LITÚRGICA: BRANCO




1ª Leitura - Is 8,23b-9,3

Na Galiléia, o povo viu brilhar uma grande luz.


Leitura do Livro do Profeta Isaías 8,23b-9,3
23b No tempo passado o Senhor humilhou a terra de Zabulon e a terra de Neftali; mas recentemente cobriu de glória o caminho do mar, do além-Jordão e da Galiléia das nações.
9,1 O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu.
2 Fizeste crescer a alegria, e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos.
3 Pois o jugo que oprimia o povo, - a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais - tu os abateste como na jornada de Madió.
Palavra do Senhor.




Salmo - Sl 26,1.4.13-14 (R.1a.1c)
 
R. O Senhor é minha luz e salvação.
O Senhor é a proteção da minha vida.
1a O Senhor é minha luz e salvação;*
b de quem eu terei medo?
c Senhor é a proteção da minha vida;*
dperante quem eu tremerei?
R.
 
4 Ao Senhor eu peço apenas uma coisa,*
e é só isto que eu desejo:
habitar no santuário do Senhor*
por toda a minha vida;
saborear a suavidade do Senhor*
e contemplá-lo no seu templo.
R.
 
13 Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver*
na terra dos viventes.
14 Espera no Senhor e tem coragem,*
espera no Senhor!
R.





2ª Leitura - 1Cor 1,10-13.17
 
Sede todos concordes uns com os outros
e não admitais divisões entre vós.



Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios 1,10-13.17
10 Irmãos, eu vos exorto, pelo nome do Senhor nosso, Jesus Cristo, a que sejais todos concordes uns com os outros e não admitais divisões entre vós. Pelo contrário, sede bem unidos e concordes no pensar e no falar.
11 Com efeito, pessoas da família de Cloé informaram-me a vosso respeito, meus irmãos, que está havendo contendas entre vós.
12 Digo isto, porque cada um de vós afirma: 'Eu sou de Paulo'; ou: 'Eu sou de Apolo'; ou: 'Eu sou de Cefas'; ou: 'Eu sou de Cristo'!
13 Será que Cristo está dividido? Acaso Paulo é que foi crucificado por amor de vós? Ou é no nome de Paulo que fostes batizados?
17 De fato, Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar a boa nova da salvação, sem me valer dos recursos da oratória, para não privar a cruz de Cristo da sua força própria.
Palavra do Senhor.





Evangelho - Mt 4,12-23
 
Foi morar em Cafarnaum, para se cumprir
o que foi dito pelo profeta Isaías.




+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 4,12-23
12 Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galiléia.
13 Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galiléia,
14 no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías:
15 'Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galiléia dos pagãos!
16 O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz.
17 Daí em diante Jesus começou a pregar dizendo: 'Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo.
18 Quando Jesus andava à beira do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores.
19 Jesus disse a eles: 'Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens.'
20 Eles, imediatamente deixaram as redes e o seguiram.
21 Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou.
22 Eles, imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram.
23 Jesus andava por toda a Galiléia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo.
Palavra da Salvação.





Leituras Facultativas
 
Evangelho - Mt 4,12-17
 
Foi morar em Cafarnaum, para se cumprir
o que foi dito pelo profeta Isaías.



+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 4,12-17
12 Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galiléia.
13 Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galiléia,
14 no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías:
15 'Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galiléia dos pagóos!
16 O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz.'
17 Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: 'Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo.'
Palavra da Salvação.




Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)

“O Senhor é minha luz e salvação. o Senhor é a proteção da minha vida”
Mt 4, 12-23

Ao ser chamado, quero servir e anunciar.
João Batista sai de cena, e Jesus, depois do seu batismo e a prova do deserto, entra em cheio na Missão. Deixa a tranquila Nazaré e vai morar em Cafarnaum, uma cidade mais importante, um grande centro administrativo, que fica às margens do mar da Galileia. Todas as aldeias vizinhas dependiam da cidade de Cafarnaum.

Ali Jesus começou a pregar e resume sua missão inicial com um imperativo: “Arrependam-se”, proclama a chegada do Reino. Mostra que o arrependimento e a cura das enfermidades são a base do seu reinado. O reino se faz presente e convida a conversão.

Jesus começa a organizar o grupo que vai acompanha-Lo em seu projeto. Escolheu pessoas simples, em sua maioria pescadores. O convite para “seguir” exige disponibilidade, eles deixaram a segurança do trabalho e os afetos familiares, fizeram uma ruptura com a vida anterior, para se tornarem pescadores de gente.

Ser pescadores de gente significa lançar-se ao mundo para atrair muitas pessoas para Jesus e a sua proposta: O Reino, o jeito de viver o projeto de Deus. O mar, com suas variações, de calmo a revolto, é a imagem da realidade onde devem atuar. O cansaço da tarefa de pescar, com a possibilidade de fracasso, corresponde a vida missionária com seus êxitos e decepções. Os peixes recolhidos apontam para os que serão atraídos pela ação dos discípulos de Jesus. É uma árdua missão! Mas carrega a alegria do seguimento.

Rezemos:
Quero ouvir teu apelo, Senhor, ao teu chamado de amor e responder. Na alegria te quero servir, e anunciar o teu reino de amor.
E pelo mundo eu vou. Cantando o teu amor. Pois disponível estou para servir-te, Senhor.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nesse DOMINGO, DIA do SENHOR. Que seja um dia leve, harmônico, sereno e pacífico. Procure centralizar a sua vida a partir da Palavra de Deus. É o que a liturgia vai nos convidar neste domingo.
Deus abençoe sua preciosa vida. Viva intensamente o seu domingo!
Não esqueça...Domingo, além de um merecido descanso...procure alimentar-se espiritualmente em sua comunidade paroquial.


Evangelho do dia: Na sua comunidade você vai ouvir diretamente do seu pároco, o Santo Evangelho abaixo!
Mt 4,12-23)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia.13Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia,14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15”Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos!16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz, e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”. 17Daí em diante Jesus começou a pregar dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.

18Quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores.19Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. 20Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. 21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou.22Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. 23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo