31 DE OUTUBRO - QUINTA-FEIRA - Liturgia Diária da Igreja Católica Apostólica Romana

"extra Ecclesiam nulla salus"
Ir para o conteúdo
MISSAL > LITURGIA DO DIA
VATICAN NEWS
Pesquisa rápida
Liturgia Diária


​​​​​​​
5ª-feira da 30ª Semana Do Tempo Comum
31 de Outubro de 2019
Cor: Verde




1ª Leitura - Rm 8,31b-39
 
Nenhuma criatura será capaz de nos separar do amor
de Deus por nós,.manifestado em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 8,31b-39
Irmãos:
31b Se Deus é por nós, quem será contra nós?
32 Deus que não poupou seu próprio filho, mas o entregou por todos nós, como não nos daria tudo junto com ele?
33 Quem acusará os escolhidos de Deus? Deus, que os declara justos?
34 Quem condenará? Jesus Cristo, que morreu, mais ainda, que ressuscitou, e está, à direita de Deus, intercedendo por nós?
35 Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação? Angústia? Perseguição? Fome? Nudez? Perigo? Espada?
36 Pois é assim que está escrito: 'Por tua causa somos entregues à morte, o dia todo; fomos tidos como ovelhas destinadas ao matadouro'.
37 Mas, em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou!
38 Tenho a certeza que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os poderes celestiais, nem o presente nem o futuro, nem as forças cósmicas,
39 nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus por nós, manifestado em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 108 (109),21-22. 26-27. 30-31 (R. 26b)
 
R. Salvai-me, Senhor, segundo a vossa bondade!

21 Agi a meu favor, ó Senhor Deus,+
por amor do vosso nome, libertai-me,*
pois, vossa lealdade é benfazeja!
22 Necessitado e infeliz, eis o que sou,
dentro de mim meu coração está ferido!
R.
 
26 Senhor, meu Deus, vinde ajudar-me e salvar-me,*
segundo vosso amor e compaixão.
27 Para que nisso reconheçam vossa mão,
e saibam que sois vós que o fizestes!
R.
 
30 Celebrarei o meu Senhor em alta voz,*
em meio à multidão hei de louvá-lo.
31 Pois ele defende o indigente e o salva*
daqueles que condenam sua alma.
R.

Evangelho - Lc 13,31-35
 
Não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 13,31-35
31 Naquela hora, alguns fariseus aproximaram-se e disseram a Jesus: 'Tu deves ir embora daqui, porque Herodes quer te matar.'
32 Jesus disse: 'Ide dizer a essa raposa: eu expulso demônios e faço curas hoje e amanhã; e no terceiro dia terminarei o meu trabalho.
33 Entretanto, preciso caminhar hoje, amanhã e depois de amanhã, porque não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.
34 Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintainhos debaixo das asas, mas tu não quiseste!
35 Eis que vossa casa ficará abandonada. Eu vos digo: não me vereis mais, até que chegue o tempo em que vós mesmos direis: Bendito aquele que vem em nome do Senhor.'
Palavra da Salvação.




Fonte: Youtube RS21
Fonte: Youtube RS21
Reflexão - Padre João Luís Fávero - Campinas (SP)
“Salvai-me, Senhor, Segundo a vossa bondade!”
Lc 13, 31-35

Informam a Jesus que o inquieto Herodes quer mata-Lo. Mas Herodes não tem força para afastar Jesus de sua missão. Jesus não se cala e chama Herodes de raposa. Em aramaico “raposa” tem duplo sentido: o de animal astuto, mas insignificante.

Jesus informa que ninguém o impedirá de concluir a sua obra de libertação. Ele caminha para Jerusalém, lugar sagrado, a cidade santa, porque “não convém que um profeta morra fora de Jerusalém”.

Jerusalém se mostrou incapaz de acolher a Boa-Nova do Reino. A “cidade da paz”, que mata os profetas, entre os quais Jesus se coloca. Ali Ele será questionado, preso e morrerá na cruz, mas o episódio não será o ponto final. Haverá o Terceiro Dia em que a missão será concluída.

Jerusalém não soube entendera ternura do Senhor, comparada a galinha que cuida dos pintinhos e os coloca debaixo de suas asas. Um dia Jesus vai chorar sobre a ingratidão da cidade.

