5ª-feira da 34ª Semana Do Tempo Comum - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia de Hoje
5ª-feira da 34ª Semana Do Tempo Comum
26 de Novembro de 2020 - Cor: Verde





1ª Leitura - Ap 18,1-2.21-23; 19,1-3.9a

Caiu! Caiu Babilônia, a grande!

Leitura do Livro do Apocalipse de São João 18,1-2.21-23; 19,1-3.9a

Eu, João,

1 vi outro anjo descendo do céu.
Tinha grande poder,
e a terra ficou toda iluminada com a sua glória.

2 Ele gritou com voz poderosa:
'Caiu! Caiu Babilônia, a grande!
Tornou-se morada de demônios,
abrigo de todos os espíritos maus,
abrigo de aves impuras e nojentas.

21 Nessa hora, um anjo poderoso levantou uma pedra
do tamanho de uma grande pedra de moinho
e atirou-a ao mar, dizendo:
'Com esta força será lançada Babilônia, a Grande Cidade,
e nunca mais será encontrada.

22 E o canto de harpistas e músicos,
de flautistas e tocadores de trombeta,
em ti nunca mais se ouvirá;
e nenhum artista de arte alguma
em ti jamais se encontrará;
e o canto do moinho
em ti nunca mais se ouvirá;

23 e a luz da lâmpada
em ti nunca mais brilhará;
e a voz do esposo e da esposa
em ti nunca mais se ouvirá,
porque os teus comerciantes eram os grandes da terra,
e com magia tu enfeitiçaste todas as nações.

19,1 Depois disso, ouvi um forte rumor,
de uma grande multidão no céu,
que clamava:
'Aleluia!
A salvação, a glória e o poder
pertencem ao nosso Deus,

2 porque seus julgamentos são verdadeiros e justos.
Sim, Deus julgou a grande prostituta
que corrompeu a terra com sua prostituição,
e vingou nela o sangue dos seus servos'.
3 E repetiram:
'Aleluia!
A fumaça dela fica subindo
para toda a eternidade!'

9a E um anjo me disse:
'Escreve:
Felizes são os convidados para o banquete
das núpcias do Cordeiro.'

Palavra do Senhor.





Salmo - Sl 99 (100),2. 3. 4. 5 (R. Ap 19,9a)

R. São bem-aventurados os que foram convidados
para a Ceia Nupial das bodas do Cordeiro!

2 Aclamai o Senhor, ó terra inteira, +
servi ao Senhor com alegria, *
ide a ele cantando jubilosos!
R.

3 Sabei que o Senhor, só ele, é Deus, +
Ele mesmo nos fez, e somos seus, *
nós somos seu povo e seu rebanho.
R.

4 Entrai por suas portas dando graças, +
e em seus átrios com hinos de louvor; *
dai-lhe graças, seu nome bendizei!
R.

5 Sim, é bom o Senhor e nosso Deus, +
sua bondade perdura para sempre, *
seu amor é fiel eternamente!
R.





Evangelho - Lc 21,20-28

Jerusalém será pisada pelos infiéis,
até que o tempo dos pagãos se complete.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 21,20-28

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:

20 Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos,
ficai sabendo que a sua destruição está próxima.

21 Então, os que estiverem na Judéia,
devem fugir para as montanhas;
os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se;
os que estiverem no campo, não entrem na cidade.

22 Pois esses dias são de vingança,
para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras.

23 Infelizes das mulheres grávidas
e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias,
pois haverá uma grande calamidade na terra
e ira contra este povo.

24 Serão mortos pela espada
e levados presos para todas as nações.
e Jerusalém será pisada pelos infiéis,
até que o tempo dos pagãos se complete.

25 Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas.
Na terra, as nações ficarão angustiadas,
com pavor do barulho do mar e das ondas.

26 Os homens vão desmaiar de medo,
só em pensar no que vai acontecer ao mundo,
porque as forças do céu serão abaladas.

27 Então eles verão o Filho do Homem,
vindo numa nuvem com grande poder e glória.

28 Quando estas coisas começarem a acontecer,
levantai-vos e erguei a cabeça,
porque a vossa libertação está próxima.'

Palavra da Salvação.





FONTE: YOUTUBE
Reflexão - Pe. João Luís Fávero
“Aclamai o Senhor, ó terra inteira!”
Lc 21. 20-28

O discurso de Jesus sobre o fim dos tempos, o fim do mundo da injustiça, contém afirmações assustadoras, uma linguagem que provoca medo. Como pano de fundo, está Jerusalém, a Cidade Santa, sendo destruída, sem piedade pelos exércitos inimigos.

É motivo de terror para os seus habitantes, principalmente os mais frágeis, sem condições para fugir. Até os elementos da natureza conspiram para tornar a situação ainda mais assustadora. Que mensagem tirar de tudo isso?

O desparecimento da Cidade Santa abre espaço para o começo de tempos novos. A admoestação de Jesus “levantem e ergam a cabeça, porque a sua libertação está próxima” chama a atenção dos discípulos para a missão que os espera.

A destruição de Jerusalém, que parecia o fim, na realidade é um novo começo. A chama da esperança permanece acesa! Ao tempo de destruir, seguirá o tempo de construir. Tempo de ação dos operários do Reino. Jesus vem libertar os seus.

Todos os poderes alicerçados na injustiça serão abalados. Jesus e os discípulos farão emergir a verdade e vão revolucionar a sociedade mediante a prática do amor e da justiça. A nova história já começou e nós fazemos parte de sua construção. É a hora da libertação!

Rezemos: Senhor, mantém acesa em meu coração a chama da esperança, enquanto discípulo e missionário quero levar adiante a missão que me foi confiada.

Deus abençoe você e sua família.
Um Abraço,
Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nesse novo dia que já começa. Estamos chegando ao final do mês, não é mesmo? Que este dia do Mês seja marcado por muitas bençãos e graças na sua vida. Porém, comece sempre agradecendo. Você está vivo, não está? Então agradeça, porque tudo isso é um presente de Deus para você HOJE ser uma pessoa melhor e mais feliz.  Respire fundo, agradeça a vida, levante a cabeça e comece a lida!!! Deus está com você, hoje e sempre.

Espere no Senhor.
Seja forte! Coragem!
Espere no Senhor.
Salmos 27,14

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
Novena a Nossa Senhora Das Graças - Dia 9


Ato de contrição

Senhor meu, Jesus Cristo, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor meu, por serdes Vós quem sois, sumamente bom e digno de ser amado sobre todas as coisas, e porque Vos amo e estimo, pesa-me, Senhor, por Vos ter ofendido e pesa-me também por ter perdido o Céu e merecido o inferno. Proponho, firmemente, com o auxílio de Vossa divina graça e pela poderosa intercessão de Vossa Mãe Santíssima, emendar-me e nunca mais Vos tornar a ofender. Espero alcançar o perdão de minhas culpas, por Vossa infinita misericórdia. Assim seja.


9º dia – Súplica

Ó Mãe Imaculada, fazei com que a cruz de vossa Medalha brilhe sempre diante de meus olhos e suavize as penas da vida presente, e me conduza à vida eterna.


Oração:

Ó Imaculada Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe, ao contemplar-vos de braços abertos derramando graças sobre os que vo-las pedem, cheios de confiança na vossa poderosa intercessão, inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa, embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas inúmeras culpas, acercamo-nos de vossos pés para vos expor, durante essa oração, as nossas mais prementes necessidades (momento de silêncio e de pedir a graça desejada).

Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa, este favor que confiantes vos solicitamos, para maior glória de Deus, engrandecimento do vosso nome, e o bem de nossas almas. E para melhor servirmos ao Vosso Divino Filho, inspirai-nos profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmar sempre verdadeiros cristãos. Amém.

Santíssima Virgem, eu reconheço e confesso vossa Santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha. Ó puríssima Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me de vosso amado Filho a humildade, caridade, obediência, castidade, santa pureza de coração, de corpo e espírito; alcançai-me a perseverança na prática do bem, uma santa vida, uma boa morte e a graça de (pede-se uma graça) que peço com toda a confiança. Amém.

Rezar três Ave-Marias.


Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.



- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo