Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Capítulo 19 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Capítulo 19

BÍBLIA > NOVO TESTAMENTO > São Mateus
PUBLICIDADE
CAPÍTULO 19
1. Após esses discursos, Jesus deixou a Galiléia e veio para a Judéia, além do Jordão.
2. Uma grande multidão o seguiu e ele curou seus doentes.
3. Os fariseus vieram perguntar-lhe para pô-lo à prova: É permitido a um homem rejeitar sua mulher por um motivo qualquer?
4. Respondeu-lhes Jesus: Não lestes que o Criador, no começo, fez o homem e a mulher e disse:
5. Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e os dois formarão uma só carne?
6. Assim, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, não separe o homem o que Deus uniu.
7. Disseram-lhe eles: Por que, então, Moisés ordenou dar um documento de divórcio à mulher, ao rejeitá-la?
8. Jesus  respondeu-lhes: É por causa da dureza de vosso coração que Moisés havia  tolerado o repúdio das mulheres; mas no começo não foi assim.
9. Ora,  eu vos declaro que todo aquele que rejeita sua mulher, exceto no caso  de matrimônio falso, e desposa uma outra, comete adultério. E aquele que  desposa uma mulher rejeitada, comete também adultério.
10. Seus discípulos disseram-lhe: Se tal é a condição do homem a respeito da mulher, é melhor não se casar!
11. Respondeu ele: Nem todos são capazes de compreender o sentido desta palavra, mas somente aqueles a quem foi dado.
12. Porque  há eunucos que o são desde o ventre de suas mães, há eunucos tornados  tais pelas mãos dos homens e há eunucos que a si mesmos se fizeram  eunucos por amor do Reino dos céus. Quem puder compreender, compreenda.
13. Foram-lhe,  então, apresentadas algumas criancinhas para que pusesse as mãos sobre  elas e orasse por elas. Os discípulos, porém, as afastavam.
14. Disse-lhes  Jesus: Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais, porque o  Reino dos céus é para aqueles que se lhes assemelham.
15. E, depois de impor-lhes as mãos, continuou seu caminho.
16. Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou: Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna? Disse-lhe Jesus:
17. Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos.
18. Quais?, perguntou ele. Jesus respondeu: Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho,
19. honra teu pai e tua mãe, amarás teu próximo como a ti mesmo.
20. Disse-lhe o jovem: Tenho observado tudo isto desde a minha infância. Que me falta ainda?
21. Respondeu  Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá-os aos pobres e  terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me!
22. Ouvindo estas palavras, o jovem foi embora muito triste, porque possuía muitos bens.
23. Jesus disse então aos seus discípulos: Em verdade vos declaro: é difícil para um rico entrar no Reino dos céus!
24. Eu vos repito: é mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus.
25. A estas palavras seus discípulos, pasmados, perguntaram: Quem poderá então salvar-se?
26. Jesus olhou para eles e disse: Aos homens isto é impossível, mas a Deus tudo é possível.
27. Pedro então, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que deixamos tudo para te seguir. Que haverá então para nós?
28. Respondeu  Jesus: Em verdade vos declaro: no dia da renovação do mundo, quando o  Filho do Homem estiver sentado no trono da glória, vós, que me haveis  seguido, estareis sentados em doze tronos para julgar as doze tribos de  Israel.
29. E  todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher,  filhos, terras ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.
30. Muitos dos primeiros serão os últimos e muitos dos últimos serão os primeiros.
1 Quando terminou essas palavras, Jesus deixou a Galiléia e foi para a região da Judéia, pelo outro lado do Jordão.
2 Grandes multidões o acompanhavam, e ali, ele realizava curas.
3 Alguns fariseus aproximaram-se de Jesus e, para experimentá-lo, perguntaram: “É permitido ao homem despedir sua mulher por qualquer motivo?”
4 Ele respondeu: “Nunca lestes que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher
5 e disse: ‘Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois formarão uma só carne’?
6 De modo que eles já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não separe”.
7 Perguntaram: “Como então Moisés mandou dar atestado de divórcio e despedir a mulher?”
8 Jesus respondeu: “Moisés permitiu despedir a mulher, por causa da dureza do vosso coração. Mas não foi assim desde o princípio.
9 Ora, eu vos digo: quem despede sua mulher – fora o caso de união ilícita – e se casa com outra, comete adultério”.  
10 Os discípulos disseram-lhe: “Se a situação do homem com a mulher é assim, é melhor não casar-se”.
11 Ele respondeu: “Nem todos são capazes de entender isso, mas só aqueles a quem é concedido.
12 De fato, existem eunucos que nasceram assim do ventre materno; outros foram feitos eunucos por mão humana; outros ainda, tornaram-se eunucos por causa do Reino dos Céus.
13 Naquele momento, levaram crianças a Jesus, para que impusesse as mãos sobre elas e fizesse uma oração. Os discípulos, porém, as repreenderam.
14 Jesus disse: “Deixai as crianças, e não as impeçais de virem a mim; porque a pessoas assim é que pertence o Reino dos Céus”.
15 E depois de impor as mãos sobre elas, ele partiu dali.
16 Alguém aproximou-se de Jesus e disse: “Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?”
17 Ele respondeu: “Por que  me perguntas sobre o que é bom? Um só é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”. –
18 “Quais?”, perguntou ele. Jesus respondeu: “Não cometerás homicídio, não cometerás adultério, não roubarás, não levantarás falso testemunho,
19 honra pai e mãe, ama  teu próximo como a ti mesmo”.
20 O jovem disse-lhe: “Já observo tudo isso. Que me falta ainda?”
21 Jesus respondeu: “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá o dinheiro aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”.
22 Quando ouviu esta palavra, o jovem foi embora cheio de tristeza, pois possuía muitos bens.
23 Então Jesus disse aos discípulos: “Em verdade vos digo, dificilmente um rico entrará no Reino dos Céus.
24 E digo ainda: é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha, do que um rico entrar no Reino de Deus”.
25 Ouvindo isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: “Quem, pois, poderá salvar-se?”
26 Jesus olhou bem para eles e disse: “Humanamente isso é impossível, mas para Deus tudo é possível”.
27 Em seguida, Pedro tomou a palavra e disse-lhe: “Olha! Nós deixamos tudo e te seguimos. Que haveremos de receber?”
28 Jesus respondeu: “Em verdade vos digo, quando o mundo for renovado e o Filho do Homem se sentar no trono de sua glória, também vós, que me seguistes, havereis de sentar-vos em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. 29 E todo aquele que tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por causa do meu nome, receberá cem vezes mais e terá como herança a vida eterna.
30 Ora, muitos que são primeiros serão últimos, e muitos que são últimos serão primeiros.

PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
Voltar para o conteúdo