Jesus, porém, não vai abandonar a cidade nem os corações humanos. Deus não volta atrás em seu amor, mas este amor precisa ser acolhido. Isso vale para Jerusalém, e vale também para nós.

Em Jerusalém, Jesus será aclamado: “Bendito aquele que vem em nome do Senhor!

Rezemos: Senhor, não me deixe abater pelas dificuldades, ameaças e armadilhas. Quero manter a minha fidelidade.  

Deus abençoe você e sua família.
Reflexão - Frei Rinaldo Stecanella, osm
Bom dia. Deus abençoe sua vida nessa nova jornada de Quinta-feira que está começando. Último dia do nosso querido mês de Outubro. Vamos agradecer a Deus o dom da vida e todas as coisas que vivemos, vencemos e aprendemos durante este mês.   Deus estará do seu lado o tempo todo durante este novo mês que amanhã começa. Ele é Pai e Jesus vai mandar o seu Espírito para iluminar todos os seus passos. Que seja uma quinta alegre, saudável e repleta de boas realizações. Deus abençoe.

E Jesus disse-lhes: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. Marcos 9,23

Com carinho e bençãos
Frei Rinaldo, osm
ORAÇÃO


Santo Afonso Rodriguez SJ, nascido Alonso Rodríguez, (Segóvia, 25 de Julho de 1532 — Palma de Maiorca, 31 de outubro de 1617) foi um leigo consagrado jesuíta espanhol.

Pertencente a uma família cristã, foi filho de Diego Rodríguez e Maria Gómez. Segundo de onze irmãos. Teve que interromper seus estudos no primário, pois com a morte do pai, assumiu os compromissos com o comércio. Casou-se com Maria Suarez, com quem teve três filhos, perdendo dois, ficando viúvo aos 32 anos. Ao entrar em crise espiritual por esse motivo, Afonso entrega-se à oração, à penitência e dirigido por um sacerdote, descobriu o seu chamado a ser irmão religioso e assim, assumiu grandes dificuldades como a limitação dos estudos. Superando isso, Afonso foi recebido na Companhia de Jesus como irmão, e depois do noviciado, foi enviado para o colégio de formação.

No colégio, desempenhou os ofícios de porteiro e a todos prestava vários serviços, e dentre as virtudes que conquistou, foi, para os fiéis, a obediência a sua prova de verdadeira "humildade".

Tinha como regra: "Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda parte a vontade divina". Este "Santo", com sua "espiritualidade", alegadamente ajudou a muitos, principalmente São Pedro Claver, que viveu algum tempo em Maiorca, quanto ao futuro apostolado na Colômbia.

Se fizera famosa a austeridade e o rigor de sua vida, sua entrega à oração, a obediência absoluta e a absorção pelos assuntos espirituais. Difundiu e popularizou o Oficio Menor da Imaculada Conceição.

Santo Afonso Rodrigues, sofreu muito antes de morrer em 31 de outubro de 1617. A sua festa celebra-se no dia 31 de Outubro, dia da sua morte, sendo sepultado na igreja de Monte Sião em Mallorca. É considerado símbolo da espiritualidade dos irmãos Auxiliares jesuítas.

Santo Afonso Rodriguez não foi ordenado sacerdote. Irmão leigo é uma pessoa que faz os votos religiosos numa ordem religiosa, no caso dele, a Companhia de Jesus, porém não é sacerdote.

Foi declarado venerável em 1626. Em 1633, O Conselho Geral de Mallorca escolheu-o como um dos padroeiros da cidade e da ilha. Em 1760, Clemente XIII decretou que "as virtudes do venerável Afonso se tinham provado que eram dum grado heroico", mas a supressão da Companhia de Jesus na Espanha em 1773 atrasou a sua beatificação até 1825, ocorrendo no dia 15 de Janeiro, pelo papa Leão XII. Foi canonizado a 15 de Janeiro de 1888 pelo papa Leão XIII.

Fonte: Wilkipedia







FEVEREIRO
DOM
SEG
TER
QUA
QUI
SEX
SÁB





1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
181920212223
2425262728

- DEDICADO À VIRGEM MARIA -
Voltar para o conteúdo