5ª-feira da 7ª Semana da Páscoa - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"Fiat Voluntas Tua"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
Liturgia Diária

Antífona de Entrada
Aproximemo-nos confiantes do trono da graça, a fim de conseguirmos misericórdia e encontrarmos auxílio em tempo oportuno, aleluia! (Hb 4,16)

Oração do dia
Nós vos pedimos, ó Deus, que o vosso Espírito nos transforme com a força dos seus dons, dando-nos um coração capaz de agradar-vos e de aceitar a vossa vontade. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

1ª Leitura – At 22,30; 23,6-11
 
É preciso que tu sejas também minha testemunha em Roma.
 
Leitura dos Atos dos Apóstolos 22,30; 23,6-11
Naqueles dias:
30Querendo saber com certeza
por que Paulo estava sendo acusado pelos judeus,
o tribuno soltou-o
e mandou reunir os chefes dos sacerdotes
e todo o conselho dos anciãos.
Depois fez trazer Paulo e colocou-o diante deles.
23,6Sabendo que uma parte dos presentes eram saduceus
e a outra parte eram fariseus,
Paulo exclamou no conselho dos anciãos:
‘Irmãos, eu sou fariseu e filho de fariseus.
Estou sendo julgado
por causa da nossa esperança na ressurreição dos mortos.’
7Apenas falou isso,
armou-se um conflito entre fariseus e saduceus
e a assembléia se dividiu.
8Com efeito, os saduceus dizem que não há ressurreição,
nem anjo, nem espírito,
enquanto os fariseus sustentam uma coisa e outra.
9Houve, então, uma enorme gritaria.
Alguns doutores da Lei, do partido dos fariseus,
levantaram-se e começaram a protestar, dizendo:
‘Não encontramos nenhum mal neste homem.
E se um espírito ou anjo tivesse falado com ele?’
10E o conflito crescia cada vez mais.
Receando que Paulo fosse despedaçado por eles,
o comandante ordenou que os soldados descessem
e o tirassem do meio deles,
levando-o de novo para o quartel.
11Na noite seguinte,
o Senhor aproximou-se de Paulo e lhe disse:
‘Tem confiança.
Assim como tu deste testemunho de mim em Jerusalém,
é preciso que tu sejas também minha testemunha em Roma.’
Palavra do Senhor.

Salmo – Sl 15, 1-2a.5. 7-8. 9-10. 11 (R.1)
 
R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

 
1Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio!*
2aDigo ao Senhor: ‘Somente vós sois meu Senhor.
5Ó Senhor, sois minha herança e minha taça,*
meu destino está seguro em vossas mãos!
R.

7Eu bendigo o Senhor, que me aconselha,*
e até de noite me adverte o coração.
8Tenho sempre o Senhor ante meus olhos,*
pois se o tenho a meu lado não vacilo.
R.

9Eis por que meu coração está em festa,
minha alma rejubila de alegria,*
e até meu corpo no repouso está tranqüilo;
10pois não haveis de me deixar entregue à morte,*
nem vosso amigo conhecer a corrupção.
R.

11Vós me ensinais vosso caminho para a vida;
junto a vós, felicidade sem limites,*
delícia eterna e alegria ao vosso lado!
R.


 
Evangelho – Jo 17,20-26
 
Para que eles cheguem à unidade perfeita.
 
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 17,20-26
Naquele tempo, Jesus levantou os olhos ao céu e disse:
Pai Santo,
20eu não te rogo somente por eles,
mas também por aqueles
que vão crer em mim pela sua palavra,
21para que todos sejam um
como tu, Pai, estás em mim e eu em ti,
e para que eles estejam em nós,
a fim de que o mundo creia que tu me enviaste.
22Eu dei-lhes glória que tu me deste,
para que eles sejam um, como nós somos um:
23eu neles e tu em mim,
para que assim eles cheguem à unidade perfeita
e o mundo reconheça que tu me enviaste
e os amaste, como me amaste a mim.
24Pai, aqueles que me deste,
quero que estejam comigo onde eu estiver,
para que eles contemplem a minha glória,
glória que tu me deste
porque me amaste antes da fundação do universo.
25Pai justo, o mundo não te conheceu,
mas eu te conheci,
e estes também conheceram que tu me enviaste.
26Eu lhes fiz conhecer o teu nome,
e o tornarei conhecido ainda mais,
para que o amor com que me amaste esteja neles,
e eu mesmo esteja neles’.
Palavra da Salvação.

Antífona da Comunhão
Eu vos digo a verdade, é melhor para vós que eu me vá; se eu não for, não virá até vós o paráclito, diz o Senhor, aleluia! (Jo 16,7)

Depois da Comunhão
Nós vos pedimos, ó Deus, que a participação nesta eucaristia esclareça nossa fé e restaure nossas forças para alcançarmos as riquezas do vosso Espírito. Por Cristo, nosso Senhor.



Pesquisa rápida
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Guardai-me, ó Deus, porque em vós me refugio.”
Jo 17, 20-26

A oração de Jesus ao Pai, a Oração Sacerdotal, amplia os horizontes dos destinatários. Já não abrange apenas os apóstolos, mas inclui todos os que no futuro irão crer em Jesus, pelas palavras e testemunhos dos discípulos de todos os tempos. Ele reza por nós, sua prece atravessa os séculos e atinge as pessoas de todos os tempos.

À medida que vão conhecendo o Pai, ficarão cientes do amor do Pai pelo Filho e do amor do Filho pelo Pai. Jesus deseja que todos os discípulos estejam com Ele, onde Ele estiver e participem de sua glória e da glória do Pai.

Se há uma insistência de Jesus nesta oração é que todos formem uma unidade com Ele e com o Pai. Esta unidade supõe a prática do amor, um amor incondicional, sem mescla de egoismo: “Se vocês tiverem amor uns aos outros, todos vão reconhecer que vocês são meus discípulos” (Jo 13, 35).

O testemunho dessa comunhão entre nós e com Deus é que vai atrair novos seguidores para a comunidade de Cristo.

Por isso a preocupação com a unidade está sempre presente na vida das comunidades cristãs. O perigo da desunião, pelos mais variados motivos é constante. O vírus do egoísmo age sem parar. Quando não combatido, provoca estragos irremediáveis.

A unidade perfeita consiste em espelhar-se na unidade do Pai e do Filho: “Sejam um, como nós somos um”. É a comunhão do amor, sustentada pelo Espírito Santo. Busquemos a unidade fruto dessa comunhão no amor; recomendava o Papa São João XXIII: “Comecemos pelas coisas que nos unem”.

Rezemos: Senhor, quero buscar a unidade, viver em comunhão, como vivem o Pai e o Filho, na força do amor que é dom do Espírito Santo.

Deus abençoe você e sua família.

Pe. João Luiz
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nesse novo dia que já começa. Que sua quinta-feira seja muito especial e abençoada. Como é bom começar o dia sabendo que somos criaturas amadas por Deus. Então viva esta verdade com amor e gratidão. Deus vai conduzir todos os seus passos e iluminar cada decisão a ser tomada hoje. Confia em Deus. Ele é Pai e nos ama com amor eterno.

Esta é a confiança que temos ao nos aproximarmos de Deus: se pedirmos alguma coisa de acordo com a vontade de Deus, ele nos ouvirá.
1 João 5,14

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm

Hoje às 17h00 pelo meu canal do YouTube o nosso TERCEIRO DIA DA NOVENA de São Peregrino.
FEVEREIRO
D
S
T
Q
Q
S
S






1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo